Arquivo da tag: Clannad

Mashiro-iro Symphony: Love Is Pure White – Review: Como não gostar de uma mulher Sábia?

Vamos agora para a review de Mashiro-iro Symphony: Love Is Pure White no nosso “Conversando sobre Animes“. Dá até saudade falar deste harém que foi um dos que mais gostei. É sempre um prazer fazer boas indicações de animes! Boa leitura!

Quem ficou com ele? A Tsundere ou a menina doce que cuida d eum pokemon?
E o mundo inteiro achou que ele ia ficar com a loirinha…ainda bem que não, rs!

Mashiro-iro Symphony: Love Is Pure White – Review: Como não gostar de uma mulher Sábia?

Lá vamos nós para os texto que gosto de fazer. As críticas sempre dão um pouquinho mais de cansaço, portanto poder fazer um “conversando sobre animes” é sempre prazeroso: Aqui o Link da Crítica (sem spoilers) para quem ainda não viu. Vou logo avisando, este texto está repleto de Spoilers, logo leia por sua conta e risco.

Rota da Miu

mashiro-iro-symphony-the-color-of-lovers-03

Vou falar primeiro sobre a Amaha Miu. O anime foi feito usando a rota dela. Lembra que ele foi feito baseado num game Visual Novel Eroge? O anime usa a rota dela para contar a história, portanto nada mais normal que eles terminem juntos mesmo. Foi um ótimo trabalho do diretor, usando a rota da Miu mas preservando a historia como um todo. E sem precisar recorrer ao ecchi ou ao hentai que o game deve ter; ele ficou apenas no romance e construiu bem o argumento do anime por inteiro.

E eu confesso que de todas, a Miu é a que mais gosto! Doce, gentil, forte porque em nenhum momento revelou que gostava dele — ela sabia que as meninas gostavam dele também — sempre foi paciente, esperando “a vez dela”. A coisa foi tão interessante que em certo momento eu achei que ela ia dar um fora no Shingo! Vejam só! Seria o primeiro harém aonde a personagem escolhida ia dar um fora no rapaz!

(Trad: Seria estranho eu dar tchau assim, então, está tudo bem se formos para o parque de novo?) -- SIM!!!
(Trad: Seria estranho eu dar tchau assim, então, está tudo bem se formos para o parque de novo?) — SIM!!!

Mas o mais legal dela, é que ela era a única mulher de todas ali. A Sena e a Inui simplesmente não sabiam lidar com o Shingo. A verdade é a que Inui parecia amar ele mas tinha medo. A impressão foi que elas em geral, por talvez estudarem num colégio só para meninas, não sabiam lidar com garotos.

Talvez fosse esse o motivo da Sena não querer eles lá — ao ver que o Shingo, o rapaz que ela gostou à primeira vista também estudaria lá, ela entrou em parafuso — uma com medo, outra confusa.

Um dos ótimos momentos do anime -- Sim eu achei que ele fosse levar um fora!!!
Um dos ótimos momentos do anime — Sim eu achei que ele fosse levar um fora!!!

Mas além disso, a Miu era mais madura. Não por trabalhar ou  saber lidar com homens, ela era mulher já, no meio de meninas. O Shingo não se apaixonar por ela seria burrice, ao meu ver.

Contudo foi comovente ver como a Sena percebeu que o Shingo gostava da Miu. E será que a Sena pensou que talvez a Miu fosse mulher de mais para o caminhãozinho dele, e lhe desse um pé na bunda? Enfim, a Miu deixou o não acreditar que ele também a amava e o bem querer das outras meninas, para aceitar o cara, afinal, ele era prestativo!

Um Easter egg inesperado

O Pokémon!
O Pokémon!

Vem direto do amigo Ueda que me indicou Mashiroiro. Ele falou sobre o gatinho esquisito que parece um pokémon: a Pannya-chan, que não falei nada até aqui. Para mim ela sempre foi o lado amoroso da Miu e o cuidado com o meio ambiente — fala sério, o episódio final é um saco.

mashiro2Mas Ueda me explicou que a Pannya-chan representa cada um de nós que viu o anime. Como se nós estivéssemos dentro do anime, compartilhando a visão dela, sendo a Pannya-chan. E o final dela se despedindo do casal — que agora já havia amadurecido ainda mais — é uma forma simbólica preparada pelo autor, para dar um adeus dele e da equipe, para nós que acompanhamos tudo. Nas palavras do Ueda “quem sabe, talvez um até breve“.

