Arquivo da tag: koi kaze

Kimi Ga Nozomu Eien – Review: Quando o Anime é uma Novela Terrível!

Que tal falarmos um pouco de anime ruim em? Sim, nos meus textos eu digo logo no início se acho bom ou ruim o que resenho. Então, a bola da vez se chama Kimi Ga Nozomu Eien, que foi muito badalado por vários sites aqui no Brasil. Mas não aqui no meu blog. Venham comigo e vamos falar mal de novela… digo, de anime!

kimi ga nozomu

Kimi Ga Nozomu Eien – Review: Quando o Anime é uma Novela Terrível!

Esse texto na verdade é apenas mais uma das minhas resenhas que chamo carinhosamente de “A série dos Piores animes que EU já vi”! E hoje nós vamos falar de um anime que sinceramente, é UMA BOMBA: Kimi Ga Nozomu Eien! Claro que para explicar porque o anime é tão ruim, vou defender minha humilde opinião com bons e sólidos argumentos, o que quer dizer que vou respeitar os fãs no texto — pois é, se você gosta do anime pode acreditar que vou respeitar seu gosto também.

Na verdade acabei tentado em falar deste anime porque soube que tanto no Japão, cuja Visual Novel parece que fez sucesso, mas principalmente aqui no Brasil o anime bombou Muito. Inclusive fizeram uma blogagem coletiva desse anime. Vários blogs e sites especializados em anime fizeram vários textos rasgando seda desta obra. Indignado com essa situação, venho aqui com argumentos sólidos e minha sensível “cara de pau” demonstrar o porquê esse anime é uma Meleca.

Ahh… sim. Temos SPOILERS. Estão avisados.

Sinopse

Antes uma breve sinopse: Triângulo amoroso básico. Menina tímida, a Haruka, pede ajuda a sua amiga Hayase pra conquistar um carinha. Acontece que a tal amiga já gostava do mesmo rapaz, o Takayuki, mas mesmo assim com pena de sua amiguinha tímida, ela resolve ajudar. Então… a tímida é atropelada e fica em coma O.O.

“Culpamento da Sekai”

Alguma mina parece com a Sekai ai? Beijo me liga!
Alguma mina parece com a Sekai ai? Beijo me liga!

Indo direto ao ponto, este anime é mais uma obra que eu apelidei carinhosamente de “Culpamento da Sekai“. Faço referência à Sekai de School Days que defendi em outro post. Como assim, do que estou falando? Acontece que em alguns animes o Diretor tende a colocar toda a culpa do que acontece de ruim numa só personagem. Isso acontece em School days, aonde o diretor só faltou chamar a Sekai de vadia (não que ela não seja, mas digamos que ela não é uma má pessoa como o diretor tentou colocar).

Aqui nós temos basicamente a mesma coisa: o diretor tenta fazer com que toda a audiência fique contra à Hayase 100% do tempo do anime, para que apenas no final (talvez porque não fizesse sentido que a Hayase fosse tão “Paola Bracho” quanto o diretor queria que ela fosse) ele revertesse a situação para dar um final lógico ao anime depois de vários acontecimentos irreais.

Mas como assim, a Hayase não Prestava?

Hayase deixa de nadar que ela amava, por culpa e também para cuidar do cara, e ela não presta...sensacional isso!
Hayase deixa de nadar que ela amava, por culpa e também para cuidar do cara, e ela não presta…sensacional isso!

A Hayase meus caros amigos e amiguinhas, Salvou a vida do palerma uma dezena de vezes. De uma certa forma me lembrei até da Nagisa em After Story. Pois é, eu citei a Nagisa que é praticamente uma santa para defender uma Vadia. Calma, vamos por partes.

A Hayase Tirou o idiota da depressão; manteve ele FINANCEIRAMENTE durante um bom tempo antes dele voltar a trabalhar — e convenhamos, ter uma mulher linda e forte como ela para te recuperar… é o MEU Sonho. Mas mesmo assim, apesar de uma mulher se doar totalmente para um babaca, todos os personagens do anime a acusavam de “ladra de maridos” — obrigado diretor por ser tão fã de novelas mexicanas.

