Arquivo da tag: Mashiroiro Symphony

O que são Animes de Visual Novel e Qual Importância da Key/ Visual Arts?

Este é um daqueles posts em que eu sempre procuro trazer aos nossos amigos e amigas. Trato dos animes que são feitos a partir de Visual Novel, e qual a importância da Key/ Visual Arts (um das maiores produtoras de Visual Novel) na História dos Animes.

planetarian

O que são Animes de Visual Novel e Qual Importância da Key/ Visual Arts?

Entendendo Assuntos Nerd e Otakus da Cultura Pop

O que são Animes Shonen, Shoujo e Seinen?O que são Animes feitos de Visual Novel? Quais são os tipos de Roteiros de Animes? – O que é uma Graphic Novel? – O que são Filmes Space Opera?O que são Épicos, Romances e Novelas? – O que são Animes e Cartoons? — Como são os Desenhos (Cartoons) da Atualidade e do que eles Falam? O que é Tsundere, Yandere, Kuudere e Dandere (Moe) dos Animes?

Olá pessoas, como estão vocês, tudo ok? Espero que tudo esteja belezinha aí viu. E como fiquei empolgado com a Review de Planterian resolvi falar o pouco que sei sobre Visual Novel que como podem ver, é o tema deste post.  Espero que curtam, porque senão… enfim.

Vamos lá!

O que são Visual Novel?

De modo geral, Visual Novel  são Games de múltipla escolha. Geralmente as VNs japonesas são de “conquistas” (de conquistar meninas ou meninos; a primeira voltada ao público masculino, a segundo ao público feminino); e você pode conquistar mais de uma personagem (o que vamos chamar de “rotas“, ou no caso dos animes, “arcos“).

Então nas VNs, você pode seguir a rota da “aluna tímida”, e depois da “aluna tsundere”, até conseguir fechar o game. O mesmo vale para as VNs voltadas ao público feminino. Quando essas VNs são adaptadas para animes, temos “arcos”. Então o personagem principal vai passar pelos arcos das meninas — mas a depender do objetivo do diretor, não quer dizer que vá conquistar todas, mas que vai passar pelos arcos das personagens.

Animes Baseados em Visual Novel

Kimi ga Nozumo Eien
Kimi ga Nozumo Eien

Fiz reviews aqui no site de diversos animes baseados em Visual Novel. Recordo de Mashiroiro Symphony (um dos haréns que mais gosto!) e do  “meu Deus como eu odeio” Kimi ga Nozumo Eien (drama). Geralmente os diretores dos animes ao portar Visuais Noveis para animações, têm um objetivo bastante claro na “passagem de mídia”, porque algumas das Visuais Novel também são Eroges…

Mas Peraí… O que são Eroges? Se você assistiu o engraçadíssimo harém Boku Wa Tomadachi, ou o chatíssimo Oreimo, tem uma noção de que Visual Novel Eroge contém cenas de “sexo” +18.

Shingo, porque não basta ser cavalheiro, tem de ser prestativo!
Mashiroiro Symphony: Shingo, porque não basta ser cavalheiro, tem de ser prestativo!

Os animes que fiz as reviews (Mashiroiro e Kimi ga) são Visual Novel Eroges, o que quer dizer que no final da conquista acontecem a cenas de sexo. Ou seja, o jogador se mata de conquistar as personagens para que aconteça a querida ceninha onanista, rs.

Mas para quem viu os animes de Mashiroiro e Kimi ga Nozumo, sabe que no primeiro não acontece cenas de sexo — apenas ceninhas ecchi e muito Moe — enquanto em Kimi ga, dão a entender que acontecem, mas sem “passarem tudo”, porque afinal de contas não são Hentais.

Por acaso faz pouco tempo que terminei um anime com muitas tretas também baseado em Visual Novel Eroge: White Album. O processo foi parecido com o de Kimi ga, só dando a entender que tem sexo.

Spoiler: A melhor de todas: Não vou dizer que é a irmãzinha, mesmo que seja ela...
Yosuga no Sora (o ecchi que as meninas também amam). Spoiler: A melhor de todas –Não vou dizer que é a irmãzinha, mesmo que seja ela…

Então o objetivo do diretor fica bastante claro quando foca o “Eroge” dos games ou não. Mas em qualquer dos casos, mostrando ou não o “sequiço”, o diretor procura manter o Sentido da Obra — como aliás ocorre quando se passam de Mangás para Animes.

Para citar um exemplo de Visual Novel Eroge, aonde a versão animada tem cenas “pornô”, eu cito o interessante e fraco Yosuga no Sora. As cenas ecchi são muito fortes, e a ideia foi mostrar o herói da história conquistar cada uma das personagens (mostrando quase tudo na hora “H”), deixando “a Melhor” para o final.

Qual a Importância das Visual Novel?