A Sexy Miu, a Surpresa, o Moe e como o Amor Dói!

Esse episódio foi muito bom!
Esse episódio foi muito bom! E haja censura, rs!

E falar mais o quê da Miu? Sexy, Moe, nua, vendo o Shingo voltar e dizer: ‘ah é você?’ E do beijo dele apertando a bundinha dela? Nossa…Aquilo foi extremamente mítico! É assim mesmo que se beija uma mulher como a Miu. Orgulho viu!

Ali sim, ao meu ver, foi o final. O episódio 12 pode ter todo o apelo simbólico do adeus, mas nunca gostei daquele gato esquisito e o final foi um saco. O episódio 11 que foi de fato o final, na minha opinião.

Eitaa!
Eitaa!

Outra coisa interessante, foi que apesar da trama começar com a Sena e ela ser muito presente na história, desde algum ponto do inicio que o autor já nos vinha dizendo quem o Shingo iria ficar, e vice-versa — ele ficava mais confortável com a Miu, que era mais madura que todas as outras, como eu já falei mais de mil vezes. E sim! Austin Powers Aproves! Oh Baby Yeah!

E por que tanto moe meu Deus? Por que elas são tão Kawaai assim? Nossa…Salvo mesmo a Sena, a irmã dele, e a Miu.

Claro, o Amor Dói!

E haja sofrimento...
E haja sofrimento…

Também não posso deixar de falar sobre “como o amor dói”. Além do “ser prestativo e cavalheiro atrai minas” — o que é uma das verdades — uma das coisas que lembro é que Todas as meninas sofreram. E olhe que tem tempo que vi o anime. Acho que a maid foi a que menos sentiu, mas no geral, deu dó de quase todas!

E por fim, os finalmentes.

Shingo, porque não basta ser cavalheiro, tem de ser prestativo!
Shingo, porque não basta ser cavalheiro, tem de ser prestativo!

Agora que temos o sentido da obra de que o amor é puro, quando verdadeiro, paciente e apaixonado — e a mina é sexy claro. Também que Mulheres de verdade atraem Cavalheiros e vice-versa. E sobre as outras meninas penso que crescer é uma constante e todos aprendem com o primeiro amor e os pés-na-bunda que se levam  — tá parecendo auto ajuda isso!

Vivenciar o amor mesmo o não correspondido, penso que nos diz o anime, já nos permite crescer um pouco mais. E eu concordo.

A Mãe da Miu (Amaha Yuiko) e um dos poucos momentos engraçados do anime -- Poooxa nem sei de quem gosto mais, se da mãe ou da filha, rs (Trad:Então quando é o dia que vamos dormir juntos e nosso relacionamento terá fruto?)
A Mãe da Miu (Amaha Yuiko) e um dos poucos momentos engraçados do anime — Poooxa nem sei de quem gosto mais, se da mãe ou da filha, rs (Trad:Então quando é o dia que vamos dormir juntos e nosso relacionamento terá fruto?)

E Ah…como a Mãe da Miu, a Amaha Yuiko, me causou boa impressão. Dá pra saber da onde a filha pegou tanta beleza. Aquilo que é sogra! De fato, panela velha que faz comida boa!

Enfim, ficamos por aqui, Abraços!

Fontes:
Comentário do Ueda no Animes ADV [Link]
Wikipedia [ING]: [Link]
MyAnimeList:[Link]

Mashiro-iro Symphony: Love Is Pure White – Crítica do Anime: Porque não basta ser Cavalheiro, tem que ser Prestativo!

