Arquivo da tag: guilty crown

Top Músicas de Animes (Parte 1)

Bem vindos ao nosso Top Músicas de Anime! A Parte 1 de hoje seleciona 5 músicas e conta com bastante animes seinen. Mas essa lista continua vocês me perguntam? Sim continua… mas agora nós vamos para a primeira parte mesmo. Boas músicas!

bell

Top Músicas de Animes (Parte 1)

Parte 1 > Parte 2 > Parte 3 > Parte 4 > Parte Final

E lá vamos nós para a Primeira Parte desse especial de Melhores Músicas de Anime. Acho que vale uma palavrinha antes: eu sou daqueles que não gosta de musiquinhas de anime e na maioria das vezes pulo todas as Openings de animes — eu sou desses.

Mas aquelas que eu não pulo, e que realmente gosto de ouvir antes de começar o anime, são as que trouxe nesse especial dividido em fucking 5 partes. Todas as músicas escolhidas meio que transmitem e acrescentam sentimentos ao serem ouvidas junto às cenas.

Talvez não sejam as melhores das melhores aberturas ou músicas de anime, contudo penso que vale à pena vocês ouvirem até para dar aquela vontade de ver os animes, caso não conheçam.

Enfim, Vamos a elas!

Ah! Megami-Sama (Música do filme)

ah megami belldandy e holybell

Eu que tenho amor profundo por música sacra e gregoriana, fiquei emocionadíssimo ao ouvir esta aqui. Quem puder ver o filme, veja a linda tradução dessa letra. E não tem jeito, é ouvir mais uma vez, e ficar iluminado por dentro — essa é a que mais gosto em todo o anime.

Ah! Megami-Sama (Opening da Primeira Temporada)

Ah! Megami-Sama

Falar o quê da belíssima Open Your Mind? Aliás, como dá para notar, toda a trilha sonora de Ah! Megami-Sama é um deleite. E nossa…essa letra é um primor. Essa música é lindíssima! Ela representa toda a vibe do anime, sem esquecer as raízes ‘bardas’ das deusas.

E essa frase:  “Você não tem visto as asas…Vê? Você as tem também” é impossível não lembrar da Belldandy. E nos faz aspirar algo em nós, que nos guie: Algo divino.

Ah! Megami-Sama (Opening da Segunda Temporada)

ah megami-sama

Essa confesso que me assustei pelo começo com a gaita de foles — que é uma lembrança terna mais celtica das deusas nornas da cultura nórdica, base de Ah! Megami-Sama — mas também é de uma beleza sem igual.

Sei que esta é a preferida do amigo Pierrot em Ah! Megami, mas de uma coisa posso dizer, ela tem realmente o sentimento que perpassa toda a segunda temporada — Acreditar.

BIOS (Guilty Crown)

guilty-crown-page

Essa é a música que aparece quando Shu retira o Void, o si, da Inori, e é certamente impossível de ouvir só uma vez. Uma das curiosidades dela, é que a letra é em Alemão e Inglês — geniais esses japoneses!

Eu posso dizer que essa música consegue resumir boa parte da história do anime. Em minha opinião, a melhor de toda a trilha sonora dele. Até hoje sinto meu coração vibrar ao ouvi-la, lembrando Shu tirando o void dela…

GUILTY.CROWN.full.843643

Depois de um tempo encontrei justo um dos momentos que isso acontece. Tem alguns cortes, mas como é uma das melhores cenas de Guilty Crown, vale deixar para os amigos ouvirem, sentirem e apreciarem.

Angel Beats (Opening)

Wings-Of-Tenshi-angel-beats-kanade

E agora para terminar a Primeira parte desse especial gigante, outra lindíssima música, dessa vez em das uma das obras cujos autores mais admiro: Key/ Visual Arts. O piano e o final da música são realmente lindos e meio que não tem muito o que dizer — e que letra sensacional!

Por acaso lembrei de uma da banda Xandria, que tem o piano parecidíssimo. Se alguém quiser dar olhada, vou deixar aqui o link: EverSleeping.


“Elfen Lied” : Sobre a Culpa e a Monstruosidade Humana! Melhor anime que eu já vi até Hoje. Um Seinen/Gore

Alguém consegue adivinhar qual música aparece na Parte 2?

Abração!

Os 25 Melhores Dubladores e Dubladoras (Seiyuu) de Animes de todos os Tempos!

Japoneses. Taí um povo que gosta de participar de votações. Pois bem, eles resolveram participar de uma enquete para escolher os dubladores e dubladoras que possuem as melhores vozes! Não é o “the voice”, mas é quase lá. Vamos ver à enquete!

Os 25 Melhores Dubladores e Dubladoras (Seiyuu) de Animes de todos os Tempos!

Angel-Beats wallpaperA lista foi votada lá no BigGlobe, que por algum motivo alheio a mim, saiu do ar, e era quase que um site especializado em enquetes que os japoneses participavam. Mas felizmente o link do Sankaku continua no  ar e vocês podem, caso queiram, ir olhar lá o resultado. Em inglês. É melhor ver aqui mesmo já que é assim.