White Album: O anime das Tretas!
White Album: O anime das Tretas!

A primeira coisa que o amigo leitor deve pensar é na questão econômica. As Visual Novel passam para a versão animada se venderem bem, ou se fazerem certo sucesso com o público ou crítica. Na realidade é o mesmo processo com as Light Novel (que são como Roteiros Ilustrados) e mangás. Se vender bem, viram Anime. Se o anime vende bem, ganha novas temporadas.

Também na maioria das vezes Visuais Eroges são classificadas como “Seinen, por terem histórias mais sérias. Mas mesmo algumas que não têm as ceninhas onanistas podem ser chamadas de Seinen…

A maior das Obras-primas da Key (em minha humilde opinião). Tão bom que para mim... não é só Seinen.
Clannad: A maior das Obras-primas da Key (em minha humilde opinião). Tão bom que para mim… não é só Seinen.

Uma característica interessante das Visual Novel — eu não posso falar muito do assunto porque não joguei nenhuma, mas falei com muitas pessoas de fóruns que jogaram e também tenho um amigo que jogou uma — é que elas costumam ser longas. Imagine um tamanho de um RPG. Por ai… talvez maior.

Mas de um modo geral, a “fórmula” das Visual parece meio batida. Personagens Moe, cenas kawaai, tsundere… Parece (não posso afirmar com  certeza) que foi assim até o inicio da década de 90…

Referência da Key nos Animes e Visuais Novel

Kami Nomi faz uma Homenagem à Key no último episódio da segunda temp. se bem lembro: Como a melhor Visual Novel que o carinha jogou. A heroína lembra a Ayu de Kanon.
Kami Nomi faz uma Homenagem à Key no último episódio da segunda temp. se bem lembro: Como a melhor Visual Novel que o carinha jogou. A heroína lembra a Ayu de Kanon.

Até o aparecimento da Key! Esses games parece que não eram “tão importantes”, porque tudo é “meio bobo” mesmo. Mas a Key desde antes dela, com a Tactics (com muitos fundadores da própria Key) começou a abordar questões sérias, dramáticas, profundas e argumentos lindíssimos nas suas histórias.

A verdade é que parece que tanto as Visual Novel quanto os Animes ganharam e mudaram muito, graças a nova referência nos dramas: a Key.

Ano Hana (2011) tem muitos elementos de Little Bustes, cuja Visual Novel é de 2007.
Ano Hana (2011) tem muitos elementos de Little Bustes, cuja Visual Novel é de 2007.

Não posso dar certeza, mas não apenas em questão da Key — e ainda com a Tactics — ter iniciado o que começou a ser chamado de Crying Games (Games feitos para o jogador Chorar) mas é possível que até os Romances nas Visuais Novel tenham se aprofundado com a herança dela.

Sem falar nos animes/mangás de Drama; o anime que tiver por exemplo, “luzinhas subindo para o céu”, tem referência da Key: Ano Hana, Hentai Ouji, Ef: A tale of memories… só alguns.

Obra e graça de Jun Maeda
Angel Beats: Obra e graça de Jun Maeda

A Key é a autora de Visual Novel que viraram os seguintes Animes (obras-primas): Kanon e Kanon (2006), Clannad e Clannad After story (essa a Maior obra-prima da Key), Air Tv, Little Busters e LB Refrain. Animes: Angel Beats (com autoria do gênio e um dos fundadores da Key: Jun Maeda) e Sola (autor ex-participante da Key, escreveu Kanon). Esqueci algum?

E o que são “Crying Games” – A Fórmula da Key

One: Kagayaku Kisetsu, ou One True Stories (linda versão hentai), uma das obras da Tactics
One: Kagayaku Kisetsu, ou One True Stories (linda versão hentai), uma das obras da Tactics

Vamos ver o que a Wikipedia ING nos diz:

“Uma comédia na primeira parte, com um romance caloroso no meio, seguida por uma trágica separação e finalmente, uma emocionante reunião formam o que ficou conhecido como “Crying Games”. A ideia principal deste tipo de game é fazer o jogador “sentir” pelo personagem, e fazê-lo chorar durante os cenários mais emocionantes, que servem para deixar um grande impacto no jogador, depois que o game termina. O segundo título da Tactis, One: Kagayaku Kisetsu, foi feito baseado nessa fórmula.”

A Wikipédia vai continuar dizendo que até um autor de games de Terror utilizou essa fórmula para fazer sua obra. Ele se chama Ryukishi07, jogou os games da Key tomando-os como referência, e os analisou tentando entender o motivo deles se tornarem tão populares.

Para ele o segredo é a história começar com dias normais e mesmo felizes, mas de repente algo acontecer e fazer o jogador “chorar” com isso. Nas palavras dele: a Key é um “Masterpiece Maker“, ou uma Criadora de Obras-Primas.