Bem-vindos à Crítica de Mashiro-iro Symphony: Love Is Pure White, um dos melhores animes haréns que já vi, e que sempre indico para quem quiser e amar o gênero. Lembrando que este texto não tem nenhum spoiler, e caso o amigo ou amiga queria ver um com Spoilers, Basta Clicar Aqui . Boa leitura e bom anime!

mashiro-iro-symphonyMashiro-iro Symphony: Love Is Pure White – Crítica do Anime: Porque não basta ser Cavalheiro, tem que ser Prestativo!

Bem pessoal, depois de ficar meses sem fazer os textos que são o motivo real deste blog, que são as críticas/reviews de anime, venho falar de um dos haréns que mais gosto. É até engraçado trazer algumas palavras sobre Mashiroiro Symphony: Love is pure white, porque esse foi um daqueles animes que sim, o que eu queria que acontecesse, aconteceu! E como isso é raro… Caso você já tenha visto o anime, tem outro Texto Aqui com muitos Spoilers

Outro ponto interessante é o meu gosto por ‘haréns’. Até hoje não sei bem o motivo, mas enfim. Mashiro é um harém que veio de um game Visual Novel eroge de mesmo nome, cujo rendeu três mangás seinens e mais a adaptação de anime que vamos falar aqui — sem contar CDs Dramas. Mas antes de tudo…

Minha SiNopse!!

Eitaa!
Eitaa!

Mashiroiro Symphony começa com o macho alpha da vez, Shingo Uryuu procurando por sua irmã Sakuno Uryū que estava voltando do Shopping. Depois da bateria do celular dela acabar, por ‘sorte’ ela encontra Airi Sena (a Tsundere), que ajuda todo mundo a se reencontrar feliz da vida.

Mas o anime começa porque Shingo e sua irmã que estudam num colégio ‘normal’, estão de mudança para o colégio da Airi que é somente para meninas. Airi num estardalhaço só, filha da diretora, deixa claro que é contra a vinda do pessoal normal para a escola sensacional all-girls dela. Durante o almoço e chateado ele conhece uma garota mais velha que procurava um gato esquisito, e outras que vão aparecendo para formar o harém.

Esta Crítica que NÃO terá Spoilers, conta com Roteiro e Direção, Trilha Sonora, Character Design e Personagens, Historia e Sentido da obra. Aqui o Link da Review com muitos Spoilers!

Roteiro e Direção

A Mãe da Miu (Amaha Yuiko) e um dos poucos momentos engraçados do anime -- Poooxa nem sei de quem gosto mais, se da mãe ou da filha, rs (Trad:Então quando é o dia que vamos dormir juntos e nosso relacionamento terá fruto?)
A Mãe da Miu (Amaha Yuiko) e um dos poucos momentos engraçados do anime — Poooxa nem sei de quem gosto mais, se da mãe ou da filha. (Trad: Então, quando é o dia que vamos dormir juntos e nosso relacionamento terá fruto?)

Falando do roteiro. Sinceramente? Ele é extremamente arrastado. Para falar a verdade, só vi roteiros piores em EF: A Tale for Memories por exemplo. Outra coisa que realmente senti falta no anime, foi a total falta de comédia. Nunca entendi como se faz um harém com pouquíssimas cenas engraçadas — as poucas são protagonizadas pela Miu e sua mãe.

Mas ele é ruim assim? Nem pensar. Todas as falas e as cenas bem escolhidas pela Direção, integram um todo coeso, bonito e de fácil compreensão. A verdade é que apesar de parecer ‘demorado’, ele brilha pela escolha correta das tramas do romance, das conversas entre os personagens, e das cenas mais que perfeitas.

Trilha Sonora

Miu e seu gato esquisito que parece um pokémon, e que eu não quero falar dele!
Miu e seu gato esquisito que parece um pokémon, e que eu não quero falar dele!

Como tem mais de um ano que vi o anime, não vou poder falar muito da trilha. Ela não é nenhuma maravilha como Guilty Crown ou Clannad, mas não recordo de ter ficado incomodado. Ela não traz uma sensação condizente com as cenas, como as de Nazo no Kanojo X ou ARIA, ou seja, não é algo marcante para o que acontece no anime. Dou um razoável.

