Arquivo da tag: Futari Ecchi

Futari Ecchi: Novos OVAS Confirmados!

E Futari Ecchi vai ganhar novos OVAS em breve! Parece que a série de mangás eróticos (Hentais mesmo) continuam bombando no Japão e além de vários Live Actions, vai ganhar mais animações. E já que está aqui, veja a Review de Futari Ecchi aqui mesmo!

Futari Ecchi: Novos OVAS Confirmados!

futari ecchiVeja a Review de Futari Ecchi aqui do Afontegeek

Tetsuro Amino, diretor de Macross 7, é quem vai dirigir os 3 OVAS com novo cast e staff.

A edição de Junho da “Hakusensha’s Young Animal Arashi magazine“, revelou o cast central dos novos ovas animados da serie de Aki Katsu, a Futari Ecchi (ou Futari H/ Manga Sutra) nessa sexta-feira.

Tetsuro Amino (Macross 7, Broken Blade, Shiki) está dirigindo e fazendo o Storyboard do anime, além de ter o roteiro de Kazuki Yamanobe (Fafner, Onegai My Melody, Potemayo) pela Production Reed. Toshihide Masudate (Strike Witches, Elf Princess Rane) é o diretor chefe de animação e character designer.

Os ovas apresentarão no seu cast:

Futari ecchi nova noticia
A Noticia oficial!

Yūichi Nakamura como Makoto Onoda/ Chiwa Saito como Rika Kawada
Sarah Emi Bridcutt como o Narrador/ Akari Harashima como Rui Tsutsumi/ Iori Nomizu como Miyuki Kikuchi e a atriz de Yura Onoda’s será anunciada mais tarde.

O novo anime que será o primeiro da franchise Futari Ecchi em 12 anos, terá 3 volumes (serão 3 OVAS) e vão contar histórias completamente novas. O primeiro episódio se chamará “Futari no First Christmas” (Nosso primeiro Natal). A história se passará sobre o primeiro natal que Makoto e Yura vão passar juntos, depois deles terem se casado, e “feito amor” pela primeira vez — que foi hilário, diga-se.

O segundo episódio se chamará “Toaru Joshi Gakusei no Second Impression” (A Segunda Impressão de uma certa Garota Estudante) e o terceiro episódio se chamará “Totsuzen Office de Third Love” (Um repentino Terceiro Amor no Escritório) — com esse título, só pode ter Tretas!

Os novos ovas estão previstos para este Outono.

Momento "chorei de rir e quase não me aguentei"
Momento “chorei de rir e quase não me aguentei”

Katsu (Psychic Academy, The Vision of Escaflowne) que tem feito Futari Ecchi, descreveu sua obra como uma “Bíblia do amor” ou um “manual do usuário” para as pessoas que estão “in love”, na Young Animal e Young Animal Arashi que estão em circulação desde 1997. O manga já vendeu 24 milhões de copias até agora — é um Hentai Sucesso de vendas!

Tokyopop pubicou as obras de Katsu: The Vision of Escaflowne, Psychic Academy, e Manga Sutra na América do Norte antes dela fechar em 2011 (vixe até nos USA!!). Media Blasters licenciou e lançou em 2002 os OVAS em DVD também nos USA sob o título de “Step Up Love Story” — são a partir desses OVAs de 2002 que eu fiz a Review de Futari Ecchi.

futari ecchi filme 2E o Terceiro Filme Live-Action (vixe foram 3!!!) baseado no manga foi para o mercado de“home video” no Japão em 2012.

A noticia inteira é surpreendente. Primeiro que o mangá vendeu cerca de 24 milhões de cópias. Amigos and Amigas, são 24 MILHÕES DE MANGAS HENTAI (só eu tô surpreso aqui?!)! Essa obra sem dúvida é um sucesso de publico, e vá lá, ao menos aqui é de Crítica também.