E vamos logo ver a opinião dos japoneses que no fim do post eu faço uns comentários e digo quais dubladoras e dubladores eu mais gosto. Lembrando que alguns dubladores têm imagens de animes que eu acho maneiros, e outros têm imagens dos próprios ou das próprias. Dependeu da minha preguiça.

Enfim, Vamo lá!

1. Akira Ishida
(Evangelion’s Kaworu Nagisa)

Akira Ishida

2. Hiroshi Kamiya
(Monogatari’s Koyomi Araragi/Otonashi, Yuzuru AngelBeats)

Hiroshi Kamiya

3. Takahiro Sakurai
(Monogatari’s Meme Oshino/ Kururugi, Suzaku, Code Geass)

Takahiro Sakurai

4. Miyuki Sawashiro
(Monogatari’s Suruga Kanbaru)

5. Kana Hanazawa
(Monogatari’s Nadeko Sengoku)

6. Rie Kugimiya
(Toradora’s Taiga Aisaka/ de La Vallière, Louise Françoise Le Blanc, Zero no Tsukaima)

Rie Kugimiya

7. Mai Aizawa
(Nichijou’s Mio Naganohara)

8. Hikaru Midorikawa
(Gundam Wing’s Heero Yuy)

9. Jun Fukuyama
(Spice & Wolf’s Kraft Lawrence/Lelouch de Code Geass)

10. Takehito Koyasu
(Sergeant Frog’s Keroro)

11. Mamiko Noto
(Negima’s Nodoka Miyazaki)

12. Junichi Suwabe
(Bleach’s Grimmjow Jeagerjaques)

13. Kanae Ito
(A Certain Scientific Railgun’s Ruiko Saten)

14. Yuichi Nakamura
(Clannad’s Tomoya Okazaki)

15. Daisuke Ono
(Haruhi Suzumiya’s Itsuki Koizumi)

16. Yui Horie
(Monogatari’s Tsubasa Hanekawa)

17. Mamoru Miyano
(Death Note’s Light Yagami)

18. Koji Yusa
(Bleach’s Ichimaru Gin)

19. Yukari Tamura
(Magical Girl Lyrical Nanoha’s Nanoha Takamachi)

20. Haruka Tomatsu
(Sword Art Online’s Asuna)

21. Maaya Sakamoto
(Evangelion’s Mari Makinami Illustrious)

22. Nana Mizuki
(Magical Girl Lyrical Nanoha’s Fate Testarossa)

23. Mai Nakahara
(Clannad’s Nagisa Furukawa/ Saitou, Fuuka, Cyclops Shoujo Saipuu, hehe)

Mai Nakahara

24. Houko Kuwashima
(Clannad’s Tomoyo Sakagami)

25. Iwao Junko
(Card Captor Sakura’s Tomoyo Daidouji)


Taí uma lista que eu curti. E vocês?

Taiga emocionada porque eu a elogiei

A maioria dessa lista até que está ok, na verdade. Claro que algumas eu gosto bem mais, como a da Nagisa e a dubladora da Taiga que é uma gênia. Se bem que o do Otanashi de AngelBeats até que gosto… Agora o do Suzaku de Code Geas… vixee.

Não sei se é porque ele era um personagem meio “chatinho” ou se o seiyuu, como eles chamam, que não me agrada. Mas até que gosto da Tomoyo e do Tomoya também de Clannad. Só não sei o que a dubladora da Asuna tá fazendo ali…  Legal que o dublador do Lelouch que também dublou o Yuuta de Chuunibyou aparece na lista (valeu pelo comentário avisando mano!)

Ah sim… E a minha lista dos preferidos?!

Ah__Megami_Sama_0019_A maravilhosa dubladora da Belldandy (a linda Inoue Kikuko) aparece bem no topo das minhas preferidas na verdade. Tenho profunda admiração nela, e ela fica ainda mais bonita quando fala, incrível.E me impressiona duas coisas: como ela consegue dublar personagens sérios como da Sanae-san de Clannad, que tem também momentos de comédia absurdos!

Nem falei do trabalho hilário que ela faz nos animes ecchi como DearS, Yumeria… Nesse último ela “troca” a voz — tem uma linda homenagem para ela em Sayonara Zetsubou Sensei também.

Além disso a Inoue é uma das dubladoras mais Imitadas que já vi. Que o diga a pobre Alicia-san de Aria, que a dubladora imitava a Inoue por não conseguir “encontrar” a personagem! Só melhorou mesmo lá no começo da segunda temporada!

Urabeeee
Urabeeee

Também tenho profundo amor pela dubladora da Urabe (Yoshitani, Ayako) de Nazo no Kanojo X, que é um bálsamo de voz no meio de tantas vozinhas parecidas. Uma pena ser quase impossível darem continuação ao anime…

guilty-crown-21-large-28E por fim, um dublador que eu admiro muito é o do Shu (Yuki Kaji) de Guilty Crown. Esse por acaso dubla muitos animes de hoje. Basta aparecer um herói “beta” que ele é facilmente escalado. Ele quem fez o Harui de Accel, e está fazendo também algum personagem de Shingeki no Kyoji.

Também curto muito o dublador do Lelouch se é que isso não ficou claro, quando eu citei ele no começo. Acho que esse dublador é a personificação da dublagem japonesa, cheia de afetação e teatralidade. Além de saber fazer várias vozes diferentes, inclusive as menos afetadas e “grossas” possíveis.

