Arquivo da tag: indicação de animes harem

10 Animes Harém que valem à pena serem vistos (podcast)

Vamos falar de animes harém, moçada? Não vou mentir que esse é um daqueles gêneros de animes que mais gosto, e que mais sofrem preconceito pelas pessoas em geral. Mas será que eles são bons  ou ruins? E quais deles merecem serem vistos? Vamo lá descobrir!

10 Animes Harém que valem à pena serem vistos (podcast)

Olá meus amigos e minhas amigas, como você estão? Estão felizes? Pois é, hoje é aquele belíssimo dia de colocar aqui no site mais um podcast postado no nosso canal oficial do youtube, osEscudeirostv.  Estou trazendo formato de video aqueles antigos podcasts do AnimeNerd — ou seja, com imagens dos animes que a gente vai falando no decorrer do papo.

E claro que exatamente por isso nós temos a presença dele, que dá o ar de sua graça em tantos vídeos aqui trazendo sempre humor, sabedoria e conhecimento para nos aclarar: o grande Mago Giva, ao lado do ser repleto do saber do mundo espiritual, o Pastor Gi — sim são a mesma pessoa, mas confesso que pelo menos eu morro de rir quando juntamos “os dois” numa conversa entre amigos.

E afinal de contas, o que a gente conversa nesse podcast histórico de animes harém? Oras… de animes harém! Mas não apenas quaisquer animes harem. Mas sim aqueles que mais gostamos, que mais temos memória afetiva e que podem e merecem serem vistos por aquela pessoa que tá começando a conhecer o gênero.

Falo isso porque muitos otakinhos têm um certo preconceito do tipo “Ain você vê anime harém, é?”, como se fosse o tipo de obra que só tem fanservice e mais nada. O que não deixa de ser verdade, animes harém têm fanservice. Mas não só isso. Aliás, o que diferencia um bom anime harém, de um anime harem qualquer, é que ele tenha algo mais (e bem mais) além do fanservice.

Ah! Megami-Sama
UM CLÁSSICO!

A coisa é engraçada porque no decorrer do vídeo a gente explica O que é um Anime Harém; muitas pessoas podem ter essa duvida do que torna um anime, um anime harém? É um anime em que todas as minas gostam do protagonista? É o anime em que ele é o bonzão mas não pega ninguém? E d’aonde veio esse termo, anime harém? E será que ele tem um fundo de verdade?

Será que os autores de animes harem só fazem esses animes pelo fanservice mesmo, ou têm um motivo por trás dentro da estrutura da sociedade japonesa, para eles criarem esse gênero tão específico de anime? Pois é, num papo descontraído desse a gente encontra espaço até para explicar coisas da sociedade japonesa. O Afontegeek e os Escudeiros são assim.

love-hina-wall
Eu gostava muito de duas meninas desse harém

Agora eu preciso lembrar a vocês algumas coisas. A primeira delas é que essa lista não tem uma colocação. Nós só elencamos animes que mais gostamos e consideramos os melhores, ou os que melhor definem o gênero anime harem, sem nos preocuparmos em fazer algo como Primeiro, Segundo, essas coisas.

Claro que pelo menos uns 3 dessa lista de animes estaria facilmente numa lista de Melhores Animes de Todos os Tempos, tanto minha quanto do Mago Giva, e acredito que o primeiro que falamos (Aka, Ah Megami-sama) é de fato um clássico de todos os animes  e deve ser visto por qualquer ser humano que se considere um otakinho. Ou não.

Ou seja, vejam esse podcast não para saber o melhor e o pior, mas mais para conhecer e ter uma ideia de onde começar se você  quiser ver um anime harem de qualidade.

Kami Nomi faz uma Homenagem à Key no último episódio da segunda temp. se bem lembro: Como a melhor Visual Novel que o carinha jogou. A heroína lembra a Ayu de Kanon.
Alguns lembram da garota bibliotecária. Eu lembro da professorinha S2

A segunda coisa que eu preciso lembrar é que como temos a presença do inenarrável Pastor Gi, esperem piadinhas de humor pastelão no decorrer do vídeo. Eu sei que muita gente acha isso de um péssimo gosto e não quer saber de achar graça da vida, mas na hora a gente resolveu chamar o Pastor Gi, e ele compareceu. Fizemos um download dele.

Então assim, nos perdoem caso vocês não gostem das piadas, mas a lista é sincera, feita com amor, carinho e com aquela vontade muito grande de que pessoas normais e otakinhos que falam mal de harém, tenham uma apresentação inicial do gênero e passem até a curti-lo. Eu de cá lembro muito de um amiga minha que viu um desses da nossa lista e até hoje conversa dele comigo.

De que anime será essa moça? Não vale olhar o link da imagem!

E se a gente pretende fazer um video nos Escudeirostv e um post aqui no site somente com a lista de melhores animes harém, sem nossos papos malucos e repletos de piadinhas? Sim, com certeza. Mas depende do feedback de vocês.

Se vocês me pedirem e eu me reunir com os especialistas do gênero novamente, por que convenhamos, já devem ter surgido outros haréns que também merecem aparecer num top 10 — podem crer que eu farei. E sim, colocarei o esforço máximo de voltar a ver animes só por causa disso viu!

