Arquivo da tag: cinema

Filmes Que Nem Deveriam Existir (Parte 1)

E para dar continuidade a sua Lista Top de filmes, Aldair agora nos traz aqueles filmes que simplesmente não deveriam existir, de tão ruins, horríveis e fedorentos que são, rs! Você concorda, discorda da lista? Oras, basta deixar seu comentário!

Filmes Que Nem Deveriam Existir! (Parte 1)

5 Filmes Ruins 1

Parte 1 > Parte 2 > Parte 3 > Parte 4 > Parte 5

Tá na hora de falar de filme ruim. (risos)

5° Cry Wolf Jogo da Mentira (2005)

MCDCRWO EC003

Filme sem graça onde estudantes criam uma lenda por diversão de um assassino ao qual depois de um tempo começa a matar um a um do grupo que criou a historia.

Poderia vingar mais não o fez, a historia é simples e não te deixa envolvido e sim com sono. A única coisa boa do filme e sua conclusão bem inteligente mais não salva o filme de enredo fraquíssimo e atores medianos, esta em quinto por que não é lá uma tragédia mais não faça nem questão de assistir.

4° Adrenalina (2006)

Adrenalina 2006

Este filme é extremamente doido e de ação mais doida ainda é até legal mais se parar pra observar é um trash que não vale a pena dar muita importância.

O enredo é legalzinho mais a forma como ele é passado é como se você estivesse mais chapado que o protagonista, eu particularmente gosto deste filme mais admito que é ruim pra c*****.

 3° Operação Babá (2005)

Operação Babá 2005

Filme sem graça, tosco, idiota e o escambau, difícil acreditar que alguém dê risada com esta porcaria.

A atuação do protagonista é horrível não dá pra por esse cara em filme de comédia apesar que não é só a dele que tá ruim, fora os clichês aos montes e por fim o enredo que é uma bosta por completo. Fique longe deste filme.

 2° Triplo X Estado de emergência (2005)

Triplo X Estado de Emergência 2005

O primeiro filme é foda deu pra curtir mas esse segundo é feio, forçado, “sonífero” e sem noção, fora a historia batida de muitos outros filmes. A diferença dele pra os outros é que ele não soube nem disfarçar o enredo sem graça. Se curtiu o primeiro esqueça o segundo ou finja que não existe vai ser bem melhor assim.

 1° Armadilhas Mortais (2006)

Armadilhas Mortais 2006

Esse filme conseguiu a proeza de estar em primeiro pelo simples fato de ser uma copia descarada, fajuta e altamente bostética de Jogos Mortais.

O filme mesmo sendo copia poderia se salvar se tivesse um enredo legalzinho e umas mortes legais e fora do contexto da referencia mas isso não acontece, o enredo é ruim, as mortes não têm graça nenhuma, enfim se quer perder tempo e paciência, pode assistir ele.

 arnold

Até mais galera!

Anticristo (de Lars Von Trier) – Resenha: O Caos Reina!

Cá estamos nós para mais uma resenha de cinema feita pelo nosso amigo Aldair! Ele nos mostra desta vez Anticristo — com a direção de Lars Von Trier. Um filme que pelo nome parece ser de temática religiosa, mas na verdade é um belo suspense psicológico. Até aonde ir quando o “caos reina”?

Anticristo (de Lars Von Trier) – Resenha: O Caos Reina!

AC Capa

Seja Bem vindo

Convido a lerem minha resenha só para passar o tempo e se gostarem peço que assistam o filme que apesar do nome, que é peculiar, em filmes com conteúdo derivado religioso e sobre fim do mundo se sobrepõe ao mesmo lhe apresentando um filme dramático e realista sobre convívio e família, até chegar ao sentido do título você já estará absorvido pelo filme. Espero que gostem.

AC Contra Capa

Sinopse

Enquanto um casal faz amor no chuveiro seu único filho sai do berço e vai até a janela, esta nevando e a inocente criança fica curiosa sendo assim ela vai até a janela e em câmera lenta ao som de linda melodia ele cai e definha em um chão frio junto ao seu ursinho de pelúcia.

Depois deste ocorrido a mãe começa a sofrer, se culpa pela morte do filho, seu marido e pai da criança tenta se manter forte para ajudar a esposa, por não confiar em psicólogos nem em médicos ele resolve levá-la a uma casa que eles têm em um local remoto e é lá que veremos tudo que precisamos saber sobre esta família.

