Arquivo da tag: top animes

Top 5 Animes de Ficção Científica que todo Fã de Sci Fi deve Ver

E que tal mais um top maneirão? É hora de trazermos o Top 5 Animes de Ficção Científica, que mesmo fãs de Sci Fi devem conhecer porque são bons de mais! Se vocês duvidam, venham comigo para uma breve sinopse de cada um. Eu garanto que vão querer assistir esses animes assim de terminar de ler, até se você não gostar de ficção científica. Vem comigo.

Top 5 Animes de Ficção Científica que todo Fã de Sci Fi deve Ver

Esse é aquele momento no ano que eu resolvo tirar da poeira posts guardados há séculos. E logo de começo, porquê não um Top Anime Alguma Coisa? Breve faço um top animes harém, comédia, animes de ação e porradaria…, shoujos e romances, bem na vibe do Top Animes Ecchi que fiz com meu amigo pierrotGluton. Mas na boa, não tô muito afim de lembrar de outros animes agora, e como eu sei que o Violet Evergarden tem tudo para se tornar um dos novos expoentes do gênero, vamos aos Sci fi.

Lembrando que essa lista não é formada só por animes sci fi que eu adoro, mas sim que muita gente que curte anime considera como os melhores do gênero. Também nesse Top5 todos são Animes Seinen, tirando algumas menções honrosas — sim eu acrescento alguns. E não posso esquecer que um grande anime amado por todos não faz parte desse Top: primeiro porque todo mundo conhece e tá careca de saber; segundo porque eu não gosto de Neon Genesis Evangelion. Mas a gente tem uma review dele aqui no site caso você queira ver — gosto não se discute.

Enfim, vamos à lista!

Serial Experiments Lain

Para ser bem sincero com vocês, eu já perdi a conta de quantas vezes falei de Serial Experiments Lain aqui no site. Falei no Top Curiosidades dos Animes. Citei a linda ninfeta Lain como uma das Mulheres mais Lindas dos Animes e  também no Top Mulheres +Poderosas dos Animes, quem estava lá? Pois é. Serial pode não ser um anime que eu ame tanto, mas com certeza merece estar aqui — e em primeiro lugar mesmo eu não colocando notas ou posições nesse top.

O anime começa focando Lain, uma simples estudante do ensino médio, aonde uma amiga de sala acabou de cometer suicídio — essa mesma amiga mandou emails perturbadores para outras meninas… (depois de morta…). Lain não entende bem do mundo digital (chamado de Weird no anime) e nada sabe sobre “email”, porque nunca havia sentido vontade de usar. Mas talvez por causa do suicídio de sua colega, ou por curiosidade de ler as mensagens, ela resolve procurar mais desse mundo virtual que permite com que a mente do usuário penetre nele durante algum tempo (a Weird é mais como um VR, compreende?).

Serial Experiments Lain é uma grande “Teoria da Conspiração”, misturada com “Teorias Pseudocientíficas”, o que torna tudo ainda mais complexo. Mas Lain demonstra ter uma aptidão enorme em lidar com a Weird. O porquê você só vai descobrir, vendo esse clássico.

Ghost in the Shell

Depois de quase quebrar a cachola para entender Serial Experiments Lain, Ghost in the Shell é outra história. Mas não vou falar nem do filme da Scarlett (porque eu não vi) e tampouco da série de animes que ficou conhecida como SAC. E nem dos ovas também porque eu sou muito over, eu gosto só de clássicos. Vamos falar dos dois filmes clássicos de Ghost in the Shell que além de serem ótimos sci fi, também são animações que eu gosto muito. E claro, Mokoto também aparece no meu Top Mulheres +Poderosas dos Animes.

Num resumo muito básico e numa sinopse meia boca, o anime se passa no futuro, no ano de 2029. Lá existe o processo de “tornar um ser humano um cyborg por completo”. Sua “mente” é extraída do corpo e colocado num corpo de cyborg. Motoko é uma das pessoas que passaram pelo processo e trabalha para a Seção9 — como se fosse uma FBI. O primeiro filme animê começa de forma espetacular com a clássica cena do Motoko pulando nua e invisível num prédio para cumprir uma missão de… não posso falar.

Se vocês gosta de ficção científica como eu, além de ver boas cenas de ação animadas lindamente, veja Ghost in the Shell. Os dois primeiros filmes.