Enfim, fiquem com esse top10 bacanudo feito com muito carinho e humor por nós dois. Ou melhor, nós três.

Aquele abraço!

Boku wa Tomodachi ga Sukunai (Haganai) – Indicação: Porque animes Harém não são apenas para Bocós

Que tal a gente falar de animes Harém? Eu sei que muitos de vocês pensam que haréns são animes para otakus virjões, mas eu gosto muito do gênero e em especial quero indicar um que fez relativo sucesso. Estou falando do meu querido Boku wa Tomodachi, também conhecido como Haganai. E ai? Será que animes harém só são bons para virjões? Vem comigo.

Boku wa Tomodachi ga Sukunai (Haganai) – Indicação: Porque animes Harém não são apenas para Bocós

Outro eu dia fiz um podcast com meus queridos amigos MagoGiva e  o PastorGi (ambos são o mesmo maluco, mas fodase) e a gente resolveu fazer um especial só de animes harém. Se você quiser ver (ou melhor, ouvir o papo muito doido) clique aqui. Por incrível que pareça nós não demos a mínima palhinha sobre Boku wa Tomodachi, vai lá Deus saber porquê.

E isso é até engraçado porque Haganai foi um dos animes harém que mais fizeram sucesso recente no Japão — junto com o meu odiado Oreimo — e sem sombra de dúvidas, pelas citações que vejo dele em hentais doujin e mesmo na cultura pop em geral, a gente meio que esqueceu de falar de um novo clássico do gênero (dá pra chamar algo novo… de clássico?).

Acreditem, este anime é um Seinen

Enfim, Boku wa se trata de uma obra Seinen, ou seja, voltada para um público mais maduro (eu o que é Seinen aqui) e isso quer dizer que apesar dele ter muita comédia e cenas de harém habituais, vamos ter conversas sérias e discussões mais profundas. Eu sei que soa estranho falar em “profundas” quando estamos falando em animes harém, mas vai na minha é um fato.

Para falar a verdade, a Primeira Temporada de Boku Wa é incrivelmente boa; realmente um dos melhores haréns já feitos. Enfim, em Haganai tu vai ver o “herói da vez” (Kodaka) ir para uma escola nova. Ele é meio loiro, daí todo mundo na escola zoa e odeia ele — geralmente japoneses não gostam das pessoas diferentes — e ele acaba conhecido como um “delinquente”. Por lá, delinquentes pintam os cabelos, vejam só.

O Clube dos Solitários

Na turma dele, ele encontra a Yozora, que era uma amiga de infância — só que o Kodaka não lembra disso… por que ele não lembra? Vejam! Ele acaba fazendo amizade com as pessoas “esquisitas” da escola, ou melhor, aqueles que não têm “amigos de verdade” — todas Mulheres, claro, afinal estamos falando de um anime harém.

Temos a própria Yozora que funda o “Clube dos Solitários”, a Sena (a niku) que é linda, super inteligente e toda gostosona, mas que não tem nenhum amigo de verdade — as meninas da sala a odeiam por ela ser “perfeita”; os rapazes só a veem como uma “mulher objeto” e/ou têm “medo” dela. Daí, ela não tem amigos.

Pouquinho de Ecchi faz bem o coração da gente

Eu nunca disse que não tinha ecchi

O trap do anime que quer deixar de ser trap (e ele guarda um mistério debaixo da saia que nos é revelado na segunda temporada), a Loli que é a freirinha (o colégio é meio que um convento, porque sim), a menina cientista (que fica maravilhosamente linda, também na 2º temporada) e por fim, a própria irmã do Herói que “pensa” que é uma Maho Shoujo (garota mágica)… porque esse assunto estava muito em voga nos animes daquela época. Que o diga Chuunibyou.

Ufaaa… Mas eu falei em questões profundas e sérias… aonde elas estão? Como deu para perceber, a maioria delas fica em volta de temas como “aceitação” e “conhecer um amigo de verdade, alguém em que se possa confiar”. Na verdade o anime fala em “crescer como pessoa”, daí vocês entendem porque ele é tão bom. E claro que ele é comédia também. A Yozora por exemplo é uma peste, e vai infernizar a vida de todo mundo — mas ela é assim, por… assistam!

Haréns existem mesmo no Japão?

E antes de eu me despedir, talvez vocês pensem que “Haréns” não existam na sociedade japonesa, certo? Para sua surpresa e para minha, eles acontecem mesmo por lá. O motivo é que as mulheres japonesas costumam escolher a dedo o “homem perfeito”, e ai elas acabem se digladiando por um, quando ele aparece. Eu sei, é bizarro, mas aqui temos coisas como futebol ser mais importante que a ciência, então não vamos falar nada.

Enfim, fiquem com essa belíssima indicação chamada Boku Wa Tomodachi. Tenho certeza que muitos e muitas de vocês vão acabar se identificando com os personagens e com os problemas que eles vivem. Além de morrerem de rir. Ah sim… deixem de preconceito com os animes haréns, temos pérolas no gênero.

Será que teremos momentos amor i love you?

Abração!

E mais ecchi pra terminar o post… porque eu quero.