Character Design e Personagens

Sena e seu jeito Tsundere extremamente kawaai
Sena e seu jeito Tsundere extremamente kawaai

Quem ler os meus textos mais antigos, sabe o quanto eu fugi do MOE. Explicando por alto, moe é parecido com o pin-up do início do século XX aqui no ocidente. O que é pin-up? É mostrar, sem mostrar. É sexy com pouco ecchi. É ter uma carinha de anjinho com um sorriso lindo, mostrando que tem uma bela mulher escondida.

Ficou meio poético, mas o moe é geralmente usado para trazer otakus e esquecer principalmente do sentido da história. Para minha sorte, 95% dos animes moe que vi, tinham um belo sentido por trás de tudo.

mashiro symphony todas as meninas
Da esquerda para a direita: Sana Inui (tsun/maluquinha). Miu Amaha (mais velha das meninas que cuida de um ‘pokémon’), Angelina Nanatsu (a maid o.o), Sakuno Uryuu (irmã do rapaz), Airi Sena (Tsundere)

E esse é o caso aqui também. O anime dosa  em todas as as personagens femininas o belo design que possuem — eu diria que há uma forçassão de barra somente na Nanatsu Sewell, a menina maid. Mas ainda assim, o herói da vez torna até ela uma personagem interessante.

Já falando das Personagens, temos um painel clássico: uma irmã — que aqui ajuda o Shingo dando conselhos  — a Tsundere Sena, que me pergunto até hoje porque foi tão contra à união das escolas. Temos a Sana Inui que é meio tsun/meio maluquinha e claro, a Miu que cuida de um pokémon.

E haja sofrimento...
E haja sofrimento…

Cito como interessante em todas as personagens, que elas realmente sofrem com tudo. Eu não vou falar muito para evitar spoileres — até porque o sentido da obra já está chegando — mas é inegável dizer que, apesar de ninguém ter real culpa do que acontece, você sente ‘pena’ das meninas. Mesmo a ‘escolhida’, você consegue sentir o alívio que foi poder demonstrar o que de fato sentia. Ponto para o roteiro e para o diretor que soube bem dosar o moe delas, com o sentimento que elas carregam.

História e Sentido da obra

Me olha assim não Sena! :)
Me olha assim não Sena! 🙂

Temos uma espécie de “easter-eggs” no Conversando sobre Mashiroiro Symphony, então se você já viu esse anime, vejam o post com Spoilers também. Devo começar dizendo algumas palavras sobre a classificação. Apesar da forte carga emotiva do anime, não acho que ele possa ser categorizado como seinen — que é a do mangá, que não vi.

Apesar de animes que vieram de Visuais Novel eroges serem seinen mesmo, e esta ser portanto a oficial dele — Harém Seinen — eu creio que não é para tanto. Não recordo de vermos problemas reais tratados no anime. Eram coisas realmente adolescentes,  e o quinteto amoroso que ele é. Diria que ele é um harém de romance.

Será que a coisa fica mais parelha entre a Tsun e a Moe?
Será que a coisa fica mais parelha entre a Tsun e a Moe mesmo?

Sobre a História, como disse, ela é linear e bem contada. Mas sugiro que preste atenção em cada fala das personagens. Todas são bem dosadas e coerentes. Sobre o Sentido do negócio todo, além de dizer que “o amor dói”,  devo acrescentar que é uma verdadeira aula de como tratar as mulheres.

Claro que têm mais coisas — Sem spoilers! — mas se eu comparasse com School Days, aonde o Makoto é um cafajeste tosco, diria que o Shingo é um perfeito cavalheiro. Digo mais, ele é ‘prestativo’. Não sei se ser prestativo é o principal para se conseguir minas, mas parece ser sem dúvida um dos pontos principais. Acrescente isso ao amor realmente paciente, apaixonado e verdadeiro, que temos mais ou menos como é o anime.

Shingo, porque não basta ser cavalheiro, tem de ser prestativo!
Shingo, porque não basta ser cavalheiro, tem que ser prestativo!

Então é isso. Esse é dos haréns que mais gosto e que sempre recomendo. Apesar de ser meio ‘chatinho’, ele é realmente belo. Mashiroiro é de fato, um romance deveras recomendado.

Abraços!