E agora eu vou colocar ainda mais água no seu feijão, vento no seu pastel e água na sua coca-cola: além do diretor propositalmente ter feito da Hayase uma vilã da obra sem ela o ser… o anime é uma completa fantasia incoerente e nada tem de realista.

Novela fantasiosa e Incoerente demais

Esse anime ao meu ver, “parece” ser real mas guarda muito pouco do que é a realidade de fato. Um bom exemplo de anime verdadeiramente real é Koi Kaze. Em minha opinião um tanto quando delirante, até mesmo animes como Black RockShooter têm muito mais realidade que Kimi Ga.

Até a irmã da Haruka se apaixonou por ele...aff
Até a irmã da Haruka se apaixonou por ele…aff

Mas como assim, do que estou falando, será que enlouqueci? Começo com o fato de todas as minas do anime acharem o idiota do Takayuki “um cara gentil e amável”, sem enxergar em nenhum momento sua fraqueza de caráter — aliás isso é de praxe em animes “culpamento da Sekai”. E o principal deles: o fato da Haruka ter acordado do Coma sem NUNCA perceber que já estava velha para depois de ter Outro Coma, voltar mais uma vez dos mortos e acordar OUTRA PESSOA

Para piorar ainda me fazem uns ovas que só o primeiro episódio desconstruiu todo o bom final. Falemos a verdade, o anime só vale os episódios 1-2 e 14. E algumas outras poucas cenas… Não entendo porquê fizeram essa blogagem coletiva dessa obra — uma novela da Rede Bobo japonesa. Mas enfim, gosto é gosto e respeito isso.

Tomara que dentre todos os blogs que comentaram ele, tenha algum com uma opinião adversa e bem argumentada, citando pelo menos o ponto do “Culpamento da Hayase”… nem precisa citar a Haruka ter acordado lelé, e depois de ter outro coma, acordar Outra Pessoa.

Sabiam que o Anime era uma Visual Novel?

Kimi_ga_Nozomu_Eien_386_1280x1024Vocês sabiam que este anime era uma Visual Novel antes de se tornar um anime? Digamos que vocês nem ao menos saibam o que seja isso… eu explico o que são Visual Novels neste link. Mas falando de maneira sucinta, Visual Novels são jogos de conquista, ou jogos de namoro, que você encarna algum personagem para conquistar meninas ou meninos — depende do seu gosto, depende da visual novel.

Então, Visual Novels, tem o que chamamos de “Rotas”, que é por exemplo, quando você escolhe namorar (conquistar) a Hayase, ou a Haruka. Então você escolhe uma ou outra, a rota de uma ou de outra — e em cada “rota” nós temos acontecimentos e futuros diferentes. Ou ao menos era para ser assim.

As Duas Rotas Juntas mas com Finais Diferentes

Sabemos que ele ficou culpado 'forevermore' por causa do acidente, mas esse é o motivo, o lado dele é compreensível demais. Até demais.
Sabemos que ele ficou culpado ‘forevermore’ por causa do acidente, mas esse é o motivo, o lado dele é compreensível demais. Até demais.

Dito isto, alguns argumentam que a rota do anime é a da Hayase porque o lerdão ficou com ela no final. Eu penso que isso é um pouco complicado. Claro que não joguei o erogue — vou só dar uma opinião pessoal. Então, caso o anime conte a rota da Hayase, levando em conta que você é o manolo babacão herói do anime e do game, logo se trata de Sua Visão e das outras personagens sobre a Hayase — o anime parece na verdade tentar contar uma única história mesclando ambas as rotas (a dela e a da Haruka).

Por que o seguinte, se pensarmos que se trata da rota da Hayase somente porque ela ficou com o tapado no final, não acho possível. Afinal, foi só mudar o fim do anime e readaptar os OVAs para que a Haruka ficasse com o Palerma. O que significa que ambas as rotas do anime foram a mesma historia readaptada — e eu culpo o diretor mais uma vez por ter feito isto — somente mudando o final para se identificar de quem é a rota.

