Arquivo da tag: satanismo

Maoyuu Maou Yuusha – Review: Nunca foi tão bom Ver a Luz graças a uma Dama de Vermelho

E lá vamos nós para a review de anime Maoyuu Maou Yuusha, também conhecido como Maoyu ou ainda como Archenemy and Hero. Há alguns anos eu penso em fazer a review dele e acho que agora é uma boa época para se fazer — e sim teremos um pouco de ocultismo para falar de Maou Yuusha. Enfim, bom post para todos!

Maoyuu Maou Yuusha – Review: Nunca foi tão bom Ver a Luz graças a uma Dama de Vermelho

maoyuu-maou-yuusha-peitos-da-maou-ep1-1Pois é meus bons amigos… há tanto tempo eu vinha fugindo de fazer reviews de anime para o site, porque vamos combinar, já fiz várias. Mas como acabei de fazer as reviews dos animes Re: Zero e Charlotte, pensei, porque não fazer a de Maoyuu Maou Yuusha também? Eu acabei relembrando dele no videopodcast de humor do nosso canal Os Escudeiros tv, e bateu nostalgia juntou com a saudade, enfim, cá estamos.

Aviso aos navegantes que esta review contará com spoilers e que desta vez este texto será um pouquinho mais parecido com a review de Spice and Wolf, que convenhamos, são obras parecidas. Do que vou falar aqui hoje? Primeiramente farei uma breve sinopse da obra, para mais tarde falar do Amor, Inocente amor; Ocultismo nada mais que ocultismo, terminando com Qual Luz é esta que move o mundo?

maoyuu-maou-yuusha-peitos-da-maou-ep1-2
Quem liga para Ocultismo afinal de contas?

Sim… são temas pesados e várias citações serão feitas… estão avisados and avisadas… Ah sim… temos uma linda cosplay fazendo a Maou seguindo o link. Enfim… vamos a Review!

Sinopse – Meu inimigo não é como pensei

maoyuu-maou-yuusha-maou-moe-1
Só ídolo? Seeeiii

Acreditem ou não… o Herói (Yuusha) estava cansado de uma guerra entre os Humanos e os Demônios que durava mais de quinze anos. No meio daquele desastre de sempre ver seus amigos morrerem, ele decide invadir o castelo da Rainha Demônio (Maou) para dar cabo da cruel tirana.

Chegando lá ele descobre uma jovem e linda moça, com belos… ahmmm enfim, e muito “suscetível” para com ele, já que o via como seu “”ídolo””. Então… sem coragem de matar uma mulher desarmada e aparentemente frágil, acabou “sucumbindo” e fazendo um acordo com Maou, que o convence de que não só a guerra era “boa”, mas que também ela sabia como trazer paz entre humanos e demônios, lhes trazendo progresso.

Assim começa

Amor, Inocente amor

maoyuu-maou-yuusha-maou-moe-2

A Maou é um amor, vamos falar. Ela é doce, inocente, moe para caramba e só não é virginal porque sonha constantemente em transar e ter lindos filhos meio-humanos com o Herói. Ela acaba tendo de lutar pela atenção dele com a Cavaleira, que também “””inocentemente””” o ama.

É muita inocência e muito moe para lá e para cá, principalmente do herói que cercado por lindas mulheres acaba não pegando ninguém porque… bom, porque esse é um anime quase harém então, essas coisas tendem a demorar para acontecer mesmo. Mas o que vale a questão aqui é se de fato, a Maou o ama de forma tão inocente quanto faz parecer.

maoyuu-maou-yuusha-cavaleira-e-maou-lutando-pelo-heroi-harem-1Vamos pensar um pouco? Ela é a Rainha dos Demônios e ele é único capaz de realmente a derrotar. Mais ainda, junto dessa admiração inteira, ela tem uma arma que para o Yuusha é muito mais poderosa que sua espada…

Qual o poder “inocente” da Maou?

maoyuu-maou-yuusha-cavaleiro-negro-2A Maou conhece como ninguém a arte da argumentação. Ela entende bem da política que está ao seu redor — no seu reino — e também no reino dos humanos, e compreende como poucas pessoas no anime — talvez apenas os mercadores humanos tenham o mesmo nível de compreensão que ela — que a guerra tem um mercado imensamente produtivo. Afinal, máquinas de guerra romanas e norte-americanas não me deixam mentir.

Na verdade o grande poder da Maou não se trata dos seus belos seios, seu jeito inocente de amar o Herói ou da forma como ela realmente quer ajudar as pessoas — é inegável que ela quer — e sim o grande poder dela, que se trata da arte do convencimento.