Kotomi-chan...
Kotomi-chan…

Eu acrescentaria a importância simbólica, associativa, musical e psicológica encontrada em todas as obras Key que vi (versões animadas) — inclusive Planetarian. Por exemplo, tomando o arco da Kotomi (Clannad), temos símbolos apresentados no começo — o urso e o violino — a música de fundo própria da sua personalidade assustada com o “mundo lá fora”.

No fim vimos ela desde criança ligada ao violino e ao urso de pelúcia — quando seus pais antes de morrer enviam o ursinho de pelúcia com a mensagem na maleta para ela aproveitar os bons e tristes momentos da vida, porque viver é Descobrir e se Redescobrir. A ligação associativa é claríssima.

Key e Kinect Novel

planetarian reverie 1
“Parece como uma… jovem e baixinha mulher.” Planetarian o game que não é game.

E inovando mais uma vez, a Key/ Visual Arts resolve lançar um novo tipo de Visual Novel. Dessa vez sem “rotas” para o jogador escolher. Não é um “game”. É um conto. O leitor só deve ler e seguir a história. Mais do que isso, Planterian inaugurou os “Romances Multimídia”, com fotos, símbolos e músicas: são as ainda raras Kinect Novels.

E é dela que eu falo na mais nova Review do Afontegeek. Como eu disse, não joguei nenhuma Visual Novel — pelo motivo de me dizerem delas serem tão longas quanto RPGs. Mas espero ter ajudado um pouco aos leitores entenderem o que elas são, a importância delas, e os motivos dos diretores em cada “porte” que fazem ao transformá-las em animes.

Planetaria: O sonho de uma pequena estrela
Planetaria: O sonho de uma pequena estrela

Para terminar, espero que apareçam mais Kinect Novels — os Livros/Contos com música e imagens. Adorei conhecer uma e seria interessante mais algumas com os elementos que citei.

ps: Todos os fãs e fontes online dizem que o maior gênio por trás da Key é um dos fundadores: Jun Maeda. Pesquisando, até algumas músicas foi ele quem fez. Eu não sei vocês, mas considero o cara um gênio!

Fontes:

Key: [Link]/ Eroges: [Link]/
White Album: [Link]/ Sobre Kinect Novel: [Link]
Visual Novel Database: [Link]/ Mashiroiro Symphony: [Link]

Top 15 Mulheres Milf mais Gatas dos Animes – com Cosplays! (Parte 3)

E finalmente chegamos no final do nosso Top 15 Mulheres Milf mais Gatas dos Animes! Confesso que apesar do trabalhão foi bem legal poder trazer essas lindas personagens e suas cosplays sensacionais. Inclusive já está no ar o Top 10 Cosplays Milfs dos Animes, quem se interessar, veja depois de ler este post. Enfim, vem comigo!

sanae Clannad-Furukawa-Sanae-anniewannie-31559780-1600-1200
Sim ela é uma MILF!

Top 15 Mulheres Milf mais Gatas dos Animes – com Cosplays! (Parte 3)

PARTE 1>PARTE 2> PARTE FINAL

 

Como vocês poderiam imaginar, este Top 15 Mulheres Milfs mais gatas do Animes, acabou sendo divido em três partes, porque senão ia ficar muito cansativo ler e ver tudo de uma vez só — vocês podem ver as outras partes dele clicando ai em cima! E é óbvio, esta é a última parte. Mas como eu acabei juntando várias Cosplayers fiz um outro top, desta vez foi o Top10 Milfs do animes, mas só com as Cosplayers. Sim eu sei, todos somos tarados e taradas.

Mas por algum acaso (ou não), nesta parte 3 do Top 15 Mulheres Milfs, temos duas cosplayers brasileiras lindíssimas que você só vai poder ver na galeria de imagens no finzinho do post — e eu vou deixar o link do perfil delas para caso vocês queiram saber mais.

Meme Touwa Mãe da Erio (a menina do Futon) e Tia do protagonista (Niwa Makoto)

Fica a curiosidade, que na verdade fiz este Top15  muito por causa das personagens mesmo. Acho que a Parte 2 tem aquelas milfs mais “gostosas” e na Parte 1 tem as de “tirar o fôlego”. Enquanto aqui na Parte 3, temos as “sexys” e também as que “eu queria casar com uma assim”.  Enfim, Vamos lá!

Sanae Furukawa (古河 早苗 Furukawa Sanae)

Sanae Furukawa (mãe da Nagisa)
Sanae Furukawa (mãe da Nagisa)

Mãe da Nagisa em Clannad e Clannad After Story

A Mãe que é mais bonita que a filha. A Sanae-san (com a mesma dubladora da Belldandy de Ah! Megami-Sama) é a verdadeira Bishoujo (mulher lindíssima) do anime, mesmo com as presenças da Kyou, da Tomoyo e também da (Kawaai) Kotomi. Mas como assim “mais bonita que a filha“? Sabe aqueles casos que a mãe é mais gata que a filha? Pois é. Engraçadíssima, faz pães assassinos como sua “parente” faz geleias “de destruição em massa“.