Enfim, essa minha lista pessoal. Qual é de vocês?

Abração!

Fonte: [Link]

Guilty Crown – Crítica: Ação, Romance e Filosofia – O Homem em busca de ser Humano

E vamos para a Crítica do anime Guilty Crown, uma das que mais deu trabalho fazer para este que vos escreve. Muita ação, Romance e também Filosofia, nesta obra aonde o homem busca ser Humano. Vem comigo!

Guilty Crown – Crítica: Ação, Romance e Filosofia – O Homem em busca de ser Humano

guilty-crown-page
Veja também o nosso Cosplay da Inori – Gata da Semana Especial: Guilty Crown

Finalmente a crítica de Guilty Crown — meu anime favorito (ainda hoje). Depois de muitas promessas e adiamentos, fiz esta critica sobre o anime, que contém SPOILERS, estejam avisados. Mas mesmo que você ainda não tenha visto o anime, recomendo ler meu texto. Por que meus textos são maneiros.

But Primeiro, the mine Sinopse!

GUILTY.CROWN.full.843643

Ouma Shu é um jovem meio triste que não se dá muito bem como ninguém na escola — não me diga — que sempre foi fã da banda EGOIST e da sua linda vocalista Inori Yuzuriha. Mas o que ocorre? A própria Inori acaba roubando algo das tropas da GHQ (uma especie de ONU) e sangrando pede ajuda a ele. A verdade é que o Japão sofreu um ataque de arma biológica, que ficou conhecido como Lost Christmas e acabou pedindo ajuda aos estrangeiros. Numa sucessão de eventos, Shu utiliza o artefato roubado por Inori — o Genoma do Void — para salvar a todos das tropas do GHQ…

Lembrando que Guilty Crown é um anime de Mistério, Sci-fi, Mechas, Ação, romance, psicologia, filosofia e um pouco de teologia, que fica bem clara no decorrer da animação. E esta critica será divida em Roteiro e Direção, Trilha Sonora, Character Design e Personagens, Historia e Sentido da obra.

Vamos logo.

Roteiro e Direção

guilty_crown
Lindo de mais…até hoje não sei porque o Void da Inori é uma espada

O Roteiro é quase perfeito. Para falar a verdade eu sou completo fã de roteiros de mistério/ modernos, porque não precisam falar de mais e explicar o desnecessário. O problema é que algumas vezes ele pode acabar não ficando claro o suficiente — ocorre em Serial Experiments Lain por exemplo. Todas as falas são bem dosadas, e o ritmo da primeira temporada é perfeito.

guilty-crown0004 Diria que o único erro dele foram os 5-6 episódios iniciais da segunda temporada, porque fizeram os episódios “power rangers“, que em vez de seguir com a história, contaram o “plano de fundo” dos outros personagens. Alguns amaram ver o episódio da Ayase Shinomiya “voando” com seu void, mas acabou-se perdendo o “fio da meada“. Tudo só volta aos eixos depois.

Guilty Segai_watches_videoTambém adorei a Direção. Bons cortes, bons detalhes. Ambos foram talvez do mesmo nível. Adorei as cenas em que o Segai Waltz Makoto, ou melhor, o francês, eram utilizadas para explicar em que ponto estávamos. Perguntas sensacionais do tipo: “Todos querem saber aonde está o Gai“, “Afinal, ele está vivo ou não?

Guilty-Crown0124 segao
Esse cara foi muito interessante durante toda a história/Foi muito bem utilizado pelo Diretor

Sem dúvida ambos, na primeira temporada, foram perfeitos. Diria que a primeira alcançou uma nota muito superior à segunda, apesar que foi na última que entendemos o argumento central da história.

Trilha SonoraGuiltyhead [editado]

A trilha sonora é outra perfeição. Músicas bem feitas, arranjos, vocais femininos lindíssimos. Até mesmo as letras são realmente muito boas, por além do que, contarem o que se passa. Conseguem de fato transmitir em todos os momentos da animação a sensação que deveriam, nos imergir nas cenas.  Acredito que cada um deva ter as músicas que mais gosta da banda Supercell — Egoist no anime.

Parece que as músicas foram cantadas por uma menina que na época tinha 17 anos, chamada Chelly, escolhida num concurso entre 2000 participantes; apesar que as primeiras músicas foram cantadas por outra moça — parece que se chama Koeda. Sigam o [Link] e tirem suas dúvidas.

De cá, gosto bastante da música cantada por Inori para reverter o vírus, e também a minha favorita, BIOS, na qual Shu tira o void — o si — da Inori. Uma pena que justo essa música foi pouco usada na segunda temporada

Character Design e Personagens

Guilty_Crown_[editado]
Moe!!
O Character Design é muito bonito. Sinceramente não gostava do moe que é usado em excesso na Inori e nas outras meninas, mas depois de tanto tempo vendo anime me acostumei.

Consigo identificar no primeiro olhar a maioria dos personagens. Nada a reclamar mesmo — a não ser os exageros no “francês”, hehe. Traços bem condizentes, não vi nada de fato desnecessário. No geral dou um muito bom.