AC 01

Enquanto um casal faz amor no chuveiro…

AC 00

seu único filho sai do berço e vai até a janela, esta nevando e a inocente criança fica curiosa…

O que há nele?

Neste belíssimo filme vemos um conteúdo dramático, sádico, perturbador (nem tanto), comovente e real do que podemos encontrar na sociedade e em cada indivíduo.

Hoje em dia casais existem aos montes além de filhos e divórcios e cada um tem suas maneiras, sentimentos e formas de começar, terminar, voltar e “fantasiar” mais o que podemos dizer das crises?

Até onde você iria pela pessoa amada?
O quanto você suporta?
Será que qualquer abalo por menor ou maior que seja pode ser superado e assim perdurar e fortalecer uma relação?
O seu amor irá além da razão e fé que possui?
Viveria um amor que lhe propõe temor?

Essas perguntas são fáceis de serem criadas enquanto assiste a este filme.

AC 04

O que acontece?

Nele você verá como os personagens definham psicologicamente e emocionalmente a cada ato passado e quem é forte no começo pode acabar sendo o fraco no final. A morte do filho acarreta em muitos outros problemas com o passar do filme, e aos poucos conseguimos obter respostas aos quais não tínhamos ideia no começo.

AC 06

O Ambiente

O local ao quais os personagens se deslocam para tentar superar a perda do filho é tão lindo e ao mesmo tempo sombrio que acaba se tornando mais um personagem e de importante valor neste filme. Cada cena é valorizada ao máximo pelo local e lhe proporciona uma visão bela, perturbada e excitante.

Uma das cenas mais marcantes (este filme tem muitas cenas para refletir ou se impressionar) para mim é a da Raposa falando no momento que o marido começa a perder o controle emocional e psicológico.

AC 03X

Chegado ao fim

Este filme tem muito que mostrar e vai muito mais além do pouco que eu falei, se criou interesse em conferir por si mesmo então o assista sem demora. Fico grato por ter lido até aqui comigo e até a próxima.

AC 05

 O que significa Fé, Amor e Razão para você?

Os Vingadores – Resenha: Um Filme Divertido para se ver com os Amigos – Nós temos o HULK!

Bem-vindos meus amigos e amigas para nossa resenha do filme Os Vingadores (2012), dirigido pelo Joss Whedon (que parece ser um grande fã de quadrinhos). Com nome em inglês de Marvel’s The Avengers. Filme com “selo de qualidade” Marvel — produtos Disney!

Os Vingadores – Resenha: Um Filme Divertido para se ver com os Amigos – Nós temos o HULK!

Scarlett-Johansson-Chris-Hemsworth-Chris-Evans-Jeremy-Renner-Iron-Man-and-The-Hulk-in-The-Avengers-2012-Movie-Image

Pois é, eu sinceramente nunca me vi criticando nenhum filme da grandiosa Marvel. Antes de fazer esse The Avengers, ela lançou os seguidos longas: Homem de Ferro (2008), O Incrível Hulk (2008), Homem de Ferro 2 (2010), Thor (2011) e Capitão América: O Primeiro Vingador (2011) — sendo que considero o Homem de Ferro de 2008 o melhor deles e responsável pelo atual sucesso da Marvel nos Cinemas.

Alguém pode me perguntar: “Mas por que você nunca pensou em critica um filme da Marvel?”. Talvez porque eu ache que os filmes sejam extremamente rentáveis, mas que “faltem alguma coisa”, ou simplesmente porque eu sou fã do Morcegoman e não dou o braço a torcer rs.

Mas como sempre, vamos fazer uma avaliação sincera, respeitando os fãs e criadores, em busca do sentido da obra. Lembrando que é uma opinião minha, como sempre bem argumentada — ou seja, se quiserem bater ni mim, vai ser difícil, hehe.

Mas Primeiro, Mine Sinopse!

Loki, o vilão mais diva do universo!

Depois da “comédia romântica” chamada Thor, fomos apresentados ao Loki (diva): irmão malvado e adotado do querido deus do metal Trovão. Também a um velhotinho que é um cientista muito genial. E usando (bom eu não vi o filme do Capitão América e nem o do Thor direito) o Tesseract (Cubo Cósmico nos quadrinhos) que se bem lembro, apareceu no filme do Thor, Loki traçou o plano malvado de se unir aos aliens chamados Chitauri, que querem usar o Cubo Cósmico para dominar a galaxia, e Loki quer usar os aliens para se vingar do seu irmão por ter o cabelo mais sedoso de Asgard dominar o mundo.