Além de ser um mãe especial, foi uma ótima avó para sua neta Ushio. Falar da Sanae-san e não querer rir, ver ela vestida de colegial, professora, ou não lembrar dela chorando pela neta, é não falar da Sanae-san — tem alguma Sanae por aê querendo casar comigo?

Perfil das Cosplayers
[Link] Saki Chan
[Link] Inchi GATA!
[Link] Cynthia (Argentina)

Meme Touwa (藤和 女々, Touwa Meme?)

Dá pra acreditar que ela é a mãe da Erio?
Carinha de danada

Mãe da Erio Touwa e Tia do protagonista em Denpa Onna to Seishun Otoko

Falar o que da Meme-chan de Denpa Onna (que tem review aqui no site)? A mulher é também mais linda que sua filha e sabe disso. Perturba o sobrinho porque é mais gostosa que a Erio, abusa o bairro todo por ser maravilhosamente gostosa, fazendo todos os homens babarem (ou pensarem que ela é doidinha…). Que que eu vou dizer mais?

meme touwa eu achei que ia conseguir achar essa imagemE a culpa é dela por ter protagonizando uma das cenas mais inesquecíveis de todos os haréns ever: Ela lambendo se deitando em cima do pobre sobrinho — tudo porque ela queria proteger a filhinha desses jovens cheios de hormônios. Fala sério, quem não quer ter uma Meme como esposa?

Curiosidade sobre o Anime: 電波女と青春男?A Mulher Denpa e o Homem na Flor da Idade”, “denpa” é um termo japonês usado para se referir a uma pessoa que está louca ou tem crenças estranhas, e “seishun” tem significado de juventude, adolescência… [Link]”

Perfil da Cosplayer
[Link] Lilith Sasabana

Yoruichi Shihoin (四枫院夜一, Shihoin Yoruichi)

yoruichi bleach_shihouin_yoruichi_desktop_1000x768_hd-wallpaper-796356
Ex-Capitã de Bleach que adora ser gata nas horas vagas

Até hoje eu não sei escrever direito o nome da Yoruichi. Mas nunca vou esquecer dela nos 100 episódios que acompanhei de Bleach — parei de ver por nunca entender como se mata espíritos se eles já morreram… mas enfim.

Ela é a ex-capitã da segunda divisão de alguma coisa que eu não sei, assim como a ex-comandante de outra coisa que não me interessa. Ela abandonou esses cargos para trabalhar com o Urahara — o cara do chapéu — e ser gata quando der na telha. Fonte: [Link]

[Hell-Fansubs]_Bleach_47[5AD81453] 064Por que está aqui? Por que ela é uma das personagens MILFs mais sexys que eu já via na vida. Nunca vou esquecer as cenas dela tomando banho (uhu!) ou se transformando de gata para mulher (NUA!). É o personagem mais sexy que eu já vi dos shonens — Kiss x Sis aprendam como se faz! E por isso mesmo ganhou especial cosplay só dela aqui no site.

Perfil das Cosplayers
[Link] Grasie Fink/ Página do Facebook da Grasie [Brasileira]
[Link] Naishira13
[Link] JustNivi (nekonivi)
[Link] Riinechan/ Página do Facebook da Rine-chan [Brasileira] GATA!

Yuiko Amaha (天羽 結子 Amaha Yuiko?)

A Mãe da Miu (Amaha Yuiko) e um dos poucos momentos engraçados do anime -- Poooxa nem sei de quem gosto mais, se da mãe ou da filha, rs (Trad:Então quando é o dia que vamos dormir juntos e nosso relacionamento terá fruto?)
A Mãe da Miu (Amaha Yuiko) e um dos poucos momentos engraçados do anime — Poooxa nem sei de quem gosto mais, se da mãe ou da filha, rs (Trad:Então quando é o dia que vamos dormir juntos e nosso relacionamento terá fruto?)

A Mãe da Miu Amaha em Mashiroiro Symphony: Love is pure white

E cá estamos de novo com a Yuiko, a mãe da Miu. Eu acabei falando um pouco dela nesta Review que fiz sobre o anime, e devo dizer que a ideia de fazer esse especial de milfs dos animes surgiu um pouco com ela também.

Sabe aquelas sogras gostosas que parecem querer roubar os genros das filhas, mas que na verdade elas só querem ver se o rapaz é gente boa? Pois é, eu também não conheço sogras assim. Mas os animes são lotados delas porque, bom, porque são animes, oras bolas. Maas se você souber de uma assim me apresente!

Akiko Minase (水瀬 秋子 Minase Akiko?)