Guilty-Crown-02-6D1930E8.mkv_snapshot_18.03_2011.10.22_01.04.14
Tem uma cena do episódio 5-6 que é um primor, de Shu salvando a Inori

Agora…Os cenários são lindíssimos. As cenas dos episódios 1, 5-6, 12, e os penúltimos da segunda temporada são um show de animação. Vou dizer, se o primeiro episódio não fosse tão lindo e com roteiro tão misterioso, dificilmente teria acompanhado o anime.

Sobre os Personagens, no começo eles vão te conquistar por um misto entre moe/kawaai. E claro a incrível fodidade de Gai. O autor foi inteligente em colocar dois personagens centrais em constante transformação — Shu e Inori — junto daquilo que é o mais habitual nos animes, ou seja, um personagem líder.

guilty Arisa Kuhouin
Coitada…se apaixonou pelo charme do Gai, rs. O final dela foi realmente um dos mais tristes e a situação foi terrível.

Contudo, mesmo que vejamos certa profundidade em  personagens como a Arisa Kuhouin, a Hare Menjou (muitos otakus droparam quando ela morreu, mas foi preciso para a mudança de Shu) e do Yahiro Samukawa (a morte do irmão dele também ajudou a mudar o Shu e a ele mesmo), diria que o central são os dois casais e as razões do vilão, Shuichiro Keido, O Bigode, mesmo que nele não vá além da questão de ser mau. Mas é um baita vilão.

Mana, Gai e Shu

guilty Jun_and_Yahiro
A vida nos muda?

A Mana foi genial no seu drama de dupla-personalidade na primeira temporada — uma pena que ela foi esquecida na segunda. Queria muito rever a Mana lutando com o vírus, o seu redescobrir diferente dele — dois seres em um só —  e até que ponto ela se tornou um com ele. Tudo acabou sendo abordado rapidamente no episódio que entendemos finalmente o mistério todo — realmente uma pena!

Gai que faz tudo por sua amada, assim como Shu, dispostos a tudo para salvá-las. Ele que aprendeu a ser forte. Sem dúvida Gai foi quase uma “ideia geral” daquele que teve de mudar por conta do meio, assim como Arisa e Yahiro. Há decisão nisso? Penso que nele há um pouco — a decisão é buscar Mana.

E Shu que envolve toda a humanidade que o anime buscou. Aquele que mesmo não sabendo quem era, mesmo que errando em suas decisões mostrando o lado terrível e falível que somos, e por último, o lado mais belo que podemos ser — nossas decisões em prol do próximo. E ainda assim, muito do que fez foi por Inori.

Inori – O que eu sou?

guilty_crown_guilty_crown_picture_230311_suemura_preview inori e mana

Na verdade todo o argumento do anime gira em torno da Inori:O que eu sou“,  “O duvidar de minhas sensações“,  “O nomear” — Gai me deu um nome — e por último, “não importa o que sou, basta para mim que eu sou eu“, nos revelando por fim todo o argumento Cartesiano — o conjunto de minhas sensações e consciência delas, que difere das da Mana.

Filosofia. Eu como seu estudante, pude notar com clareza o argumento de Descartes da dúvida do sensível — ela não não sabia o que eram as coisas, se as sentia, e Shu lhe diz “Você é a Inori”.

O argumento do “deus enganador” representado por Mana em quase toda a segunda temporada, e por fim, o “não sou outro, mas eu sou este que sou“, numa clara alusão ao filósofo. Eu que na época o estudava, fiquei em êxtase. Para falar a verdade, ainda estou.

Historia e Sentido da obra

guilty Hare_crying
Muitos não queriam que a Hare morresse

Acerca da história, penso que a maior parte dela foi melhor explicada no episódio que aparecem o pai do Shu e o nosso querido Bigode, então não vejo necessidade de recontá-la. Se é assim, penso que ela poderia ter sido melhor roteirizada, principalmente na segunda temporada aonde ela se desenrola.

guilty yuuComo falei acima, no roteiro, houve uma grande perda de tempo com os primeiros episódios, o que acabou fazendo que ela parecesse corrida depois. Mas falo isso sabendo que se trata de um roteiro moderno, o que é muito comum que a ‘história’ seja contada só no final.

Também creio que é bom dar uma ideia falar sobre os conceitos: Daath que parece ter vindo da Cabala, algo sobre conhecimento — “ele mesmo se chamou a “vontade da humanidade personificada”. E também do Void: o vazio, ou o em si da alma, como o que aparece no último episódio: “Só quando Shu está perto de ser morto, a alma de Inori aparece do cristal da flor”. Talvez por ela ser um clone da Mana, seja o mesmo Void…

Explicando um pouco mais da História

Guilty-Crown-guilty-crown-25907830-985-622E o que pode ser um erro da tradução para o Pt-Br, Gai nos diz no último episódio que tinha como objetivo reviver a Mana e assim fazê-la morrer, porque só com ela completa com o corpo da Inori, poderia morrer em paz — caso contrário seria clonada pela Daath eternamente:

guilty_crown-06-gai-smile-sly-cunning
Gai…

Here Gai explains…” (Wikipedia e Wikia)

(Tradução)

“Aqui Gai explica que o único meio de parar o Quarto Apocalipse era deixar Mana cumprir seu destino de começá-lo e depois, quando ela finalmente pode descansar em paz, foi esse o motivo dele ter se junto à Daath. Se ela não o fizesse, Daath iria ressuscitá-la de novo, e de novo. Como Gay abraçou mana, o Virus envolve os dois e se despedaça. O Genoma do Void de Gai é transferido para Shu, quando ele acorda e encontra inori, parcialmente cristalizada e cega procurando por ele.” 