Lembrando: review com Spoilers com as seguintes partes: Dá para entender tudo sem ver os outros filmes? + Curiosidades; Roteiro e Direção; Personagens e o Agente Coulson é o cara! e por fim, “Sentido da Estória” e Conclusão.

Dá para entender tudo sem ver os outros filmes?
+Curiosidades

Viúva-Negra (muito gata!)

Eu como bom nerd vi alguns desses filmes… Aonde fomos apresentados ao genial (serio) Agente Coulson, personagem criado exclusivamente para os longas. Ao Capitão América que acorda da esquife de gelo, a linda Scarlett Johansson RUIVA, como a espiã gostosa Natasha Romanoff (Viúva-Negra), e todo mundo mais desse elenco ENORME.

Claro que o Joss Weldon (diretor) concebeu um filme aonde você não precisa saber de tudo isso, ou seja, você não precisa ver todos os filmes anteriores para entender o enredo da estória (ponto positivo) mas se você souber de alguma coisinha de HQs (ou viu alguma animação da Marvel) vai entender tudo com mais facilidade.

samuel-l-jackson-nick-fury-avengers1

Há também alguma curiosidades: Por exemplo, o Nick Fury (Samuel L. Jackson) é negro, porque é o do universo “Ultimate” da Marvel. A primeira formação dos vingadores contava com: Homem de Ferro, Vespa, Homem Formiga, Thor, Hulk e Capitão América — na realidade os filmes Marvel na sua maioria são inspirados no Ultimate.

Roteiro e Direção

É devido todo sucesso da Marvel nos cinemas ao 1º Homem de Ferro (que é muito bom!)
É devido todo sucesso da Marvel nos cinemas ao 1º Homem de Ferro (que é muito bom!)

Aqui tem um problema viu. Desculpem os fãs, mas o roteiro é um horror. Sério. Acho que o legal é que ele tem várias piadinhas, tiradas legais, consegue fazer com que todos os heróis interajam bem na tela e conta uma história sobre “Minha raça é melhor que a sua, eu sou um deus e vocês são meros ninguéns”.

Mas é preciso deixar claro que como filme, como algo “a mais”, de forma alguma. Não se trata de um roteiro “para pensar”, ou te deixar muito tenso, mas para te divertir e você assistir com seus amigos na “seção da tarde”.

Um cara salvando o mundo!
Um cara salvando o mundo!

A direção, apesar de também ser muito inteligente, pelos cortes das cenas (principalmente durante a evolução do conflito em Nova York – Manhatthan), dos efeitos especiais muito bons, também não chega a dizer muito além do que “Um filme com super-heróis que vão aprontar de montão e fazer você se divertir muito!”.

Penso que no fundo a intenção do Whedon (que também fez o roteiro, olhem só), foi nos apresentar a equipe dos Vingadores, o que eles enfrentam e como eles se relacionam entre si, para os próximos filmes que virão. Se você quer um filme nerd “cabeça”, veja a Trilogia do Batman de Nolan, ou V de Vingança, porque a ideia de Os Vingadores foi apresentar um conceito de HQ “live-action-família-divertido-para-todos-os-públicos”.

Personagens e o Agente Coulson é o cara!

O Cara!
O Cara!

Pois é… ironicamente os personagens mais interessantes não deixam de ser o Gavião Arqueiro (Clint Barton – Jeremy Renner) por ter sido “dominado mentalmente”, ou seja, como ele reagia durantes o fato de estar fora de si. A Viúva-Negra, por mostrar ser imensamente inteligente e claro, o Agente Coulson, que eu não sei vocês ai do outro lado, eu torço Muito por ele em cada longa.

Sempre sorrindo, como se tudo estivesse sobre controle (mesmo quando não está) e tendo sempre um “plano na manga” para qualquer coisa que apareça, mesmo que ele tenha de morrer, para cumprir seu dever — aliás a “morte” heroica dele foi a motivação real para a união dos Vingadores como uma Liga da Jus… digo, como uma equipe.

Sim, você mesmo Capitão!
Sim, você mesmo Capitão!

Outro personagem que merece Muito destaque é o Capitão América (Steve Rogers – Chris Evans), que é um personagem aparentemente muito profundo, e que deve ser tratado com todo respeito pelo Diretor. Não só pelos fatos dele ser um líder nato dos Vingadores (outro que eu torcia muito durante o longa) e ser de outra época, mas simplesmente por ele ter diversos conflitos internos.