Akiko Minase Linda!!! A mãe da Nayuki
Akiko Minase Linda!!! A mãe da Nayuki

A mãe da Nayuki em Kanon (2006)

A Akiko, ou “a senhora que sabe preparar geleias de destruição em massa“, na verdade não é uma beldade (como a Sanae-san de Clannad) ou uma daquelas mulheres sexys como as que falei. Ela é uma linda mãe que criou a filha sozinha com carinho e amor… E por que ela está aqui?

Por causa dos Doujins dela! Nos Doujins (doujins são hentais, ou revistas “+18” com os personagens dos animes que a gente sempre quis que rolasse algo a mais) ela é sensacional! Fica a dica: vejam os Doujins da Akiko que ela é muuito Gostosa Maravilhosa! Mulherão! Sonho realizado — todo mundo que viu Kanon sempre quis que  algo “assim” acontecesse com ela.

Pena que os Doujins da Belldandy não sejam tão bons…


Acabou… ou será que Não?

Irisviel cosplay fate Sakina666 (1)
Irisviel cosplay Sakina666

Finalmente chegamos ao final do nosso Top 15 Mulheres Milfs mais Gatas dos Animes. E já temos o Especial Top 10 Cosplays das Milfs dos Animes — só com as cosplayers, como o nome já dá para entender. Quero deixar bem claro que foi uma trabalheira danada fazer os dois Tops e  seria muito bom da parte de vocês os curtirem e os comentarem — sim, porque eu mereço. E o PierrotGluton também. Eu acho.

Enfim, aquele abraço a todos e todas, fiquem com Deus e com as galerias com mais imagens das personagens milfs e com algumas cosplayers que achei delas. Mas para um post só com cosplays mesmo, sigam correndo para o nosso Top10. Eu sei que já falei desse Top10 várias vezes, mas sou assim mesmo,  não ligo!

Abração!

Galeria com Mais fotos dessas Lindas MILFS:

Algumas Cosplays das Personagens:


Mulheres + Marcantes dos Animes

Yuuko cosplay lulu-kitsune-20
Yuuko cosplay lulu-kitsune-20

Mulheres + Marcantes dos Animes

Mulheres mais Poderosas dos AnimesMulheres mais Lindas dos AnimesTsunderes dos AnimesMulheres Moe dos Animes que DesejamosMilfs + Gatas dos AnimesCosplays Milfs dos Animes

Esse post faz parte da série “Mulheres + Marcantes dos Animes“! Pois é… eu acabei fazendo uma série de post com apenas personagens femininas que considerei mais importantes das que eu pude acompanhar. Tem as mais Lindas, as mais Poderosas e quem sabe eu não possa fazer até mais? Depende de vocês!

É só vocês pedirem!

Mashiro-iro Symphony: Love Is Pure White – Review: Como não gostar de uma mulher Sábia?

Vamos agora para a review de Mashiro-iro Symphony: Love Is Pure White no nosso “Conversando sobre Animes“. Dá até saudade falar deste harém que foi um dos que mais gostei. É sempre um prazer fazer boas indicações de animes! Boa leitura!

Quem ficou com ele? A Tsundere ou a menina doce que cuida d eum pokemon?
E o mundo inteiro achou que ele ia ficar com a loirinha…ainda bem que não, rs!

Mashiro-iro Symphony: Love Is Pure White – Review: Como não gostar de uma mulher Sábia?

Lá vamos nós para os texto que gosto de fazer. As críticas sempre dão um pouquinho mais de cansaço, portanto poder fazer um “conversando sobre animes” é sempre prazeroso: Aqui o Link da Crítica (sem spoilers) para quem ainda não viu. Vou logo avisando, este texto está repleto de Spoilers, logo leia por sua conta e risco.

Rota da Miu

mashiro-iro-symphony-the-color-of-lovers-03

Vou falar primeiro sobre a Amaha Miu. O anime foi feito usando a rota dela. Lembra que ele foi feito baseado num game Visual Novel Eroge? O anime usa a rota dela para contar a história, portanto nada mais normal que eles terminem juntos mesmo. Foi um ótimo trabalho do diretor, usando a rota da Miu mas preservando a historia como um todo. E sem precisar recorrer ao ecchi ou ao hentai que o game deve ter; ele ficou apenas no romance e construiu bem o argumento do anime por inteiro.

E eu confesso que de todas, a Miu é a que mais gosto! Doce, gentil, forte porque em nenhum momento revelou que gostava dele — ela sabia que as meninas gostavam dele também — sempre foi paciente, esperando “a vez dela”. A coisa foi tão interessante que em certo momento eu achei que ela ia dar um fora no Shingo! Vejam só! Seria o primeiro harém aonde a personagem escolhida ia dar um fora no rapaz!

(Trad: Seria estranho eu dar tchau assim, então, está tudo bem se formos para o parque de novo?) -- SIM!!!
(Trad: Seria estranho eu dar tchau assim, então, está tudo bem se formos para o parque de novo?) — SIM!!!