Fontes e Ficha do Anime:
Visual novel: Palette
Autor dos mangás: Futago Minazuki
Diretor do anime: Eiji Suganuma
Escrito/ Roteiro: Team Rikka
Wikipedia [ING]: [Link]
MyAnimeList:[Link]

Nota: 8,5, porque só ARIA é 10!

25 Melhores Casais de Animes escolhidos pelos Japoneses!

Que tal mais um Top Listas? Desta vez temos os 25 Melhores Casais de Animes escolhidos diretamente pelo público japonês. Você aí do outro lado, concorda, discorda da lista, acrescentaria mais algum casal? Comente aí sua opinião! Eu também digo o que eu pensei no final do post.

25 Melhores Casais de Animes escolhidos pelos Japoneses!

CLANNAD casalEssa notícia foi indicada pelo amigo Nekomimi —  ele estava  muito feliz que Urabe e o Tsubaki, o casal do anime Nazo no Kanojo X (que tem Review e Primeiras Impressões no Site) estarem numa lista de “melhores alguma coisa” e confesso que eu também, hehe.

Antes de tudo e qualquer coisa, quero dizer que do 11º ao 25º, eu que fui lá no site Biglobe e fiz um trabalho árduo de pesquisa e tradução dos nomes dos animes e personagens, então se tiver algum errinho aí, deixa o comentário que eu mesmo corrijo.

Vamos a eles então!

25 Melhores Casais de Animes escolhidos pelos Japoneses!

1. Shinichi Kudo × Ran Mouri (Detective Conan)

2. Kirito × Asuna (Sword Art Online)

3. Touma Kamijou × Mikoto Misaka ( A Certain Magical Index)

4. Koyomi Araragi × Hitagi Senjougahara (Bakemonogatari)

5. Syaoran Li × Sakura Kinomoto (Cardcaptor Sakura)

6. Ryuji Takasu × Taiga Aisaka (Toradora)

7. Kyosuke Kosaka × Kuroneko (Ore no Imouto)

8. Haru Yoshida × Shizuku Mizutani (Tonari no Kaibutsu-kun)

9. Tomoya Okazaki × Nagisa Furukawa (Clannad)

10. Haruhi Suzumiya × Kyon (The Melancholy of Haruhi Suzumiya)

11. Kuronuma Sawako x Kazehaya Shouta (Kimi ni Todoke)

12. Ayuzawa Misaki x Usui Takumi (Kaichou Wa Maid-Sama)

13. Jintan (Inn Sea Jin Tai) × Menma (Honma Meiko) (Ano Hana)

14. CC (C-Two) × Lelouch (Code Geass: Lelouch da Rebelião R2)

15. Ranma Saotome x Akane Tendo  (Ranma 1/2)

16. Eureka × Renton (Eureka Seven)

17. Jogando Mamoru × Usagi Tsukino (Sailor Moon)

18. Kururugi Suzaku × Euphemia Li Britannia (Code Geass: Lelouch da Rebelião R2) [mesmo número de votos]

18. Nike x Kukuri (Mahōjin Guru Guru – Magical Circle Guru Guru)

20. Miyu x Kanata (Daa! Daa! Daa!UFO Boy )

21. Hōtarō Oreki x Chitanda Eru (Hyouka)

22. Yaegashi Taichi x Inaba Himeko (Kokoro Connect)

23. Kraft Lawrence × Horo (Spice and Wolf)

24. Tamahome x Miaka Yūki (Fushigi Yug – Mysterious Play)

25. Tsubaki Akira × Urabe Mikoto (Nazo no Kanojo X)


Vamos Shipar e Shipar um pouco mais

bakemonogatari senjougahara
Senjougahara de Bakemonogatari

Mais uma vez não entendo os japoneses, sinceramente. Na verdade gostei e muito da lista, mas afinal de contas, o que o Kirito e Asuna estão fazendo aí?! Enfim, como sempre deixe em negrito os casais que mais gosto — notei que tem um monte de casal de shoujo, obviamente. Era de se esperar afinal de contas.