Como o que é guerra, o que é ética, o que ele está fazendo ali sendo um “supra-humano”, o dever que ele tem como soldado (lembrando sempre a todos que são soldados para uma causa), qual causa ele está realmente defendendo, se é o seu país, ou seu povo… enfim, é um personagem do qual espero muito da Marvel por toda essa profundidade que ele naturalmente possui.

“Sentido da Estória” e Conclusão

Captain-America-the-avengers-34726285-1920-1080

Esse é um daqueles casos meio Suzumya Haruhi, aonde eu poderia dizer que o sentido do longa nos fala sobre “Todos temos o direito de existirmos, que ninguém é maior ou melhor que ninguém, sendo deus, Capitão da SHILD, ou supra-humano que ficou vivo numa esquife de gelo durante várias décadas”.

No fundo o diretor deixou isso claro na cena que Loki chega divando no meio de uma apresentação de arte e mostra o quão pequenos somos diante de um alien… digo, um deus. Cena essa que o próprio Capitão América que já lutou com Nazistas e Fascistas, teve total protagonismo por mostrar e falar que todos têm direito a sua própria individualidade e existência.

A situação é engrada porque eu falando desse jeito passa aquela impressão “Poxa vida que sentido maneiro em?”. Quando na realidade, por conta de um roteiro pouco profundo o qual não trabalha praticamente nenhuma questão dos personagens e de uma direção focada somente na interação “heróis incríveis” (Gênio, Bilionário, Playboy, Filantropo) e “efeitos especiais” (NÓS TEMOS O HULK) me permite dizer ser um filme “que não é um filme”.

Os Vingadores é um filme como eu disse acima, para passar o tempo, se divertir, assistir com a família depois do almoço de domingo e gritar quando o Hulk espanca o Loki. Mas não vai além de um filme “Sessão da Tarde”. É um filme… “passatempo”. (sinto que os fãs da Marvel querem me bater!)

Ahh Scarlett... só pra fechar o post mesmo, hehe.
Ahh Scarlett… só pra fechar o post mesmo, hehe.

Então é isso pessoal, abraços, e não me matem!! rs

Fonte:
Wikipedia [Link]

30 Dias de Noite – Critica do Filme: Um Assustador filme de Terror com Vampiros!

Nosso querido amigo Aldair que está com a corda toda, nos traz mais uma critica de cinema: dessa vez do clássico do terror/suspense: 30 Dias de Noite. Se você gosta do gênero, com certeza é uma grande pedida!

30 Dias de Noite – Critica do Filme: Um Assustador filme de Terror com Vampiros!

30 - 01

Sinopse

Em uma cidade no Alasca, todo ano ocorre algo peculiar, 30 dias sem sol e a cidade se torna literalmente isolada, as poucas pessoas que acabam ficando na cidade acabam descobrindo que desta vez o ideal de “lar doce lar” não será tão boa assim em vez disso será uma carnificina sem tamanho.

Enquanto a cidade se torna cada vez mais isolada pela nevasca que há cobre, vampiros incomuns os rodeiam e os tornam seu mais novo jantar, um grupo de vampiros diferentes do que está acostumado a ver, os tornam presas e começa um jogo de sobrevivência cruel e extremamente sanguinolento.

30 - 02O que tem de novo?

O Filme nos mostra um grupo de vampiros totalmente diferentes, são como um grupo de nômades, canibais, extremamente frios e que se renegam a serem conhecidos por todos, atacam vilas ou cidades isoladas ao quais nunca iram descobrir o que realmente aconteceu com suas vítimas e tratam os humanos como uma raça inferior e medíocre por suas crenças em vampiros aos quais eles abominam.

São ágeis e inteligentes e extremamente hostis, não demostram fraqueza e usam de estratégias cruéis para destroçar suas vítimas tanto fisicamente, emocionalmente e mentalmente. Possuem um líder e um dialeto só entendido por eles mesmos e mesmo quando estão sozinhos são difíceis de serem derrotados, porém diante do sol sucumbem e morrem, clichê válido (risos).

30 - 03

Mesmo quando você apenas ouve a voz da vítima pedindo por clemencia e sendo esquartejada sem perdão surpreende, o filme apesar de ser bem simplório merece respeito pelas ideias e atuações inteligentes e de direções completamente diferentes do que esperava se ver.