Tá na cara que o diretor adaptou as duas Rotas no Anime, só mudando o final

Por que acho isso? Imaginemos que alguém joga o game focando a rota da Hayase, e a rota dela trata justamente de mostrar o quanto ela é uma “vadia”. Isso parece fazer algum sentido? Você ia tentar conquistar uma garota que todos odeiam e te faz pensar que não presta? Pergunto: Se a rota da Hayase for assim mesmo, focando apenas seu “culpamento”, como é possível que esse jogo tão ruim seja tão aclamado, e como esse anime que é uma BOMBA foi tão bem falado até aqui no Brasil?

Como não joguei a VN e como também não acho que seja possível que no game o “culpamento da Hayase” seja tão forte como no anime, continuo culpando o diretor. Ao meu ver ele mesclou as duas rotas (Hayase e Haruka) para mostrar o quanto a nossa nadadora gata “não presta e não valia nada” — porque a rota da Hayase deve mostrar que a Haruka não presta, e vice-no-versa. No fim, ele escolheu o final que quisesse, sendo feliz para uma, ou para outra. Fim.

Agora, se o próprio game na rota da Hayase mostrar que ela é uma vadia…. eu desisto, sério mesmo. Até o game deve ser terrível.

Conclusão

Pobre Hayase...
Pobre Hayase…Todo mundo gostou quando você traiu o palerma…hehe

O diretor tentou colocar a opinião da audiência contra a Hayase; personagem principal palerma e mesmo assim, diretor insiste em dizer que ele é “um cara legal”; realidade espelhada, ou seja, de real esse anime não tem é nada.

Salvo apenas o sentido que só veio aparecer no último episódio: As coisas Passam/ às vezes ninguém tem culpa do que aconteceu. Elas só são do jeito que são e devem ser aceitas como tais. Mas como focar esse sentido ‘tão bom’ no meio de uma direção ‘pirada’ e de uma história sem sentido? Isso porque não falei da falta de profundidade dos personagens.

E reitero, repito e não desisto de falar: não entendo o motivo dessa blogagem coletiva. Tanto anime melhor… Toradora por exemplo. É por essas e outras que reviews de animes só leio as minhas!

Abração!

O que são Animes Shonen, Shoujo e Seinen?

Saiba agora de uma vez por todas O que são animes Shonen, Shoujo e Seinen. Neste texto vou falar das classificações e gêneros dos anime, que costumam gerar muitas confusões “nos otakus novos e velhos”. Venham comigo!

guilty_crown inori wall

O que são Animes Shonen, Shoujo e Seinen?

Eu sei que muitos de vocês têm duvidas sobre os tipos de animes, gêneros, classificações, até nomenclaturas diferentes que eles possuem. Pensei em escrever sobre Moe e Kawaai, mas o antigo Blog Otakismo, agora no Genkidama (eu imagino que seja o mesmo autor) conta com artigos soberbos sobre o assunto, além do que acabei fazendo um especial de Top15 Personagens +Moe.

Por isso mesmo, hoje vou falar sobre animes/mangás Shonen, Shoujo e Seinen, que são os mais conhecidos/vistos e vendidos na terra de nippon e muito mais além and far away, e que acabam causando mais duvidas, brigas e tensões entre os fãs (ou não) para saber qual anime é de qual classificação!

Pois bem.

Masashi Kishimoto fala sobre o fim de NarutoShonen, Shoujo e Seinen são termos que designam os “Públicos Alvo”, ou seja, a que tipo de público a obra é direcionada. Na ordem: Garoto Jovem, Garota Jovem e “Adulto” (mas não tem haver com hentai, é adulto por ser a um público mais ‘velho’).

Só um adendo antes das explicações: esse texto não vai definir para sempre ‘forevermore’ nada disso, mas tenta dar uma luz ao amigo otaku, ou então àquele nerd que como eu, pegou um anime para ver e mal sabe no quê está lidando. Na duvida, vejam as referências no fim do post que ajudam pacas.