Mas o mais legal dela, é que ela era a única mulher de todas ali. A Sena e a Inui simplesmente não sabiam lidar com o Shingo. A verdade é a que Inui parecia amar ele mas tinha medo. A impressão foi que elas em geral, por talvez estudarem num colégio só para meninas, não sabiam lidar com garotos.

Talvez fosse esse o motivo da Sena não querer eles lá — ao ver que o Shingo, o rapaz que ela gostou à primeira vista também estudaria lá, ela entrou em parafuso — uma com medo, outra confusa.

Um dos ótimos momentos do anime -- Sim eu achei que ele fosse levar um fora!!!
Um dos ótimos momentos do anime — Sim eu achei que ele fosse levar um fora!!!

Mas além disso, a Miu era mais madura. Não por trabalhar ou  saber lidar com homens, ela era mulher já, no meio de meninas. O Shingo não se apaixonar por ela seria burrice, ao meu ver.

Contudo foi comovente ver como a Sena percebeu que o Shingo gostava da Miu. E será que a Sena pensou que talvez a Miu fosse mulher de mais para o caminhãozinho dele, e lhe desse um pé na bunda? Enfim, a Miu deixou o não acreditar que ele também a amava e o bem querer das outras meninas, para aceitar o cara, afinal, ele era prestativo!

Um Easter egg inesperado

O Pokémon!
O Pokémon!

Vem direto do amigo Ueda que me indicou Mashiroiro. Ele falou sobre o gatinho esquisito que parece um pokémon: a Pannya-chan, que não falei nada até aqui. Para mim ela sempre foi o lado amoroso da Miu e o cuidado com o meio ambiente — fala sério, o episódio final é um saco.

mashiro2Mas Ueda me explicou que a Pannya-chan representa cada um de nós que viu o anime. Como se nós estivéssemos dentro do anime, compartilhando a visão dela, sendo a Pannya-chan. E o final dela se despedindo do casal — que agora já havia amadurecido ainda mais — é uma forma simbólica preparada pelo autor, para dar um adeus dele e da equipe, para nós que acompanhamos tudo. Nas palavras do Ueda “quem sabe, talvez um até breve“.

A Sexy Miu, a Surpresa, o Moe e como o Amor Dói!

Esse episódio foi muito bom!
Esse episódio foi muito bom! E haja censura, rs!

E falar mais o quê da Miu? Sexy, Moe, nua, vendo o Shingo voltar e dizer: ‘ah é você?’ E do beijo dele apertando a bundinha dela? Nossa…Aquilo foi extremamente mítico! É assim mesmo que se beija uma mulher como a Miu. Orgulho viu!

Ali sim, ao meu ver, foi o final. O episódio 12 pode ter todo o apelo simbólico do adeus, mas nunca gostei daquele gato esquisito e o final foi um saco. O episódio 11 que foi de fato o final, na minha opinião.

Eitaa!
Eitaa!

Outra coisa interessante, foi que apesar da trama começar com a Sena e ela ser muito presente na história, desde algum ponto do inicio que o autor já nos vinha dizendo quem o Shingo iria ficar, e vice-versa — ele ficava mais confortável com a Miu, que era mais madura que todas as outras, como eu já falei mais de mil vezes. E sim! Austin Powers Aproves! Oh Baby Yeah!

E por que tanto moe meu Deus? Por que elas são tão Kawaai assim? Nossa…Salvo mesmo a Sena, a irmã dele, e a Miu.

Claro, o Amor Dói!

E haja sofrimento...
E haja sofrimento…

Também não posso deixar de falar sobre “como o amor dói”. Além do “ser prestativo e cavalheiro atrai minas” — o que é uma das verdades — uma das coisas que lembro é que Todas as meninas sofreram. E olhe que tem tempo que vi o anime. Acho que a maid foi a que menos sentiu, mas no geral, deu dó de quase todas!

E por fim, os finalmentes.

Shingo, porque não basta ser cavalheiro, tem de ser prestativo!
Shingo, porque não basta ser cavalheiro, tem de ser prestativo!

Agora que temos o sentido da obra de que o amor é puro, quando verdadeiro, paciente e apaixonado — e a mina é sexy claro. Também que Mulheres de verdade atraem Cavalheiros e vice-versa. E sobre as outras meninas penso que crescer é uma constante e todos aprendem com o primeiro amor e os pés-na-bunda que se levam  — tá parecendo auto ajuda isso!

Vivenciar o amor mesmo o não correspondido, penso que nos diz o anime, já nos permite crescer um pouco mais. E eu concordo.