Destaque para a Senjougahara de Bakemonogatari — nunca vou entender a loucura de temporadas que se transformou essa série — que lembra muito a Urabe Mikoto. Como a Urabe ela também gosta de tesouras, mas no caso, acho que ela prefere grampeadores — Medo! Sou só eu, ou você também gosta dessas taras?

toradoraEntão temos Ryuji e Taiga do belo Toradora, o Kyosuke com a Kuroneko, veja bem, com a Kuruneko, do anime Oreimo (que também tem uma review da hora por aqui). O Tomoya com a linda Nagisa, que considero, eles sim, senão o melhor, pelo menos um dos melhores casais de todos animes que já vi. CC e Leleuche, que bom, não são o melhor o casal — nem acho que eles são um casal — mas merecem estar aqui.

craft_lawrence gray_hair horo long_hair orange_hair red_eyes shortCitando claro, a sábia loba Horo e o caixeiro viajante Lawrence, que estavam perfeitos na primeira temporada, mas ai deram uma ‘moezada‘ na Horo na segunda, fazer o quê? Contudo também são ótimos — também temos uma review aqui no site de Spice and Wolf Sim a gente tem um monte de review do anime porque eu gosto de fazer reviews de anime.

Também preciso citar que fiz o especial cosplay da Horo aqui no site. Por que eu preciso citar? Porque eu quero, o site é meu e também curto fazer especiais cosplay quando dá na telha. Recomendo os dois posts.

ova de nazoE por fim e ainda mais importante, a Urabe e o Tsubaki que deram uma aparecida e fizeram fãs como eu fazer esse bendito post. Sim eu gosto bastante de Nazo e já reli o mangá várias vezes, assim como o anime. Eu shippo? Cara… o verdadeiro motivo de eu ler tanto Nazo é a escrita sem igual do autor, Ueshiba Richi, que sempre me lembrou um pouco Machado de Assis — é a minha lembrança, não me julguem!

Assim como também sempre curti o estilo de ecchi que tanto o mangá, quando o anime têm. É algo assim… “cult”, se é que possível haver um “ecchi cult”, mas digamos que é diferente de um Kiss X Sis por exemplo. Acho que vale à pena vocês conhecerem pelo menos o anime de Nazo. E verem nosso Top 15 Animes Ecchi (porque jabá nunca é demais).

ah megami sama 1De todos esses casais só senti falta  mesmo da Belldandy e o Keiichi … mas aí seria pedir demais. Fico feliz como ela ficou. Acho que é ship o bastante. Mas e vocês, curtiram? Queriam outros casais? Deixem ai seus comentários danadinhos.

Abração!

Fonte:
SankakuComplex [Link]
Anime Biglobe [Link]

Little Busters: Refrain – Confirmada Segunda Temporada do anime – E um pouco sobre a Key, Animes e Visual Novel!

Essa é uma notícia especial para mim porque sou grande fã dos autores da Key/ Visual Arts que são os responsáveis por obras como Angel Beats e Clannad. Confirmada segunda temporada de Little Busters: Refrain.

Little Busters: Refrain – Confirmada Segunda Temporada do anime – E um pouco sobre a Key, Animes e Visual Novel!

Rin-Natsune-little-busters-32581044-2000-1408

Essa última ganhou até uma homenagem em um anime shoujo, ou seja, para meninas. E se me permitem, eles mudaram toda a indústria japonesa, tanto de games como de animações.

Têm também influenciado diversos outros mangakás, diretores de animes e tudo mais. A própria ascensão da Kyoto Animation, que me desculpem, mas penso que ainda faz mais moe que história, mostra bem o desenvolvimento que a Key emprega em suas obras.

Enfim, como fã, acompanho a página “oficial” do Facebook da Key, e também noticias direto de sites como Animelist aonde outros fãs publicaram o produtor do anime nos dizendo que teríamos segunda temporada; então era questão de tempo que saísse a notícia em sites como o Sankaku Complex

little-busters-refrain-4

Fiz uma breve tradução do Animelist para a gente ver, nas palavras de Kawase Kohei, o produtor da Warner Entertainment Japan:

“Nós sabemos que era impossível contar toda a história só com a temporada atual. Nós prometemos animar todo o cenário do jogo. Eu não posso deixar claro aqui, mas você sabe o que isso quer dizer, certo? Se você assistir o 26 ep. , terá a mensagem que você quer. Por favor não fique com dúvidas/desconfiado. Os arcos de seus personagens favoritos certamente serão animados. Nós sabemos que 26 episódios é muito pouco.”