Dai o motivo de Gai. guilty-crown-inori-girl deskotContinuando: enquanto Shu estava sugando todo o vírus à sua volta, Inori que voltava ao seu corpo meio cega, resolve tomar para si todo o vírus e se sacrificar por ele — já que ela havia conhecido “a pessoa mais humana que já viu”. Aí o porque de Shu ter ficado cego também. É como se a vida de Inori fosse para ele.

Em ambos os sites — Wikipédia e Wikia — temos a mesma explicação. Dificilmente temos um erro no roteiro porque duas fontes diferentes contam a mesma história. Penso que ou foi nossa tradução… Ou será que só eu não entendi isso na época? Enfim.

Qual o sentido de Guilty Crown

guilty-crown-21-large-28
A luta Shu e Daath foi o clímax do anime; o final ele contra Gai foi totalmente anticlímax, e com esses motivos, era para ser mesmo. — ou não!

Sobre o Sentido, temos pelo que vi, porque bom, ninguém é perfeito, apresento 4 Argumentos Principais:

O primeiro é o argumento teológico do Salvador, que seria Shu rivalizando com a ideia de Adão e Eva recriando a humanidade. Argumento esse que não é o principal por que tanto Shu quanto Gai nunca ligaram para isso, pelo contrário, sempre tiveram como objetivo principal, salvar suas amadas. Esse é o argumento romântico da história. Engraçado…Se Inori é Clone da Mana, carrega a mesma carga genética dela… e Mana é irmã do Shu…

Tem o argumento da Inori que perpassa todo o anime e que expliquei acima — da existência de si mesma, “eu sou eu” — eu sou as minhas afecções, minhas crenças, minhas decisões. É o que mais gosto.

guilty_crown inori wall

E por fim o mais amplo de todos, o argumento da Humanidade representado por Shu. Ele é o que nós somos. Erramos, tentamos acertar, queremos mudar, e podemos ser de fato humanos: como quando Shu salva um soldado da ONU nos últimos episódios: “Shu é a pessoa mais humana que conheci“. E isso claro, volta ao argumento Teológico do Salvador. A Referência é clara e quem conhece a bíblia lembra do Mestre.

Eu de cá, considero o final romântico. Não vou mentir, depois de entender melhor a história com toda a pesquisa, respeitei mais o autor. Não concordo porém…Acho que Shu morrendo seria mais “bonito”, mas talvez, não desse o sentido que ele queria.

Então finalmente é isso…ufa!
Abraços!

Fontes e Ficha do Anime:
Wikipédia: [Link]/ Wikia: [Link]
Mesmo Diretor de Death Note [Link]: Tetsurō Araki
“Quase” mesmo autor/roteirista de Code Geass [Link]: Hiroyuki Yoshino/ Episódio 22 via Wikia [Link]

Nota: 8,5, onde só Aria the Animation é 10!

Strike the Blood: Anunciado novo anime do mesmo autor de Dantalian no Shouka!

A Produtora ASCII Media Works fez um anuncio sobre o autor de Asura Cryin’ e  Dantalian no Shouka, Gakuto Mikumo, que sua atual “light novel” [um tipo de livro ilustrado] chamada “Strike the Blood” terá uma adaptação para anime ainda este ano.
strike the blood

Strike the Blood: Anunciado novo anime do mesmo autor de Dantalian no Shouka!

A fantasia escolar de ação, conta a história de um adolescente vampiro que atualmente é o mais poderoso do mundo, e uma adolescente designada para ser sua supervisora [Me parece ser um shonen/romance/fantasia]. O primeiro livro do “novel” estreou em 2011. O sexto livro da série foi lançado no mês passado.

Dantalian.no.Shoka.full

Assim, eu já vi Dantalian, uma fantasia realmente fantástica, envolvendo bibliotecas com poderes sobrenaturais e pessoas que os descobrem. Uma pena que a 2º temp. iria contar como esses livros agiriam na 2ºGuerra Mundial, mas o anime não teve continuação.

Tem episódios incríveis, como o da “pianista autômata“, uma espécie de “robô” do inicio do século XX, que acaba sentindo algo mais do que somente ações programadas.

dantalian key

Tem também algumas histórias mais densas, de suspense mesmo e eu recomendo bastante [Um olá ao amigo GuruGivan por ter me indicado esse anime]. Pelas imagens, Dantalian deve parecer com Gosick que não vi ainda, e também lembra um pouco Guilty Crown. Eu de cá penso que esse Strike the Blood promete viu.

ps: Para quem viu Dantalian, pelo que lembro, esse nome se refere a um demônio que guarda segredos de “sabedoria”. Daí, até onde sei só no anime, termos uma biblioteca e sua guardiã.

Fonte: Anime News Network

[Link]

Top 25 Animes que Deveriam virar Filmes segundo os Japoneses!