Se Surpreenda

Demorei muito para assisti-lo e me arrependi amargamente, apesar de ser um filme simples e de roteiro básico e rápido ele lhe surpreende pelas ideias diferentes dos casuais, pelas cenas de luta dos sobreviventes e dos vampiros, dois lados mostrando inteligência para poder ver quem irá sobreviver no final, as cenas de carnificina e crueldade são dignas e tão bem feitas que me surpreendem até hoje.

Mesmo quando você apenas ouve a voz da vítima pedindo por clemencia e sendo esquartejada sem perdão surpreende, o filme apesar de ser bem simplório merece respeito pelas ideias e atuações inteligentes e de direções completamente diferentes do que esperava se ver.

30 - 04

Nunca espere uma sequência muito das vezes acaba sendo um fardo e lhe deixando com um “gosto ruim” uma simples dica que eu lhes digo é que se foi bom se contente com o primeiro e não deseje uma continuação, “satisfeito tu será apenas com sua primeira aparição, quando se almeja demais não se tem uma boa repercussão” (risos).

Merece Sequência?

Sempre tenho este pensamento de um filme que só ficou com “uma edição” e no final acabo tendo quase sempre a mesma resposta de mim mesmo, se o filme foi bom e nutriu ou superou suas expectativas…

Nunca espere uma sequência muito das vezes acaba sendo um fardo e lhe deixando com um “gosto ruim” uma simples dica que eu lhes digo é que se foi bom se contente com o primeiro e não deseje uma continuação, “satisfeito tu será apenas com sua primeira aparição, quando se almeja demais não se tem uma boa repercussão” (risos).

30 - 05Notas Finais

Enfim é um filme B de terror mais que pode agradar a muitos, se gosta de filmes de vampiro mais com dose de “excentricidade” é uma excelente pedida, não irá se arrepender principalmente se gosta de gore e um pouco de suspense, e as lutas entre humanos e vampiros são muito boas e seu final foi muito bom e ainda digo que foi digno e cruel ao mesmo tempo.

Se quer uma tarde ou uma noite boa assistindo um filme antigo mesmo sendo de 2007 (não é tão velho assim não é mesmo?!) lembre-se do que leu e assista.

30 - 06“SE DIVIRTA COM SANGUE E DESESPERO!”

Obs.: Pelo que vi no trailer é baseado em uma Graphics Novel e também descobri que há uma sequencia, desculpas por esta informação em uma simples observação mais faz tempo que assisti este filme e não possuía nenhuma destas Info sobre o mesmo.

Resenha de Trilogias: Batman (os Filmes do Nolan): História, Coringa e Gotham

E lá vem de novo nosso querido amigo Aldair, com mais das Resenhas de Trilogias, mas agora ele escolheu falar da Trilogia de filmes do Batman feita pelo Nolan. Você vai encontra curiosidades, cenas inesquecíveis do filme, e claro uma opinião bem fundamentada sobre todo o conjunto da obra. Vamo lá!

Resenha de Trilogias: Batman (os Filmes do Nolan): História, Coringa e Gotham

CapaEu gosto de causar uma ideia legal ao meu respeito então nada melhor do que trabalho pesado (risos). Irei passar pra vocês um texto bem longo, porém espero agradar a gregos e troianos e principalmente aos brasileiros que lerem.

Falarei sobre os três filmes e citarei o que me chamou atenção, mas não irei focar em muita coisa e sim no que acredito ser o mais importante porque afinal de contas, ninguém gosta de “garotos tagarelas” ou informação desnecessária.

Enfim chega de papo vamos aos resultados.

BATMAN BEGINS

B1 01

Já assisti este belíssimo filme várias vezes e sempre fico surpreso com o que vejo, apesar de ter coisas que não foram muito de meu apreço não são de me deixar desinteressado ou julgá-lo como algo ruim por apenas uma simples antipatia minha (risos).

Sua história é contada tão bem que fico espantado com tamanha adaptação: coisa rara hoje em dia, aonde quase sempre acabamos por ter um roteiro adaptado do original com tantas mudanças geralmente drásticas (ou burras) que acabam por estragar o filme de imediato.

A história de Bruce e a família Wayne, seu treinamento e mudanças, sua descoberta e ascensão há Batman são contadas de uma forma muito calma, porém extremamente excitante e de prender a atenção do começo ao fim.

Vilões

96zjao8mo3bmhfk1u9ko051wvSeus vilões são excelentes para um começo de trilogia e o seu principal vilão nos deixa a mercê de uma história que pode interligar a algo muito maior. A atuação também é ótima a não ser (eu tinha avisado que algo me incomodou) pelo Espantalho, na minha concepção foi um vilão um tanto mal aproveitado não pelo enredo do filme e sim por sua atuação que ficou tão simples que eu o considerava um figurante. Mas como Ra’s Al Ghul foi extremamente gratificante não liguei muito para o Espantalho.