Fonte:Norainu Kyodai no Gyokai Jiji Hodan! on Ustream
Modified by Naruleach.

Aqui o Teaser o oficial:

little busters

O que ele quis dizer com “Cenário do jogo” seu Tassio?

Para a coisa ficar clara, A Key/ Visual arts, é uma equipe que trabalha no desenvolvimento de jogos tipo “Bishoujo” e “Eroges”, que por causa do grande sucesso de público e crítica, tiveram algumas de suas obras transformadas em Animes. Tá mais complicado ainda?

o kami dos eroges..eita anime bom!
Kami nomi: o kami-sama dos games bishoujo..eita anime bom!

O que são games Bishoujo e Eroge?!!

Games Bishoujo são aqueles com “meninas moe/bonitas” em traço de mangá, que você deve escolher durante o game e decidir o caminho a seguir. O mesmo vale para os “eroges”, mas nestes, temos sempre cenas de sexo. Sim os eroges sao +18…

Para resumir, são jogos que você deve conquistar a menina, ou todas elas, e se for um eroge, terá uma bela cena de sexo no final para te recompensar, hehe. Ao meu ver, a Key/ Visual Arts mudou o mercado com seus jogos, que são com temática sempre profunda, realista e carregada de Drama. Alguns fizeram tanto sucesso de público e critica que viraram os animes que conhecemos. — Eu tô aqui doido para transformarem Planetarian em anime!

oreimo-img-1
irmãzinha chata que é adorada no japão, ganhou segunda temporada…aff

Aliás…

Animes como Kami nomi zo Shiru Sekai e Oreimo tratam desses jogos. Sendo que no último episódio da segunda temporada de Kami nomi, não tenho dúvida que tem uma homenagem linda à Key, “com o melhor jogo” que o personagem principal jogou. E no caso de Oreimo, uma comédia aonde é a irmãzinha que adooora jogos adultos, O.o…

hyouka

Mass…por que eu falei da Kyoto Animation? Animes como Kanon 2006 e Clannad tiveram sua versão animada feita pela própria Kyoto. Foi daí que ela teve a experiência para fazer animes como Hyouka, que foi aclamado no Japão ano passado — agradeçam à Key, hehe.

Espero ter ajudado. Então Segunda Temporada Confirmada, provavelmente com a mesma produtora — a JC Staff — e como venho dizendo, no meu ver, Little Busters foi melhor anime de 2012.
Estou louco para ver a continuação!

ps: Ahh como eu queria poder confirmar a segunda temporada de Nazo no Kanojo X também…

SankakuComplex [Link]
AnimeList [Link]

Top 25 Animes que Deveriam virar Filmes segundo os Japoneses!

Com o aumento de animes adaptados para o cinema (haja visto Ghost in the Shell não é verdade?), os fãs de Animes ajudaram a fazer um ranking daqueles que eles esperam, um dia se tornem filmes e apareçam nas telonas. Claro que a maioria dos filmes de animes se tornam completas aberrações, que o diga Dragon Ball Evolution, mas mesmo assim os fãs japoneses têm fé de que Hollywood acerte a mão — só Deus sabe porquê. Vamos à lista!

Top 25 Animes que Deveriam virar Filmes segundo os Japoneses!

sao

E mais uma vez num Ranking feito pelo BigGlobe, que parece sempre aparecer aqui no Afontegeek, hehe, direto do SankakuComplex. E imaginem só, o link ainda está no ar, pelo menos no site do Sankaku. Então na dúvida vão lá checar seus adoradores de Fake News! A lista já está aí há tanto tempo que eu acho que merece ser apreciada… ou odiada se for o caso e você gostar de odiar listas aleatórias.