Com o aumento de animes adaptados para o cinema (haja visto Ghost in the Shell não é verdade?), os fãs de Animes ajudaram a fazer um ranking daqueles que eles esperam, um dia se tornem filmes e apareçam nas telonas. Claro que a maioria dos filmes de animes se tornam completas aberrações, que o diga Dragon Ball Evolution, mas mesmo assim os fãs japoneses têm fé de que Hollywood acerte a mão — só Deus sabe porquê. Vamos à lista!

Top 25 Animes que Deveriam virar Filmes segundo os Japoneses!

sao

E mais uma vez num Ranking feito pelo BigGlobe, que parece sempre aparecer aqui no Afontegeek, hehe, direto do SankakuComplex. E imaginem só, o link ainda está no ar, pelo menos no site do Sankaku. Então na dúvida vão lá checar seus adoradores de Fake News! A lista já está aí há tanto tempo que eu acho que merece ser apreciada… ou odiada se for o caso e você gostar de odiar listas aleatórias.

De certo só duas coisas: eu não concordo com a maioria dela e deixo um pequeno comentário a respeito disso bem no fim do post. Acho que no mínimo vale à pena conhecer para gente ter aquela noção mais ou menos de como são os gostos dos japoneses: e de como na maioria das vezes eles tem um gosto duvidoso para anime.

E sim… alguns animes tem links com reviews e listas sobre eles aqui no blog. Só clicar nas imagens se bater a curiosidade. Por hora…

Vamos à lista!

1. Hyouka

2. Sword Art Online

3. Angel Beats! (tem Review no site)

kanade angel beats

4. Code Geass Lelouch of the Rebellion (tem Review no site)

Corram, Lelouch vem ai!

5. Fate/Zero

6. CLANNAD ~AFTER STORY~

7. Higurashi no Naku Koro ni

8. Guilty Crown (tem Review no site)

9. Humanity Has Declined

10. Love Live!

11. Toradora! (tem lista de Tsunderes no site)

12. PSYCHO-PASS

13. From the New World

14. The Ambition of Oda Nobuna

15. Lucky Star

16. The Pet Girl of Sakurasou

17. Another (tem Review no Site)

18. BTOOOM!

19. Accel World

Ahh saudade de você! rs

20. Hell Girl

21. Kill Me Baby

22. Penguindrum

23. Girls Und Panzer

24. Ga-Rei Zero

25. Jormungand

 

Fonte: [Link] SankakuComplex


O que eu achei da lista?

fonte:diogo4d.com
Imagem moe aleatória

Antes que me perguntem, eu não coloquei imagem em todos os animes por pura e simples preguiça mesmo. Não que eu não goste ou até não tenha visto os que não tem imagem — na verdade os que não têm imagem por “”coincidência”” (ou não) são os animes que eu não vi, mas o meu gosto pessoal não importa, não é verdade? E sim, alguns aí em cima têm links marotos. Vejam!

Outra coisa é que para ser bem assim sincero e amigo de vocês, eu preciso perguntar: é uma boa ideia insistir nisso de fazer filme de anime? Eu sei que Samurai X foi legalzudo e tals… mas cara, Hollywood (a DC/Warner no caso) não respeita nem quadrinhos que são obras ocidentais, quanto mais… Animes!

Clannad e Clannad After Story eu digo, mudaram minha visão de mundo
Por favor Hollywood deixe A MINHA NAGISA EM PAZ!

Mas comentando um pouquinho, devo dizer que até acho que os japoneses tiveram um bom gosto com as obras escolhidas. Temos duas obras Key/Visual Arts, autores que sou fã incondicional, sendo elas Angel Beats! e CLANNAD ~AFTER STORY~.

Engraçado que Clannad e Air tv já têm filmes (animados devo dizer), pela Toei Animation (o mesmo estúdio de Cavaleiros do Zodíaco e CDZ) mas eles são filmes meia boca na verdade. A Toei é horrível para adaptar animes de drama. De resto sim, acho que ambos merecem filmes…. Animados, é claro. Jamais feitos em live-action por Hollywood. Por favor, tirem os olhos de minha Nagisa!

Toradora...indico. A Taiga é sensacional
Toradora…indico. A Taiga é sensacional

A coisa é engraçada porque alguns desses animes até (como vocês viram) já ganharam adaptações em “anime-movies” ou quase isso, como foram aqueles ovas estranhos de Code Geass que ninguém sabia que Lelouch estava vivo — pelo menos se você fosse alguém que Não tivesse lido a minha review de Code Geass. Pobre coitado.

E também é interessante porque produtoras como a Type/moon que é dona das obras “Fate” acabou lançando uma série de filmes awesome e sensacionais chamada Kara no Kyoukai (Garden of Sinners) então meio que essa lista já é real… e ninguém sabe. Sem contar os filmes animados de SAO e Accel World… mas quem se importa com eles, né verdade? Eu não vi, prefiro o filme do Yu gi Oh!.

Agora sinceramente… um anime-movie de Kill me Baby? Ou um filme live-action de Kill me Baby? Japão… por que vocês nos odeiam?

ps: Kill me baby é um dos animes mais hilários que eu já vi. E não, não quero imaginar ele em live-action. NÃO!

OVA de Guilty Crow: Lost Christmas é Lançado!