E claro a noticia inteira é incrível. Três novos Ovas, depois de 3 filmes Live-Action — que por acaso se alguém tiver um link pelo menos em inglês de algum dos três, por favor, deixe nos comentários!

futari

E é isso né? Estou esperando ansioso por esses 3 novos OVAS, que devem ser outro sucesso. E nossa, Futari Ecchi (ou Futari H) é bom demais viu.

Abraços!

Ann: [Link]

Futari Ecchi – Crítica do Anime: Porque Sexo Também é Amor!

E vamos direto para a Review de Futari Ecchi meus bons amigos. Lembrando que esse texto é sem spoiler algum, então pode ler sem preocupação. Caso o senhor ou senhora não saiba, se trata de um Hentai, portanto… oras, e daí? Porque Sexo Também é Amor!

Futari Ecchi – Crítica do Anime: Porque Sexo Também é Amor!

Futari_Ecchi_v13

E lá vamos nós para mais uma review de animes feita por mimzinho. Lembrando que só vou falar dos OVAs mais antigos (porque já lançaram ovas em anime mais novos) assim como não falarei do mangá, porque afinal, eu não li o dando. E que claro, também não teremos Spoilers. Sim, se trata de um Hentai-Seinen de Comédia — isso mesmo, tem algumas ceninhas +18, nada demmais.

Essa Critica está dividida em Roteiro e Direção, Trilha Sonora, Character Design e Personagens, Historia e Enredo e no fim o Sentido da obra sem  spoiler. Também teremos uma coisinha legal no final.  Só de curiosidade, o nome Futari Ecchi (casal pervertido, ou perversão a dois, hehe) é como diz na Wikipédia, “um trocadilho com Hitori Ecchi, que significa masturbação.”

Agora É Hora da Sinopse by AdminTB!

Makoto Onoda e Yura Onoda (Yura Kawada antes do casamento) são duas pessoas que vivem sua vida pacata, trabalham num emprego, coisa comum, e pelos OVAs a gente não percebe, mas eles se conheceram numa agência de encontros. O “problema” é que ambos são virgens aos 25 anos, mas se amam com um amor do tamanho do mundo! E Yura é muuito kawaai!

Roteiro e Direção

futari-ecchi-2
Humm em? É Hojee!

Ah o Roteiro... Se trata de um roteiro pós-clássico e é simplesmente um primor. O quanto eu ri com as situações, com as falas principalmente da Yura — o mulher kawaai meu Deus! — não está no gibi. Sem contar o próprio andamento que apesar de ser um pouco lento no comecinho do primeiro ova, e focar outras coisas nos dois últimos, em nenhum momento deixa a desejar. Posso dizer que é sim um ótimo roteiro.

Sobre a Direção não digo que é perfeita. Justamente o que eu falei sobre os dois últimos episódios,  ela me faz pensar que foi a maior culpada. Parecia que o diretor havia deixado de tratar do tema principal da história — quando eu tentar falar do sentido da obra ficará claro — para focar o Ecchi. Não que ela seja ruim, não é isso. No geral, cumpre bem seu papel, até se a gente pensar que só tinham quatro ovas.

futari ecchi filme 2 Sim, Futari Ecchi também ganhou uma série de filmes live-actions e acho que vale à pena dar aquela procurada deles no Google. Live Fucking Action.

Sonora

Linndo momento!
Linndo!

Para se ter uma ideia, eu nem lembro da Trilha Sonora. Acho que ela só foi eficiente nas partes mais picantes. E tirando o fato dos gritinhos à lá Japão, foi boa sim. Agora no resto do anime, nem lembro de música nenhuma… Regular.

Character Design e Personagens

O anime é de morrer de rir!
O anime é de morrer de rir!

No caso do Character Design considero eles comuns para época. Olhos bem grandes e brilhantes, cabelos que começam a se parecerem com os de Ah Megami Sama — que hoje são comuns. Não chegam a ser ruins como os de School Days por exemplo, que no começo eu nem sabia quem-era-quem.