Aquela que traz a luz para o que estava escuro

maoyuu-maou-yuusha-peitos-da-maouQuem lê o site há algum tempo sabe que eu entendo um pouco do assunto. Falei largamente de ocultismo e teosofia enquanto fazia as três reviews de álbuns da banda Therion. Assim como também entendo um pouco de taoísmo, espiritismo e assim vai. Digamos que eu verso muito bem do assunto — de forma não-religiosa e sim teosofica.

Então… É a Maou que traz a arte da imprensa para os humanos. Que ensina a plantar. E que além do mais, traz consigo mais presentinhos de tecnologia que ninguém conhecia. Na verdade, os humanos estão presos numa espécie de mundo medieval “medieval demais” — falo isso porque como cito nas Curiosidades Históricas a Igreja fazia ciência muito melhor do que se imagina hoje — e continua fazendo, diga-se.

maoyuu-maou-yuusha-ep-9-maid-sendo-julgada-herege-3
Sim esta é a Maid que se vestiu de Maou, lembram?

Ou seja… Os humanos continuavam aquela guerra apesar de tanto atraso, simplesmente porque havia uma disputa de poder no trono dos demônios — e ela mesma não queria mais ver tantas pessoas sofrendo. A Maou foi quem trouxe a luz para eles. Digo isso porque uma das suas empregadas ascendeu trabalhando, porque mostrou diligência e inteligência.

E essa empregada ainda participou de uma das melhores cenas do anime, enquanto estava sendo julgada por heresia lutando por liberdade para todos.

maoyuu-maou-yuusha-ep-9-maid-sendo-julgada-herege-1Na verdade, os ensinamentos da Maou sobre ciência, técnica, liberdade de imprensa e pensamento mexeram profundamente no “Jovem Cavaleiro” que passou a usar de estratégia, razão e artimanhas nos seus combates — foi assim que ele quase como o Batman e me fazendo torcer por ele, derrotou o comandante assassino de um olho só, enquanto o maldito queria matar a Maid, que havia se tornado professora.

Uma das cenas mais épicas do anime
Uma das cenas mais épicas do anime

Ocultismo nada mais que ocultismo

maoyuu-maou-yuusha-anime-maou-full-power-devil-fight-ep11-12-4O que isso tem a ver com ocultismo afinal de contas? Tudo. Uma personagem feminina que traz a luz é facilmente descrita como a Dona Liberdade (aquela estátua dos USA). A Liberdade Iluminando o Mundo. Todos seus símbolos são claras alusões à maçonaria e ao iluminismo. Iluminismo, diga-se, nada tem a ver de oculto, muito pelo contrário — li diversos filósofos iluministas. Mas a grande ideia por trás está no mito de quem traz a luz ao mundo.

Eu poderia ficar aqui horas falando sobre Lúcifer e a Serpente, mas vou me concentrar em outro mito. Prometeu foi o titã que roubou o fogo dos deuses e o deu para os humanos — depois teve seu fígado comido por uma águia para pagar pelo seu ato. Diversos mitos de divindades que trazem luz para o mundo existem na história humana, e no caso a Estátua da Liberdade representa exatamente isto — aquela que traz a luz para iluminar a humanidade.

maoyuu-maou-yuusha-anime-maou-full-power-devil-fight-ep11-12-5Tudo parece lindo não é? Assim como a Maou que trouxe tudo aquilo que a idade moderna nos dizem ter trazido — salvo aqui que muito progresso ocorreu, mas não vivíamos nas trevas como se costuma dizer. A questão é que a Estátua feita por maçons e dada de presente aos americanos — que também o eram à época — é a Maou no anime. Ela quem trouxe escrita, liberdade, ciência e finalmente luz ao mundo. A Maou meus amigos é o Prometeu, é o “Anjo de Luz”.

Antes de continuar porem, preciso dizer que tive amigos maçons e apesar de não parecer, eu tenho muito apreço à maçonaria e a rosa-cruz por toda a caridade que eles fazem. O que estou aqui é apenas falando de teosofia e como ela é retratada no anime.

maoyuu-maou-yuusha-maidsPorque afinal de contas, segundo o mito de Prometeu, da Dona Liberdade e do “arcanjo iluminado”, todas essas “conquistas” não foram conquistas humanas, mas presentes nos ofertados por outro alguém.

Qual Luz é esta que move o mundo?

maoyuu-maou-yuusha-anime-maou-full-power-devil-fight-ep11-12-2Em Apocalipse, uma dama de vermelho é quem domina uma enorme besta. Não vou dizer a vocês que ela nos traz presentes como a Dona Liberdade e Prometeu nos “trouxeram”, ou como a Maou traz no anime. Mas vamos parar para pensar… se alguém vindo de fora nos deu tudo isso… será que este alguém não quer algo em troca?