Shonen

"Dragon ball Z": Shonen do mestre Akira Toriyama
“Dragon ball Z”: Shonen do mestre Akira Toriyama

Os Animes/Mangás shonen, são àqueles cujo público alvo são os garotos jovens, ou os adolescentes espinhudos. Esses shonens podem ter os mais variados gêneros, como os Haréns, Comédias, Ação (os “battleshonen” que são os mais famosos), Romances, etc… Eu colo os de gore/terror também. Mas bem mais raro são os filosóficos/psicológicos.

Como Identificar um shonen?

death_note_wallpaper_22
Um Ótimo Shonen. Cliquem na Imagem e vejam o texto que eu falo sobre DN

A experiência vai ajudar. Mas os de ação — como Cavaleiros do Zodíaco, Dragon Ball Z, Swort Art Online, One Piece, Naruto — têm um roteiro parecido. Primeiro que todos contam a Jornada do Herói. Ou seja, são histórias de alguém que não era ninguém, muitas vezes não queria ir para luta para mudar de vida, mas que vai em busca de um sonho. Ai varia mesmo: Defender Athena, Salvar os terráqueos, Salvar Asuna, Em busca do One Piece… etc.

Na maioria são roteiros clássicos, com os de sempre “eu nunca vou te perdoar”, os cansativos Flashbacks, explicações sempre que possível, diálogos no meio dos combates; costumam ter andamento bem mais linear e claro, uma multidão de conceitos.

"Saint Seiya": Clássico dos Clássicos dos Shonens
“Saint Seiya”: Clássico dos Clássicos dos Shonens

Mas no geral, shonens de humor, psicológicos, e tantos outros, o roteiro acaba não dando ênfase aos personagens, e portanto, falha como boa ‘literatura’ — até porque o objetivo não é esse nos shonens. Ai temos casos como personagens incapazes de existir na realidade. Mas tenham em mente que o objetivo no shonen, maioria das vezes, são as ‘epopéias’, os épicos.

Talvez essa pouca preocupação na profundidade dos personagens, é o que torne os shonens tão populares, por contar a ‘jornada do herói’ e focar bem nisso, afinal,  todo jovem quer ser um hokage. Sem esquecer da ação ‘bem feita’ e tudo mais. Eu confesso que não gosto muito deles, mas sei que têm aqueles muito bons!

Shoujo

"rei dos shoujos"
“Karekano”: shoujo clássico

Como disse lá em cima, os shoujos são os feitos para as meninas adolescentes. Diferente dos shonen que contam a ‘jornada do heroi’ na maioria das vezes, os shoujos contam os ‘Ritos de Passagem’ da Mulher. Como o primeiro amor, o primeiro beijo, a primeira vez que se vê como mulher, e também, a primeira noite de sexo — engraçado, no ocidente, a primeira noite é muito marcante para os meninos. Um rito para se tornar Adulto.

Diferente dos shonens, aqui os Haréns são “ao contrário”, ou seja, vários carinhas em cima da mesma menina — não há a relação de macho alpha. Sem contar que alguns shoujos focam bastante no humor baseado em slices of life. Claro, tem os Slice of Life, Dramas; os de ação que são os conhecidos como “Mahou Shoujo”, ou “garotas mágicas”, mas sem dúvida o carro chefe dos Shoujos são os Romances.

"Ef a tale of memories" : E haja cenários românticos!
“Ef: a tale of memories”: Baseado num Visual Novel Eroge/ manga Shonen. Tem toda a característica no anime de ser um Shoujo (mas não é); o fato de vir de uma VN explica às referências/easter eggs de Clannad…

De uma maneira geral, os traços clássicos de roteiro de shoujo são: Roteiros clássicos/pós-clássicos, com um big mistério que só descobrimos com o passar dos episódios; enfoque muito grande nas ‘psicologias baratas’: “meu eu antigo é diferente do meu eu atual, que será diferente do meu eu do futuro” o.O; lugares lindos e românticos como cidades destruídas, pôr-do-sóis em momentos ‘cruciais’. Todos os rapazes são lindos e maravilhosos — eu desculpo essa porque nos haréns as mulheres também são gatas; e na maior parte das vezes as mocinhas são feinhas.