Logo de cara a gente percebe quem é cada um, mesmo que eles sejam meio “fora de moda”. O que não causa nenhum problema nos momentos… humhumm, você sabe. Digamos que os Characters Design são bons sim.

Momento "chorei de rir e quase não me aguentei"
Momento “chorei de rir e quase não me aguentei”

Sobre os Personagens é  complicado. Diria que o autor definiu muito bem  as ideias por trás deles, porque conseguimos saber de qual personalidade estamos tratando. No caso do casal em especial, a coisa tá ótima, porque eu consigo dizer sem sombra de dúvida, que a Yura é a Yura, mesmo que ela seja kawaai além da conta.

futari 1
A irmã da Yura tentando o pobre Makoto

No caso do Makoto o mesmo. Sabemos exatamente como ele vai reagir em determinadas situações, o que ele vai fazer, de seu caráter. O autor foi feliz nos dois. No caso da irmã dela, a Rika Kawada, que vai nos render momentos VIXE; da prima dele, a ginecologista Kyouko Omiya — que o autor vai usar de forma genial para falar abertamente — temos também bons personagens.

No caso do resto, como os pais e os vizinhos temos ideias gerais de personalidades. Nada genial, mas no todo os personagens são realmente muito bons.

Historia e Enredo

futari
Você vai melhorar Makoto! rsrsrs

Posso lhe dizer que não tem História. No fundo é só um casal que se ama  muito e muito, e que portanto quer satisfazer sexualmente um ao outro. Mas que exatamente porque se amam demaais, que eles vão tentar. Voltando à história, meio que é por ai, um casal que está começando no mundo do Kama Sutra e que se vê em situações Hyper-Sequices.

Falando do Enredo, como não tem história mesmo, o foco é todo nele. Situações, vizinhos, enfim, a vida de um casal recém casado. Para falar a verdade, vendo eles naquele “love” todo, não tenho dúvida que assim que o amigo/a assistir, vai sentir uma vontade louca de se casar com alguém que ama de verdade — como eu fiquei!

Sentido da Obra e ConclusãoFutari_Ecchi_v12

Apesar de não ter spoiler, aviso, leia se quiser — eu não vejo motivo para fazer outro texto. O anime, ao meu ver, fala da descoberta sexual a dois. De um querer fazer o outro sentir prazer, de um amar tanto o outro, que quer aprender mais e mais sobre o outro, e sobre o sexo. Sem esquecer da vida de casal é claro. Na verdade, é como se o autor estivesse nos dizendo: “Sexo quando se Ama alguém é Amor, e nada mais natural para aqueles que se amam, que tentar fazer o outro cada vez mais feliz.

Nas palavras do autor Katsu Aki:

Esse não é apenas um mangá erótico. É um mangá sobre sexo com a intenção de se tornar para o leitor, uma bússola para orientá-los, eles mesmos, no mundo do amor[Ui!]. Eu o fiz na esperança de que ele seja o texto sagrado para pessoas que sonham viver uma maravilhosa estória de amor! “Oh yes”, de verdade!

Fonte Wikia in inglês: [Link]

Depois do comentário meio “bicho-grilo” do autor — que parece de alguém que lê e pratica mesmo o Kama Sutra — eu me vou-me!

Abraços aos otakus e aos nerds!

futari ecchi filme

(Trailer do Segundo Filme Live Action de Futari Ecchi; parece que ao todo foram 3 filmes assim… Vale à pena ou não vale?)

Fontes, Noticias e Trailers:
Wikipedia [Link]/ Wikia: [Link]/ Trailer do Segundo Filme [Link]

School Days – Critica do Anime: Porque Malhação é para os fracos!

E vamos nós para mais uma Crítica aqui no Afontegeek, desta vez sobre o anime School Days. Este é um texto sem spoilers, portanto não precisa ficar preocupado. Se quiser ver a Review sobre o anime com spoilers, basta Clicar Aqui! Vem comigo!