A Mãe da Miu (Amaha Yuiko) e um dos poucos momentos engraçados do anime -- Poooxa nem sei de quem gosto mais, se da mãe ou da filha, rs (Trad:Então quando é o dia que vamos dormir juntos e nosso relacionamento terá fruto?)
A Mãe da Miu (Amaha Yuiko) e um dos poucos momentos engraçados do anime — Poooxa nem sei de quem gosto mais, se da mãe ou da filha, rs (Trad:Então quando é o dia que vamos dormir juntos e nosso relacionamento terá fruto?)

E Ah…como a Mãe da Miu, a Amaha Yuiko, me causou boa impressão. Dá pra saber da onde a filha pegou tanta beleza. Aquilo que é sogra! De fato, panela velha que faz comida boa!

Enfim, ficamos por aqui, Abraços!

Fontes:
Comentário do Ueda no Animes ADV [Link]
Wikipedia [ING]: [Link]
MyAnimeList:[Link]

Mashiro-iro Symphony: Love Is Pure White – Crítica do Anime: Porque não basta ser Cavalheiro, tem que ser Prestativo!

Bem-vindos à Crítica de Mashiro-iro Symphony: Love Is Pure White, um dos melhores animes haréns que já vi, e que sempre indico para quem quiser e amar o gênero. Lembrando que este texto não tem nenhum spoiler, e caso o amigo ou amiga queria ver um com Spoilers, Basta Clicar Aqui . Boa leitura e bom anime!

mashiro-iro-symphonyMashiro-iro Symphony: Love Is Pure White – Crítica do Anime: Porque não basta ser Cavalheiro, tem que ser Prestativo!

Bem pessoal, depois de ficar meses sem fazer os textos que são o motivo real deste blog, que são as críticas/reviews de anime, venho falar de um dos haréns que mais gosto. É até engraçado trazer algumas palavras sobre Mashiroiro Symphony: Love is pure white, porque esse foi um daqueles animes que sim, o que eu queria que acontecesse, aconteceu! E como isso é raro… Caso você já tenha visto o anime, tem outro Texto Aqui com muitos Spoilers

Outro ponto interessante é o meu gosto por ‘haréns’. Até hoje não sei bem o motivo, mas enfim. Mashiro é um harém que veio de um game Visual Novel eroge de mesmo nome, cujo rendeu três mangás seinens e mais a adaptação de anime que vamos falar aqui — sem contar CDs Dramas. Mas antes de tudo…

Minha SiNopse!!

Eitaa!
Eitaa!

Mashiroiro Symphony começa com o macho alpha da vez, Shingo Uryuu procurando por sua irmã Sakuno Uryū que estava voltando do Shopping. Depois da bateria do celular dela acabar, por ‘sorte’ ela encontra Airi Sena (a Tsundere), que ajuda todo mundo a se reencontrar feliz da vida.

Mas o anime começa porque Shingo e sua irmã que estudam num colégio ‘normal’, estão de mudança para o colégio da Airi que é somente para meninas. Airi num estardalhaço só, filha da diretora, deixa claro que é contra a vinda do pessoal normal para a escola sensacional all-girls dela. Durante o almoço e chateado ele conhece uma garota mais velha que procurava um gato esquisito, e outras que vão aparecendo para formar o harém.

Esta Crítica que NÃO terá Spoilers, conta com Roteiro e Direção, Trilha Sonora, Character Design e Personagens, Historia e Sentido da obra. Aqui o Link da Review com muitos Spoilers!

Roteiro e Direção

A Mãe da Miu (Amaha Yuiko) e um dos poucos momentos engraçados do anime -- Poooxa nem sei de quem gosto mais, se da mãe ou da filha, rs (Trad:Então quando é o dia que vamos dormir juntos e nosso relacionamento terá fruto?)
A Mãe da Miu (Amaha Yuiko) e um dos poucos momentos engraçados do anime — Poooxa nem sei de quem gosto mais, se da mãe ou da filha. (Trad: Então, quando é o dia que vamos dormir juntos e nosso relacionamento terá fruto?)

Falando do roteiro. Sinceramente? Ele é extremamente arrastado. Para falar a verdade, só vi roteiros piores em EF: A Tale for Memories por exemplo. Outra coisa que realmente senti falta no anime, foi a total falta de comédia. Nunca entendi como se faz um harém com pouquíssimas cenas engraçadas — as poucas são protagonizadas pela Miu e sua mãe.

Mas ele é ruim assim? Nem pensar. Todas as falas e as cenas bem escolhidas pela Direção, integram um todo coeso, bonito e de fácil compreensão. A verdade é que apesar de parecer ‘demorado’, ele brilha pela escolha correta das tramas do romance, das conversas entre os personagens, e das cenas mais que perfeitas.

Trilha Sonora

Miu e seu gato esquisito que parece um pokémon, e que eu não quero falar dele!
Miu e seu gato esquisito que parece um pokémon, e que eu não quero falar dele!