Akira

Sem dúvida alguma o anime mais conhecido dos top5. Se você nem ao menos ouviu falar de Akira, eu te pergunto: Você gosta mesmo de Ficção Científica? Akira é um filme animado feito em 1988 e é totalmente “must to have”, mesmo não sendo nem de longe tão complexo como a maioria dos animes que cito aqui. Mas como explico no meu texto sobre “Ficção Científica X Filmes Space Opera“, AKIRA se enquadra perfeitamente como um autêntico sci fi por mostrar o medo que a humanidade tem diante da Ciência.

O anime se passa numa Tóquio pós-apocalipítica do futuro com toda cara de Mad Max futurista, com motocas maneiras e roupas transudas dos anos 80. Engraçado que o futuro lá é 2019, o que significa que temos exatamente 1 ano para termos uma Terceira Guerra Mundial que destrua a cidade e que o povo japonês a reconstrua com o nome de Neo-Tokyo.

Voltando ao anime… a história fica em volta do Kaneda, que é líder de uma gangue de motoqueiros que usam motos da hora, e do seu amigo Tetsuo, que acaba sequestrado pelo governo que faz experiências científicas nele objetivando uma arma final… O final? Assistam esse clássico!

Ergo Proxy

Se Serial Experiments Lain é complicado Ergo Proxy sem dúvida chega perto do nível de “Animes que te fazem quebrar a cuca para entender”. E sim, eu acabei também por citar a linda Re-1 Mayer no meu especial de Top Mulheres Lindas dos Animes… porque olha para ela. Ela é a Amy Lee Saradona. Mas enfim, a gente não tá aqui para falar do quanto a Re-1 Mayer é gostosa linda, e sim para falar do anime.

Imagine um mundo completamente destruído por algo… que você não sabe o que é. E existem pequenas cidades, pequenos “domos”, que conseguiram escapar (ou melhor, sobreviver) da completa destruição lá fora. E mesmo assim, há pessoas que vivem fora dos domos, mas querem Entrar nessas cidades paraíso. Esse é o caso do Vincent Law: um imigrante que almeja entrar num desses domos Trabalhando como um técnico que procura “robos individuais” com defeito… mas estranhamente, ele não tem memória do “antes” de sua vida.

E a Re-l Mayer? Ela é a protagonista e trabalha como investigadora. No anime estão havendo alguns assassinatos envolvendo os humanos e seus parceiros “robôs individuais” e dos imigrantes, como o Vicent Law. Mesmo sem poder se intrometer na investigação, Re-l Mayer vai atrás — e atira, luta muito bem e nos guia diante do anime. Ergo Proxy lembra muito o filme Blade Runner, mas em vez de termos um “homem” como investigador, quem faz esse papel é a Re-l Mayer, que também lembra um cadinho a Mokoto de Ghost in the Shell. Mas muito de longe.

Na verdade até o sentido do anime faz lembrar bastante Blade Runner. O que nos torna humanos? Assistam e descubram!

Wolf’s Rain

Imaginem um futuro após o futuro. Eu sei, é muito fumo, maconha e doideira. Mas imaginem que nesse tempo a ciência alcançou um nível que é como um somatório com a alquimia — como se os alquimistas não tivessem deixado de existir após a revolução da Química de Dalton e da Física Newtoniana. Como se os alquímicos tivessem evoluído com a ciência. É este o tempo do anime. Não é uma outra realidade: é um outro tempo, como se fosse um outro universo, mas no nosso mundo.

Então, esse mundo construído por cientistas-alquímicos parece que está perto de acabar. Alguém em busca da imortalidade (na verdade alguéns) comprometeu a estrutura deste universo (deste mundo) e parece que tudo vai se extinguir. Menos… menos para os lobos. Mas não imagine lobos comuns. Como se trata de outro universo, esses lobos (talvez por experiências?) na verdade também são humanos, e eles estão em busca de uma flor (criada por esses cientistas…) porque eles acreditam que essa flor é a única forma de salvar esse universo.

Cheza a ‘menina-flor’

Eu sei, parece tudo uma viagem louca na maionese, e é mesmo. O anime porém não é tão difícil de compreender como Serial Experiments Lain ou Ergo Proxy (porque ambos têm Roteiros Modernos e Wolf’s Rain na verdade é um Anime Pós-Clássico, o que facilita e meio que me faz não gostar tanto dele quanto gosto dos dois primeiros). Mas mesmo assim, o fato da ciência ser decisiva na mudança de nossas vidas torna o anime um clássico para quem gosta de ficção científica.