Essa carinha de felicidade é só para enganar, porque elas Sofrem pacas!

School Days – Critica do Anime: Porque Malhação é para os fracos!

E lá vamos nós para mais uma crítica numa série de textos que  tenho aqui no humilde bloguinho sobre animes, como Nazo no Kanojo X e Guilty Crown — cliquem nos links para ler. Mas hoje nós vamos falar de um anime cujo público alvo é…

Essa crítica terá nessa ordem, Roteiro e Direção, Trilha Sonora, Character Design e Personagens, Historia e Enredo, lembrando que sem spoilers. Somente no texto sobre a Review de School Days (com spoilers) que a gente  discute como amigos e com toda a humildade de um simples nerd, o Sentido da obra como um todo.

-E qual o público do anime, afinal?!

Antes disso porém, The Mine Sinopse!

School Days se trata de um um anime meio-Harém/Echii e Seinen (não é  romance, nem tragédia…) que conta a estória do estudante de ensino médio Makoto Ito cujo vem admirando uma mina peituda durante a ida para o colégio, no metrô. O nome da moçoila: Katsura Kotonoha. Ele meio “sem querer” tira a foto da ‘pequena’ pelo celular.

Ao chegar na escola e sentado ao lado da (quero uma para mim!) Sekai Saionji, que acaba vendo a foto também sem querer, promete unir os pombinhos. Depois de ambos se conhecerem graças às intervenções da casamenteira, esta que de boba não tinha nada, pede e rouba como pagamento um beijo, do Charlie Harper japonês…e ai, começaram os problemas.

Agora… Vamos à Crítica!

Roteiro e Direção.

Quero uma Sekai pra mim *-*

Nos últimos tempos andei vendo alguns animes cujos roteiros pareciam seguir uma certa linha de argumentação, mas que depois viraram 180º. Apesar da virada, mantiveram a linha do roteiro. E é quase isso que ocorre nesse belo anime. Apesar de parecer que a história muda de uma hora para outra, ou que mesmo o estilo do roteiro se transforma — de um Roteiro Clássico para um Moderno — a coisa se mantém.

Tanto o roteiro é clássico e comum, quanto a própria história cuja permanece seguindo a mesma linha argumentativa desde o início. Não vou falar mais do que isso… Porque quero falar da história, na História, claaaro! Sobre a Direção, posso dizer que ela foi extremamente inteligente. Apesar de parecer que estamos vendo um Harém, o diretor escolhe por motivos que ficam óbvios depois, dar ênfase ao sentimento das meninas.

Ou seja, se você espera ver um cara feliz se dando bem com as moçoilas, tire o cavalinho da chuva. Aqui o negócio é o inverso. O que vemos são os sentimentos delas, sofrendo muito porque o cara é um pegador. A coisa só não fica insuportavelmente chata porque mais uma vez o diretor ou diretora foi um gênio. Encheu o anime com ecchi não houvesse choro.

Trilha Sonora

Taí um coisa interessante. Eu como bom metaleiro e tocador de violão, acho que tenho um ouvido musical. Pois é, as lembranças não são boas da trilha sonora dessa animação. Não que ela seja ruim/péssima, mas só pelo fato de não chamar minha atenção, posso dizer que foi regular. Também não lembro dela ter atrapalhado enquanto eu assistia. Por incrível que pareça recordo de ótimos minutos de silêncio enquanto via o anime. Fiquemos com regular.

Character Design e Personagens

isso não vai dar certo…

Agora o bicho pega. Eu simplesmente odiei o character design dessa animação. Demorei uns três episódios só para saber quem era quem — tirando a Kotonoha porque ela tem peitos. Até os meninos não se diferenciavam muito das meninas!