De certo só duas coisas: eu não concordo com a maioria dela e deixo um pequeno comentário a respeito disso bem no fim do post. Acho que no mínimo vale à pena conhecer para gente ter aquela noção mais ou menos de como são os gostos dos japoneses: e de como na maioria das vezes eles tem um gosto duvidoso para anime.

E sim… alguns animes tem links com reviews e listas sobre eles aqui no blog. Só clicar nas imagens se bater a curiosidade. Por hora…

Vamos à lista!

1. Hyouka

2. Sword Art Online

3. Angel Beats! (tem Review no site)

kanade angel beats

4. Code Geass Lelouch of the Rebellion (tem Review no site)

Corram, Lelouch vem ai!

5. Fate/Zero

6. CLANNAD ~AFTER STORY~

7. Higurashi no Naku Koro ni

8. Guilty Crown (tem Review no site)

9. Humanity Has Declined

10. Love Live!

11. Toradora! (tem lista de Tsunderes no site)

12. PSYCHO-PASS

13. From the New World

14. The Ambition of Oda Nobuna

15. Lucky Star

16. The Pet Girl of Sakurasou

17. Another (tem Review no Site)

18. BTOOOM!

19. Accel World

Ahh saudade de você! rs

20. Hell Girl

21. Kill Me Baby

22. Penguindrum

23. Girls Und Panzer

24. Ga-Rei Zero

25. Jormungand

 

Fonte: [Link] SankakuComplex


O que eu achei da lista?

fonte:diogo4d.com
Imagem moe aleatória

Antes que me perguntem, eu não coloquei imagem em todos os animes por pura e simples preguiça mesmo. Não que eu não goste ou até não tenha visto os que não tem imagem — na verdade os que não têm imagem por “”coincidência”” (ou não) são os animes que eu não vi, mas o meu gosto pessoal não importa, não é verdade? E sim, alguns aí em cima têm links marotos. Vejam!

Outra coisa é que para ser bem assim sincero e amigo de vocês, eu preciso perguntar: é uma boa ideia insistir nisso de fazer filme de anime? Eu sei que Samurai X foi legalzudo e tals… mas cara, Hollywood (a DC/Warner no caso) não respeita nem quadrinhos que são obras ocidentais, quanto mais… Animes!

Clannad e Clannad After Story eu digo, mudaram minha visão de mundo
Por favor Hollywood deixe A MINHA NAGISA EM PAZ!

Mas comentando um pouquinho, devo dizer que até acho que os japoneses tiveram um bom gosto com as obras escolhidas. Temos duas obras Key/Visual Arts, autores que sou fã incondicional, sendo elas Angel Beats! e CLANNAD ~AFTER STORY~.

Engraçado que Clannad e Air tv já têm filmes (animados devo dizer), pela Toei Animation (o mesmo estúdio de Cavaleiros do Zodíaco e CDZ) mas eles são filmes meia boca na verdade. A Toei é horrível para adaptar animes de drama. De resto sim, acho que ambos merecem filmes…. Animados, é claro. Jamais feitos em live-action por Hollywood. Por favor, tirem os olhos de minha Nagisa!

Toradora...indico. A Taiga é sensacional
Toradora…indico. A Taiga é sensacional

A coisa é engraçada porque alguns desses animes até (como vocês viram) já ganharam adaptações em “anime-movies” ou quase isso, como foram aqueles ovas estranhos de Code Geass que ninguém sabia que Lelouch estava vivo — pelo menos se você fosse alguém que Não tivesse lido a minha review de Code Geass. Pobre coitado.

E também é interessante porque produtoras como a Type/moon que é dona das obras “Fate” acabou lançando uma série de filmes awesome e sensacionais chamada Kara no Kyoukai (Garden of Sinners) então meio que essa lista já é real… e ninguém sabe. Sem contar os filmes animados de SAO e Accel World… mas quem se importa com eles, né verdade? Eu não vi, prefiro o filme do Yu gi Oh!.

Agora sinceramente… um anime-movie de Kill me Baby? Ou um filme live-action de Kill me Baby? Japão… por que vocês nos odeiam?

ps: Kill me baby é um dos animes mais hilários que eu já vi. E não, não quero imaginar ele em live-action. NÃO!