E se eles conseguem salvar o mundo com ajuda da flor, da Cheza, e se os “cientistas” também se arrependem da busca pela imortalidade… para descobrir, só assistindo.

Menções Honrosas: SAO e Accel World/ Elfen Lied

E agora eu vou fechar com duas menções honrosas — na verdade três. Mas como as duas primeiras são do mesmo autor… Sword Art Online tem como seu herói o sombrio Kirito, e do outro lado Accel World é protagonizado pela dupla Haru (o gordinho mitológico) e Kuroyukihime (a gatinha magrinha sexy demais).

Ambos são animes shonen futurísticos de Realidade Virtual e parecem dividir o mesmo universo, só que em tempos distintos. SAO conseguiu fazer mais sucesso por ser mais “convencional” e Accel está no meu coração — melhor que SAO em minha opinião. Eu não vou explicar os dois por um ser mainstream, mas de qualquer jeito fica aí as indicações para vocês conhecerem.

Elfen Lied… é outra história. Ele também aparece no meu Top Mulheres +Poderosas dos Animes. E porque não está no Top5? Não sei se considero ele uma ficção científica “true”. Por mais que as experiências científicas tenham modificado seres humanos, eu não penso que o anime foque a ciência como motor central da história. Ela está lá, mas está mais como em Star Trek. Mas um Star Trek de terror com muito sangue, gore, dor e sofrimento humano.

Na verdade Elfen Lied consegue retratar com maestria não as perguntas clássicas de sci fi como “O que é ser uma pessoa”, ou “Será que nosso mundo não é um cérebro numa cuba?”, e Sim o quão nós, seres humanos, Somos Monstros.


É isso pessoal, espero que vocês tenham curtido as indicações. Garanto que se você for fã de ficção científica, PRECISA NECESSARIAMENTE ver esses animes. Se você curtir anime, vai ser legal para abrir os horizontes, mas fãs de sci fi PRECISAM ver esses clássicos. Despeço-me dizendo, au revoir (arrevuá!).

Abração!

Melhores Animes de 2012 – Qual deles se tornou Clássico?

Um site perguntou para 10.000 japoneses quais eram os Melhores Animes de 2012. Os japoneses como sempre foram muito solícitos e pelo jeito adoram responder enquetes meio estranhas, foram lá e deram sua opinião. Agora é a vez de nós darmos (como assim?) a nossa opinião de qual é o Anime Clássico de 2012. Vem comigo!

Melhores Animes de 2012 – Qual deles se tornou Clássico?

hyoukaPara revolta de meu querido amigo Mago Givan que já participou de diversos podcasts aqui do blog (cliquem e ouçam!) e é um cara que entende muito (mas muito mesmo) de anime, talvez a noticia de que meu amado e querido anime Nazo no Kanojo X apareça em 11º, não seja lá uma coisa lá muito boa.

Mas falando a verdade, essa lista já tem tanto tempo que o mais legal dela não é saber que “um de meus animes preferidos” é citado, mas sim qual desses animes possivelmente se tornou um clássico — seja um clássico cult ou um clássico dos animes em geral.

Um clássico? Do que você tá falando?

Vocês sabem o que eu quero dizer. Animes clássicos. Bom.. talvez vocês não saibam e sejam apenas noobs que vieram parar no meu humilde bloguinho. Pois bem, animes clássicos ou mesmo “clássicos cult” são aquelas obras que são totalmente “must to have” e que qualquer fã de anime precisa ver.

E não, não estou falando de Dragon Ball Z, Cavaleiros do Zodíaco, nada disso. Estou falando de animes clássicos para seus gêneros (ou que às vezes criam gêneros e sub-gêneros) como Hokuto no Ken, Akira, Sailo Moon… e além disso animes que são clássicos acabam se tornando parte da cultura pop em geral — são citados em outras obras, referenciados e imitados até por autores ocidentais!

Imagem aleatória fazendo referência de que estou pensando

Acho que vocês já devem ter entendido mais ou menos do que eu tô falando. Lembrando que aqueles animes que ganharem fotinhas são os que eu considero como “você deve assistir agora” do ano de 2012. Mas e aí? Será que desses escolhidos pelos japas… algum anime se tornou um verdadeiro clássico, ou um “clássico cult”?