Mas a grande ‘sacada’ dos shoujos: geralmente, no começo do anime, se o amigo leitor entender bem o conceito de ‘novela’ — sentido literário/tv — ele já vai saber que A vai ficar com B, como será a história e qual será o final. A ideia da autora é prender o público pelos ritos de passagem que a garota vai vivenciar. Mas já se sabe toda a história desde o primeiro episódio. Acho que isso acaba me afasta um pouco dos shoujos — maioria das vezes sei o final.

Seinen

"Ah Megami Sama": Pasmem, é um Seinen!
“Ah Megami Sama”: Pasmem, é um Seinen!

Esses tem os mais variados gêneros assim como os shonen. Romance, ação, filosofia, sci-fy, harém, fantasia, Dramas, gore/terror… Mas o roteiro dificilmente segue a cartilha dos roteiros clássicos, ficando mais a cargo do próprio gênero que o anime se propõe — se é um romance/slice of life como Ah Megami Sama, vai seguir um pouco esse roteiro.

Mas a diferença básica dos shonen, por exemplo, é que primeiro, esqueça a ‘Jornada do Herói‘ como plano de fundo básico.

"Elfen Lied" : Sobre a Culpa e a Monstruosidade Humana! Melhor anime que eu já vi até Hoje. Um Seinen/Gore
“Elfen Lied” : Sobre a Culpa e a Monstruosidade Humana! Melhor anime que eu já vi até Hoje. Um Seinen/Gore

Aqui não há busca de nada, nem crescer é o assunto principal. Na verdade essa é a graça dos Seinens. Os argumentos variam muito, não ficando no ‘geralmente’, como ocorrem nos shonens. Cada autor escolhe seu jeito e forma de contar a história, mas focando sempre o desenvolvimento e personalidade de suas personagens.

É como se nada fosse esquecido, nenhuma impossibilidade — como a impossibilidade do L (Death Note) existir, sem nenhum distúrbio psicológico. E não há preocupação excessiva nos conceitos/explicações. Talvez por isso mesmo, o anime fique mais ‘complicado’, mais ‘sério’, ou mais chato, porque os personagens são realmente, Realistas.

"Koi Kaze" : Como um 'siscon' é contado num seinen. Linda e doída história de amor
“Koi Kaze” : Como um ‘siscon’ é contado num seinen. Linda e sofrida história de amor

Talvez essa ‘seriedade’, ou essa oportunidade de falar de assuntos diversos, não deixa o leitor preso no “já sei o final da história” que acontece nos shoujos; afastem ou chamem admiradores.

Cabou!

Aria The Animation, melhor shoujo/shonen que eu já vi. O Sorriso de Alicia-san guarda muito mais do que a autora nos mostra
“Aria”: Para uns um Shonen, para outros um Shoujo e para alguns um Seinen. Para mim, melhor Shoujo que já vi. Aria é nota 10.
Entendendo Assuntos Nerd e Otakus da Cultura Pop

O que são Animes Shonen, Shoujo e Seinen?O que são Animes feitos de Visual Novel? Quais são os tipos de Roteiros de Animes? – O que é uma Graphic Novel? – O que são Filmes Space Opera?O que são Épicos, Romances e Novelas? – O que são Animes e Cartoons? — Como são os Desenhos (Cartoons) da Atualidade e do que eles Falam? O que é Tsundere, Yandere, Kuudere e Dandere (Moe) dos Animes?

Por fim, quero lembrar que os mangás, light novels e animes focam o público alvo. Então, geralmente, a classificação do mangá é a correta: Não é à toa que Death Note é Shonen — foi publicado numa revista de shonen. Ou que tenha uma confusão enorme com Aria, que foi primeiro publicado como Shoujo e depois como Shonen.

Na dúvida vão na Wikipedia em INGLÊS e vejam o Demographic, que é o público alvo. Ou como eu falei lá em cima, sigam estes dois sites de boa referência que eu recomendo deveras:MangaUpdates / Tvtropes.org.

Abração!