E mais uma notícia BOMBÁSTICA e em Primeira Mão para vocês, otakus do meu Brasil-varonil! Pelos grandes poderes místicos do guru dos animes, o grande MagoGivan, acabei de ficar sabendo que já foi lançado o OVA de Guilty Crown:Lost Christimas!!

OVA de Guilty Crow: Lost Christmas é Lançado!

Grandes poderes do Mago! Ele já está disponível para quem quiser ver legendado nos sites do gênero [google neles moçada!] é só irem assistir e depois me contar o que acharam. Eu confesso que como fã da série, estou tremendamente ansioso agora…hehe,

A minha opinião de quando eu postei a noticia há algum tempo atrás é mais ou menos essa: “Ainda temos um espaço para uma segunda temporada como eu sempre achei. Mas creio sinceramente que não deveria ter. Tampouco esse OVA. Pelo jeito o anime com melhor trilha sonora que eu já ouvi, e personagens quais tanto me emocionaram, agora vai virar a galinha dos ovos de ouro de alguém. Será que vai manter a qualidade psicológica? Duvido muito. Mas já pensou se me surpreendo e ele [OVA] é tão bom quanto a Primeira parte?” Mas na boa, agora que o OVA foi lançado, minha expectativa não podia ser maior!!

Então é isso, e não percam o novo Assunto X!
Fuiz galerinha!

ps: Eu vi o ova de Guilty Crown, e bem, o que dizer? Foi exatamente o esperado quando soube dos personagens — Um cara malvado que quer realmente tornar-se o rei, uma nova Inori, e possivelmente a irmã de Gai. Eu gostei? Olhaa…tenho dizer que não mesmo..Mas vamos ver, eu ainda acho que há possibilidade de haver uma segunda temporada.

Guilty Crown: OVA é Anunciado

Mais uma noticia de OVA, direto aqui no querido Afontegeek. Agora do anime que todos os meus queridos amigos otakus sabem, é o que eu mais gosto: Guilty Crown; mesmo com os erros do final, mas graças aos personagens ele foi o que mais me conquistou positivamente até agora.

Guilty Crown: OVA é Anunciado

Leia a nossa Crítica de Guilty Crown

Contudo fiquei meio preocupado com a noticia que me foi dada a partir do guru dos animes, senhor MasterGiva. O Lançamento do OVA está previsto para o Verão de 2012. Aqui a noticia traduzida do site Anime Characthers:

Carol, a nova Inori?!

Guilty Crown: Lost Christmas

Um prelúdio do projeto original do anime Guilty Crown

Passado no japão dez anos antes da história central, durantes os eventos do “Lost Chrismas”. O personagem central, chamado de Scrooge, foi submetido por vários experimentos com o passar dos anos e com muitos outros [jovens?]. Enquanto ele fugia entrou em contato com Carol, uma outra [personagem] que passou por várias experiências, e os dois escaparam juntos. Pouco tempo depois, eles conhecem uma garota chamada Present, cujo destino está de alguma maneira interligado com Scrooge e Carol.

Nota: Um DVD com um o curta animado [o OVA] vem junto com a edição limitada do jogo de PC “Guilty Crown Lost Xmas“.

Aqui o Link para quem quiser ver na íntegra.
[em inglês]

Scrooge, meio malvado…gostei.

Minha opinião sobre a história? – Os eventos se passam antes [ou justamente na hora] da irmã de Shu ter o corpo implodido, e precisamente entre os rapazes e meninas que eram “experimentados” para ver se o genoma do void e o vírus surtiam efeito em humanos. Sinceramente, essa Present me parece ser a irmã do Gai pelo Character Design dela. Agora, será possível da Carol ser outro clone da Mana?

 

 

Present, né a cara do Gai?

Minha opinião de tudo? Ainda temos um espaço para uma segunda temporada como eu sempre achei. Mas creio sinceramente que não deveria ter. Tampouco esse OVA. Pelo jeito o anime com melhor trilha sonora que eu já ouvi, e personagens quais tanto me emocionaram, agora vai virar a galinha dos ovos de ouro de alguém. Será que vai manter a qualidade psicológica? Duvido muito. Mas já pensou se me surpreendo e ele [OVA] é tão bom quanto a Primeira parte? É amigo, sempre se pode aguardar coisas boas de bons autores e diretores. No fim é esperar para ver!

Abraço senhores e amigas, mais tarde publico mais um post sobre Nazo, isso mesmo, aquele anime nojento — rsrs, tá mais parecendo um especial, vige!

Fuii otakus!

Animes e Roteiros: Respondendo às Perguntas (Parte Final) – Entendendo Animes!

Para você que me acompanhou até agora na série Animes e Roteiros, neste post que é a parte final eu estou respondendo algumas perguntas e comentários que me foram feitas por amigos e leitores que achei interessante responder. Vamos a elas.

Animes e Roteiros: Respondendo às Perguntas (Parte Final) – Entendendo Animes!

fonte:noticiasanimeunited.com.br

Especial Roteiros de Animes

Roteiros Clássicos> Roteiros Modernos> Roteiros Pós-Clássicos> Respostas aos Comentários

 

Muito bem senhoras e senhores, estou a cá, para finalmente dar um término à minha tese sobre roteiros de Anime. Só para uma relembrança, aqui os links dos três posts: Primeiro sobre os Roteiros Clássicos de animes, depois os Roteiros Modernos e por último os Roteiros Pós-Clássicos. E vamos diretão aos comentários que recebi sobre essa minha “tese” dos roteiros de animes.