Vamos descobrir!

1. Hyouka

2. Sword Art Online

3. Chuunibyou Demo Koi ga Shitai!

4. Kuroko’s Basketball

5. Danshi Koukousei no Nichijou

6. Tari Tari

7. Fate/Zero

8. Inu x Boku SS

9. Sakurasou no Pet na Kanojo

10. Jormungand

11. Mysterious Girlfriend X

12. Accel World

13. K

14. Ixion Saga DT

15. Robotics;Notes

16. Ginga e Kickoff!!

17. Girls & Panzer

18. Nisemonogatari

19. Haiyore! Nyaruko-san

20. JoJo’s Bizarre Adventure

21. Tonari no Kaibutsu-kun

22. Jinrui wa Suitai Shimashita

23. Sankarea

24. Bodacious Space Pirates

25. Tasogare Otome x Amnesia

26. Sengoku Collection

27. Medaka Box

28. Senki Zesshou Symphogear

29. Koi to Senkyo to Chocolate

30. Psycho-pass

31. Arcana Famiglia

32. Campione!

33. Magi

34. Amagami SS Plus

35. Ano Natsu de Matteru

36. Oniai

37. Teekyuu

38. Hidamari Sketch x Honeycomb

39. Dog Days 2

40. Total Eclipse

41. Acchi Kocchi

42. Little Busters

43. Lagrange: The Flower of Rin-ne

44. NakaImo

45. Natsuiro Kiseki

46. Smile Pretty Cure!

47. Busou Shinki

48. From the New World

49. Zero no Tsukaima F

50. Another

Link Biglobe
[LINK] Fonte: Otakupt


Calma não precisam me Odiar, Vamos por partes

Urabe de Nazo no Kanojo x

Então, como eu falei esse Top 50 Animes de 2012 foi escolhido pelos japoneses numa votação em um site que era famoso em fazer votações, e foi também colocada no otakupt: os links estão aí e pelo menos o segundo está funcionando. Os animes que têm imagens são aqueles que eu acho, são aqueles que você “deve ver” do ano de 2012  e são clássicos — ou porque são bons de verdade, ou porque fazem parte mesmo da cultura pop e do mundo otaku.

Muitos desses animes que ganharam imagens no meu post, eu nem sequer cheguei a acompanhar (como Psicho-Pass, Medaka Box…) enquanto outros não acho que se tornaram clássicos (como Magi por exemplo, que prometia muito e acabou se tornando só mais um shonen) e eu tenho certeza que essa minha escolha vai causar ira entre os fãs. Mas até mesmo o meu adorado Little Busters não acho que seja um anime clássico ou que tenha de algum modo mudado as obras de drama, saca?

Diferente de Angel Beats

Kanade e Otonashi de Angel Beats

Já animes como Inu x Boku merecem ganhar a fotinha porque transcenderam e mudaram a forma com que as pessoas veem shonen e shoujo, por exemplo — pois é, assim como Toradora, Inu x Boku é um shonen meus amigos e amiguinhas, e se hoje você vê garotas com sexy appel em shoujos e que não escondem quando sentem… Aquilo, você deve isso a animes como Inu x Boku. Sankarea e Tasogare Otome x Amnesia, inclusos. Nazo no Kanojo X é outra história e eu discuto isso na review dele.

Agora o que eu mais acho que ganhou status de clássico de todos esses é de longe Chuunibyou. Não um “clássico cult” como o adorado Another (devo dizer que Another é o “clássico cult” de 2012 e tem review no site) mas por ter se tornado referência em vários outros animes de anos posteriores (Amagi Brilliant Park, Charlotte, etc) e virou meme automático — mesmo você não tendo ideia da’onde ele veio. Além de Chuunibyou ter uma história excelente de arrancar lágrimas de caminhoneiros e também ser hilário.

The Winnner is… Chuunibyou!

Aliás… se vocês forem minimamente inteligentes vão notar que essa menina aí em cima, a Rika, é uma sátira à Another. Chuunibyou que aliás, ganho review no blog e merece sim que vocês leiam. Por fim, ao meu ver esses dois animes merecem o Status de Clássicos de 2012. Mas e vocês, discordam, concordam, acham que eu sou um burro, estão surpresos com tudo o que disse? Oras, comentem seus gigantes bocós!

Abração!