Como tem mais de um ano que vi o anime, não vou poder falar muito da trilha. Ela não é nenhuma maravilha como Guilty Crown ou Clannad, mas não recordo de ter ficado incomodado. Ela não traz uma sensação condizente com as cenas, como as de Nazo no Kanojo X ou ARIA, ou seja, não é algo marcante para o que acontece no anime. Dou um razoável.

Character Design e Personagens

Sena e seu jeito Tsundere extremamente kawaai
Sena e seu jeito Tsundere extremamente kawaai

Quem ler os meus textos mais antigos, sabe o quanto eu fugi do MOE. Explicando por alto, moe é parecido com o pin-up do início do século XX aqui no ocidente. O que é pin-up? É mostrar, sem mostrar. É sexy com pouco ecchi. É ter uma carinha de anjinho com um sorriso lindo, mostrando que tem uma bela mulher escondida.

Ficou meio poético, mas o moe é geralmente usado para trazer otakus e esquecer principalmente do sentido da história. Para minha sorte, 95% dos animes moe que vi, tinham um belo sentido por trás de tudo.

mashiro symphony todas as meninas
Da esquerda para a direita: Sana Inui (tsun/maluquinha). Miu Amaha (mais velha das meninas que cuida de um ‘pokémon’), Angelina Nanatsu (a maid o.o), Sakuno Uryuu (irmã do rapaz), Airi Sena (Tsundere)

E esse é o caso aqui também. O anime dosa  em todas as as personagens femininas o belo design que possuem — eu diria que há uma forçassão de barra somente na Nanatsu Sewell, a menina maid. Mas ainda assim, o herói da vez torna até ela uma personagem interessante.

Já falando das Personagens, temos um painel clássico: uma irmã — que aqui ajuda o Shingo dando conselhos  — a Tsundere Sena, que me pergunto até hoje porque foi tão contra à união das escolas. Temos a Sana Inui que é meio tsun/meio maluquinha e claro, a Miu que cuida de um pokémon.

E haja sofrimento...
E haja sofrimento…

Cito como interessante em todas as personagens, que elas realmente sofrem com tudo. Eu não vou falar muito para evitar spoileres — até porque o sentido da obra já está chegando — mas é inegável dizer que, apesar de ninguém ter real culpa do que acontece, você sente ‘pena’ das meninas. Mesmo a ‘escolhida’, você consegue sentir o alívio que foi poder demonstrar o que de fato sentia. Ponto para o roteiro e para o diretor que soube bem dosar o moe delas, com o sentimento que elas carregam.

História e Sentido da obra

Me olha assim não Sena! :)
Me olha assim não Sena! 🙂

Temos uma espécie de “easter-eggs” no Conversando sobre Mashiroiro Symphony, então se você já viu esse anime, vejam o post com Spoilers também. Devo começar dizendo algumas palavras sobre a classificação. Apesar da forte carga emotiva do anime, não acho que ele possa ser categorizado como seinen — que é a do mangá, que não vi.

Apesar de animes que vieram de Visuais Novel eroges serem seinen mesmo, e esta ser portanto a oficial dele — Harém Seinen — eu creio que não é para tanto. Não recordo de vermos problemas reais tratados no anime. Eram coisas realmente adolescentes,  e o quinteto amoroso que ele é. Diria que ele é um harém de romance.

Será que a coisa fica mais parelha entre a Tsun e a Moe?
Será que a coisa fica mais parelha entre a Tsun e a Moe mesmo?

Sobre a História, como disse, ela é linear e bem contada. Mas sugiro que preste atenção em cada fala das personagens. Todas são bem dosadas e coerentes. Sobre o Sentido do negócio todo, além de dizer que “o amor dói”,  devo acrescentar que é uma verdadeira aula de como tratar as mulheres.

Claro que têm mais coisas — Sem spoilers! — mas se eu comparasse com School Days, aonde o Makoto é um cafajeste tosco, diria que o Shingo é um perfeito cavalheiro. Digo mais, ele é ‘prestativo’. Não sei se ser prestativo é o principal para se conseguir minas, mas parece ser sem dúvida um dos pontos principais. Acrescente isso ao amor realmente paciente, apaixonado e verdadeiro, que temos mais ou menos como é o anime.

Shingo, porque não basta ser cavalheiro, tem de ser prestativo!
Shingo, porque não basta ser cavalheiro, tem que ser prestativo!

Então é isso. Esse é dos haréns que mais gosto e que sempre recomendo. Apesar de ser meio ‘chatinho’, ele é realmente belo. Mashiroiro é de fato, um romance deveras recomendado.

Abraços!

Fontes e Ficha do Anime:
Visual novel: Palette
Autor dos mangás: Futago Minazuki
Diretor do anime: Eiji Suganuma
Escrito/ Roteiro: Team Rikka
Wikipedia [ING]: [Link]
MyAnimeList:[Link]

Nota: 8,5, porque só ARIA é 10!