Primeira Pergunta

A Primeiro que recebi, é justamente do fato de eu ter citado Cavaleiros do Zodíaco, para apontá-lo como exemplo de anime que tem roteiro Clássico; a critica veio de um amigo otaku, que entende MUITO de animes, e se baseia no fato de eu não lembrar quase nada de CDZ.

Durante o post, deixei bem claro que não iria avaliar o enredo de qualquer anime em questão e que na verdade, o roteiro é a forma de se contar a historia, não a historia em si.

Também deixei claro que Roteiros Clássicos possuem:

-Explicações sempre que possível
-Diálogos no meio dos combates
-Costumam ter andamento bem mais linear
-E outras coisas…

Contudo, devo dizer que meu amigo tem sim razão, porque não é sábio falar do que não se conhece. Tanto que mais tarde até assisti alguns episódios de CDZ para relembrar… mas o resultado foi o mesmo sobre o roteiro.

A Segunda Pergunta

The Mad Scientist
The Mad Scientist (Sci-fi mas não é Roteiro Moderno)

É muiiito parecido com a Terceira e são os que mais me fizeram pensar; a segunda veio de um amigo leitor, o seu Felipe, que infelizmente não deixou email ou site.

Ele falou que os animes que considero possuir roteiros Modernos, na verdade são animes de gênero Sci-fi, e meio que me desculpa, porque na época eu não conhecia muito sobre o mundo dos animes. Hoje eu já vi uma quantidade absurda deles e posso dizer que muitos animes que não são sci-fi, também possuem roteiros modernos. Como Nazo por exemplo.

A Tese dos Roteiros Modernos:

-Não faz explicações de Tudo, só o realmente necessário ao andamento da historia;
-Pouquíssimos diálogos enfadonhos nas lutas/reviravolta da historia
([Na maioria das vezes, e graças a Deus, não temos mesmo!);
-A ação/motivação dos personagens contam a historia;
-Prestar atenção é vital, porque você pode perder muita coisa da historia, pela falta de muitas explicações.

 Terceira Pergunta

Feito pelo grande ex-editor chefe do blog, o senhor Ródi, aonde ele me disse, que na verdade os animes que considero Clássicos, são animes Shonen, ou seja, animes feitos para jovens,  com enfoque maior na ação. Coisa que como vimos também não é bem assim.

Então são essas as criticas que recebi. Confesso que fiquei muito feliz com elas; primeiro porque são coments em textos chatos e muito longos, e segundo que é sempre bom saber que têm pessoas que gostam e mesmo leem o que você escreve.

Minhas Respostas às Perguntas!

Dragon_Ball_Z_Filme_7_720p_Blu-ray_HUGOKAMUS

Devo repetir que meu amigo otaku tem total razão em afirmar que não posso falar daquilo não lembro totalmente; apesar que ai ele se “da mal”, porque eu podia ter citado DBZ em vez de CDZ. Mas como deixei claro no texto dos roteiros clássicos, temos outros animes que também se encaixam nessa categoria mesmo não sendo “battle shonens” como Gokukoku no Brynhildr (terror/suspense) e Oreimo (harém?), etc. Além do que eu acabei revendo CDZ e é aquilo mesmo.

Meio que só por ai eu meio que já contra-argumento também os comentários tanto do Ródi quanto do Felipe, porque eu citei animes com esses roteiros, que não são Shonens de ação + porradaria, assim como também nos Modernos, quando eu cito Nazo no Kanojo X, que não é um anime de sci-fi, e mesmo assim possui esse tipo de roteiro (moderno) — ou seja, não são apenas sci fi que são focados no mistério e num desenvolvimento mais profundo dos personagens.

Conclusão

Koi Kaze: Obra-Prima
Koi Kaze: Obra-Prima

Entendendo Assuntos Nerd e Otakus da Cultura Pop

O que são Animes Shonen, Shoujo e Seinen?O que são Animes feitos de Visual Novel? Quais são os tipos de Roteiros de Animes? – O que é uma Graphic Novel? – O que são Filmes Space Opera?O que são Épicos, Romances e Novelas? – O que são Animes e Cartoons? — Como são os Desenhos (Cartoons) da Atualidade e do que eles Falam? O que é Tsundere, Yandere, Kuudere e Dandere (Moe) dos Animes?

O que posso dizer sem dúvida, é que cada anime sendo uma obra-de-arte Única, vai depender da forma de como cada autor resolver contar sua história, e qual objetivo ele visa. Quais emoções ele quer passar e mesmo fazer com que sua audiência as sinta.

E para ser bem sincero, nada tira minha humilde opinião, que cada vez mais mangakás estão escolhendo formas diferentes das habituais de se contar uma história, mesmo que mantenha objetivos comuns, como a amizade, o amor, os épicos, etc.

Então é isso. Nos vemos aqui mesmo nas nossas outras Reviews e análises de animes, ou filmes, enfim, o que vocês gostarem mais de ler. Abraços a todos!