É basicamente isto que vemos no fim do anime — de forma genial o autor fecha seu circulo e mostra o que a Maou completa, como Rainha Demônio, de certo que não totalmente consciente, mas completa, realmente deseja: PODER. Ela propôs se juntar ao Yuusha para dominar os dois reinos, comandá-los e finalmente trazer a paz que ele tanto procurava… Será que nunca vimos um certo país “levar democracia” como um presente, enquanto dominava o outro?

maoyuu-maou-yuusha-anime-maou-full-power-devil-fight-ep11-12-1
A BUSCA POR PODER

Será que nunca vimos ditadores prometendo paz e conforto para todos, enquanto lhes tirava a sua liberdade, que eles mesmos prometeram? E monstros que em troca do presente de uma país forte, tentou levar a luz ao mundo, como um sábio desce da montanha — desde que o mundo faça aquilo que ele quer?

A verdade meus amigos é que de maneira CLARA, o autor da light novel que estuda “muito bem” (nem tanto assim) história e conhece um pouco de ocultismo, usou a figura da Maou (Rainha Demônio) de forma metafórica para ser aquela que nos dando os presentes das artes, conhecimento e liberdade, nos pede a nossa alma em troca — mesmo que ela verdadeiramente o fizesse, de bom querer no anime.

maoyuu-maou-yuusha-young-knight-defende-young-maid-1-ep-12
Abnegação e Esforço

Esse anime nos mostra que as conquistas humanas não vieram como um “presente de alguém”, mas sim, a partir dos esforços de pessoas que se importam umas com as outras — assim como o jovem cavaleiro e a jovem maid… e até como as boas intenções da Maou também, preciso dizer. Apesar de achar que mesmo consciente, ela tinha boas intenções demais…

Talvez o que ela quisesse com a ajuda dos humanos (do Herói principalmente) era se firmar no poder de Rainha Demônio sem perder a consciência de si mesma e ter um relacionamento melhor com a humanidade. Faz sentido, ao menos para mim. Agora a Maou completa… Digamos que presentes vindos de graça meus amigos e amigas… Ahh… Quando a esmola é demais, o Santo Desconfia.

Nota: 8,0

Mas o anime é ótimo e os 2 juntos são Kawaai desu
Mas o anime é ótimo e os 2 juntos são Kawaai desu

ps: A Luz é a Razão, a Analise: as nossas próprias capacidades humanas, que juntos nos esforçamos para o progresso da humanidade.

Fontes: MAL [Link] / Wikia [Link]/ Wikipedia: Maoyuu [Link]; Estátua da Liberdade [Link]; Prometeu [Link]/ AfonteGeek: 5 Curiosidades da História [Link]; Review de Angel Beats [Link]; Review do Album Vovin do Therion [Link]; O Significado do Batman na Cultura pop [Link]

Silent Hill (1999) – Review: Um game para se jogar sozinho

E cá temos de volta nosso querido amigo Aldair trazendo uma review de um dos games de survivor horror mais clássicos já feitos: O mítico Silent Hill. Espero que curtam o texto, porque ele fala da atmosfera densa, macabra e desafiadora do game. Só tenham cuidado para não ficarem com medo…

Silent Hill (1999) – Review: Um game para se jogar sozinho

silent_hill_capa

 Sinopse

Sete anos atrás Harry Mason e sua esposa encontraram um bebê numa estrada e o adotaram como se fosse sua filha, eles deram o nome de Cheryl a ela. Mesmo depois que sua esposa faleceu, Harry continuou a amar Cheryl como sua própria filha.

No começo do jogo, nós encontramos Harry Mason e Cheryl, de férias, indo para Silent Hill. Estranhos eventos ocorrem antes que eles entrem na cidade. Uma policial, numa moto, passa à frente deles. Momentos depois, Harry vê a moto caída na beira da estrada e a policial não está em parte alguma. Logo depois, uma figura de uma garota subitamente aparece na estrada.

Harry tenta desviar,derrapa o carro e desmaia.Quando retorna a consciência, Harry descobre que Cheryl se perdeu e ele se percebe no meio de um mal que devagar envolve Silent Hill, sem saber que a única maneira de sair dali é pelo sacrifício da própria filha.

Silent_Hill_-_PS1_-_1

O que se esperar deste game?