Aqueles olhos grandes… Acho que a única coisa que posso falar bem é sobre o ecchi. Não bem como obra de arte — que eu já vi, como em Futari Ecchi — mas tenho certeza que os fãs vão adorar cenas assim: “Meninas sentadas conversando sobre os namorados. O câmera-man japonês vem de baixo da saia e sobe para os olhos. Depois desce para o sutiã…”

Sobre os personagens, o anime não é focado na descoberta sexual do Makoto, ou no que os guris podem sentir. Estamos falando abertamente das meninas aqui. O problema é que ao menos eu, não vi a profundidade necessária para se construir uma personagem. Vou explicar. Um ‘alguém’ que você cria enquanto escreve, não possui somente seus gostos, crenças e motivações. Ele possui toda uma forma de lidar com certas situações, na descoberta do mundo, e tudo influi muito com as crenças anteriores. Complicado não?

Setsuna, sou seu fã! Mas prefiro a Sekai..hehe

Aqui não senti algo assim. Temos “a menina que gosta do cara e vai fazer de tudo para ficar com ele“, “a menina tímida crescida num ambiente cultural japonês clássico“, “a baixinha cheia de sentimentos escondidos”.

E por ai vai. Num termo lógico, digamos que são Representações Gerais de pessoas cujas devam existir. São como ideias que fazemos de algo. Por exemplo, quando digo ‘cadeira‘ falo de todas as cadeiras.

Quando digo ‘menina tímida’ falo de todas as meninas tímidas. E não de uma em especial, cuja maneira de sentir o mundo difere de todas as outras, como você leitora que pode estar me lendo.

Portanto, apesar de haver uma exploração tremenda e excelente do universo feminino, não sentimos elas ‘vivas‘, mas ao meu ver, aspectos gerais de certas personalidades: “A menina que gosta de dar, vai dar; a tímida não gosta de ser tocada”. Etc, etc.

Historia e Enredo

Como mulher sofre…meio novela né?

O enredo se mostrou muito interessante. Por mais que pareça mudar seus caminhos no decorrer da história — eu tomei vários sustos! — ele é muito pontual. Sabe bem quais caminhos está seguindo desde o início, e mesmo que você não perceba num primeiro momento o que deve acontecer, vai gostar do que se dá. Taí, gostei muito do enredo.

A história meus amigos, é que o couro come. Como disse acima, não houve uma mudança de paradigma em momento algum, mas ela vai te espantar; ao menos eu senti esse espanto. De maneira geral, o anime que fala para as meninas — e mantém os meninos assistindo pelo ecchi, porque tem um objetivo próprio — mantém o tempo todo um sentido dual. Que explico melhor na Review (com spoilers).

Conclusão

A Tímida ou a Safadinha, qual você escolhe?

Temos altas doses de ecchi. Adianto que o anime vai te dar alguns (ótimos) sustos. Vai te prender para saber até aonde a pegação do Don Makoto vai parar, ao mesmo tempo que vai te fazer sofrer bastante com as pobres das meninas. Que lado você escolheria? Ser um menina que vai mesmo buscar o seu amor, mesmo que sendo de outra, ou Aquela que por ter sido criada de uma forma mais dura, cresce tímida e é traída pelo seu amado? Você se negaria como pessoa em algum momento, por ele, sendo qualquer uma das duas?

-O público alvo é o feminino, mas por algum motivo, o autor/diretor quer os guris vejam também. Claro que o ecchi é para geral, mas vocês entenderam.

Se recomendo? Recomendo pacas, desde que você tenha coração e figado fortes! O final também vale muiito à pena os 12 ep, hehe. E só posso falar mais da obra dando Spoiler…Então clique aqui para ver o Conversando sobre Animes de School Days, que já está online! E ele não é bem um harém, não é romance, não é tragédia nem drama. Por quê? Só teremos a resposta no Conversando sobre o sentido da obra 😉

Ficha do Anime:
Light Novel/Autor:Tome Okada
Mangá/Autor:Sakazuki Homare
Anime/Direção: Keitaro Motonaga
Estúdio:TNK/ Nº de episódios: 12

Nota do anime:
8,0/10 na escala Geass,
onde só Code Geass é 10, 🙂

Abraços!