Silent Hill para mim é o melhor e mais impactante game de survivor horror que eu já joguei, sua franquia é gigantesca mais admito desde já que joguei  o primeiro que foi pra o PS1 (e pelo que parece também foi lançado para pc além de versões pra portáteis muito depois), as sequencias do PS2 (não sei nem pesquisei se foi lançado pra outras plataformas) que são o 2, 3, 4 The room, Origens e Shattered Memories, o primeiro de 3 games lançados pra celular (queria poder ter jogado os três mais na época foi por sorte jogar o primeiro) e as do PS3 e Xbox 360 que são a Homecoming e Downpour, enfim.

Os games da série principal eu joguei por completo e um spin-off que foi o do celular, tem outros mais isso fica pra depois irei focar nos principais e que pelo menos eu tenha jogado. Voltando para o foco deste texto que nada mais é do que o primeiro jogo da franquia que me rendeu horas e mais horas de jogatina fazendo eu zera lo varias vezes pra descobrir, salvar personagens e tentar ver finais melhores no game, eu no meu primeiro zeramento tive o pior final possível (risos).

Porém com um pouco de teimosia eu corri atrás e consegui o melhor final não foi fácil lembrando que este game não tem um sentido de terror comum ele é bem mais tenso e nos da uma imersão muito macabra e beirando ao real em nossa mente imaginativa, um Thriller psicológico muito bem arquitetado e extremamente sombrio e com clara exposição de satanismo ao qual não se deve ficar parado, pois se não poderá se arrepender amargamente.

O game mesmo sendo antigo pode e irá lhe dar sustos e faze-los ver coisas que podem ser desagradáveis fora que mesmo armado este game nos da a sensação e na pratica real que sempre estaremos em total desvantagem, a neblina densa esconde os maiores medos e os monstros que se escondem por trás dela não estão pra brincadeira.

53247-Silent_Hill_(J)-4

Teor macabro ou é só exagero?

Queria eu que fosse só exagero mais o game nós mostra que não podemos ter medo apenas de morto vivo, e pra piorar o game foca nos medos dos personagens então nunca espere a mesmice e já saiba que o que verá sempre será do que podemos caracterizar como grotesco, sádico e até masoquista, porém macabro.

O game tem uma dificuldade moldada ao level que tu escolhe, como um game como qualquer outro mais o que mais se destaca são seus puzzles ou se preferir chamamos de enigmas que variam, uma cidade fantasmagoria, uma câmera que causa fobia e um dos climas mais tensos que eu já vi e monstros insistentes perseguidores, seus chefes são medonhos e o cenário é sujo e asqueroso nos dando um mundo mórbido e imerso a solidão e ao caos.

video games silent hill nurses 3d 1600x1200 wallpaper_www.wallpaperfo.com_1

Trilha Sonora escrita pelo diabo

Eu sou fã das músicas deste game mais não é só do primeiro e sim de toda a franquia, o compositor e a cantora (Akira Yamaoka & Mary Elizabeth McGlynn) que acompanham o game estando de fora apenas no Downpour (apesar que a trilha sonora dele também não foi ruim) fazem a trilha deste jogo ser tão imersa a solidão, depressão, desespero, magoa e ressentimento, mas de uma forma tão linda e de expressão tão pura que o título de escrita pelo diabo não se dá, pelo fato do game em historia ser de fato levado ao próprio e sim por que o próprio em historia tem haver com a música.

Deixando assim entendido, que eu a considero como a melhor trilha sonora que eu já ouvi, além de ser continuo e não por lembrar de apenas uma música.

Enfim ouçam e tirem sua próprias conclusões. Aqui eu deixo a música tema do game e para que se perguntar o porque da imagem da enfermeira Lisa logo acima responderei com sua música tema que também merece grande destaque por ser uma das cenas mais comoventes do game jogue ou busque no youtube e verá. Descartarei maiores spoilers (risos).


O que eu termino eu espero que você comece

Este game foi indicando por um amigo quando eu obtive um PS1 há mais o menos 5 anos atrás. O mais estranho foi que ele me disse que este game é para ser repassando para aqueles em que se acredita na realidade do game.

A interpretação que eu tive foi a mais crua e macabra possível, pois este game ao decorrer de sua sequencias se torna cada vez mais sombrio, imerso em decisões que podem afetar seu modo de ver as coisas, seus sentimentos e pode afetar até na sua vida real, enfim se achou este meu papo de final de texto um tanto de doido, normal (risos).

Se criou interesse tome cuidado com o contexto deste game é algo que realmente não se pode brincar nem achar mera fantasia (se este post alcançar um numero favorável eu posto falando dos demais que zerei).

silent_hill_1_wallpaper_

Silent Hill esta no subconsciente de todos nós, onde há luz sempre existirá trevas, o controle depende apenas do individuo, quando não há controle… Bem Vindo a Silent Hill!