Emocional Bem Encaixado

BD-S-7627

Apesar de tudo que ocorre ao filme o que me surpreendeu ainda mais foi o “caso de amor” de Bruce, o que foi muito bem encaixado e que fez eu perceber seu lado humano e emocional o que pode ser uma faca de dois gumes na vida de um herói, porém acredito que além necessário ele foi de enorme valor não só no primeiro filme e sim para toda a trilogia.

Sem me esquecer do Batmóvel!

Batmovél

Não posso me esquecer do incrível Batmóvel. Este filme foi longe com a ideia do carro do herói mais não quer dizer que ficou ruim e sim que ficou tão bom que da inveja (até parece que os antigos já não causavam este efeito).

As muitas evoluções do mesmo e de outros apetrechos ao longo da trilogia, mais o Batmóvel no Begins marcou muito sendo assim merece ser destacado desde já (acredito que já falei tudo apesar de parecer um resumo sei que entenderam até onde eu quis chegar e espero ter chegado).

BATMAN CAVALEIROS DAS TREVAS

B2 01

O segundo filme foi o mais impactante para mim, não que os demais foram fracos mais este em si foi de um enredo que não escondo meu fascínio e elogios.

Seu elenco continua com a força que mantém o nome de Batman em nossas mentes, de herói para vilão se criou um filme épico pelo menos para mim mais acredito que para muitas outras pessoas também.

Apesar da mudança da atriz que interpretava Rachel, não teve o resultado que muitas vezes acontece que é falta de sincronia de quem assiste ou até antipatia. A atuação foi tão boa que desde o começo foi agradável e gratificante também (mas sempre irei declarar aos amigos que gostei mais da atriz anterior, acredito pela beleza excitante tanto de rosto quanto de corpo da atriz ).

A guerra imposta contra os justos nos dá uma explosão de acontecimentos e de tal inteligência que quem sou eu para comentar algo tão sublime e psicopata (deveria ter o título: “Batman: O Caos Reina”).

CORINGA

B2 03

O que falar dele?! Sua atuação foi algo que não posso descrever. O que li em quadrinhos foi posto à prova e passada com uma nota além do que se pode imaginar. Uma dedicação e demonstração de sabedoria e “loucura” dignas do real Coringa. O filme não é apenas de um vilão e sim de um herói e muitas das vezes dos demais participantes, cada um tem um importante papel, porém desta vez ele roubou a cena e se mostrou o agente do Caos e como já disse anteriormente: “O Caos Reina”.

Harvey Dent – Duas Caras

B2 04

De herói do povo para decepção e que poderia chegar a ser o maior destruidor das esperanças de uma cidade tomada pelo terror, mafiosos, morte e com a corrupção como maior mal que há assola por décadas.

Um personagem moldado a justiça mas perdido no acaso, sua atuação é inteligente e bem feita e seu enredo é digno de palmas mesmo ele não sendo o “verdadeiro mocinho”. O que pode corromper a alma de um homem nobre? Será que quando se quer justiça, pode acabar sendo corrompido pelos seus próprios ideais?

Tudo isso é visto neste filme grandioso que não nos foi dado por mero “acaso”.

Cena Para Relembrar

B2 02

O interrogatório foi algo cômico, tenso, de ação rápida e respostas decisivas para todos os acontecimentos finais do filme, sua atuação também chega ao ápice e o clímax é dos melhores, “é rir para não chorar”. Belo e Sádico resume bem a cena sendo assim termino meu segundo relato espero não tê-los deixado tediosos.

BATMAN RESSURGE

280913_Papel-de-Parede-Personagens-de-Batman-O-Cavaleiro-das-Trevas-Ressurge_1280x720

Esperamos um grande fim para esta trilogia e recebemos algo grandioso assim? Sim, primeiro descobrimos como uma mentira salvou uma cidade corrupta e em sequência nos é apresentado um vilão com desejo de vingança e por fim uma guerra onde toda a cidade é posta à prova de sobrevivência. E mais uma vez estamos a frente de mais um épico espetáculo.

BANE VS BATMAN

B3 04

A luta entre eles é fenomenal e o que me deixa ainda mais satisfeito é com a adaptação, desde o primeiro filme eles ajustaram a historia passada nos quadrinhos e a adaptaram para que fica-se cada vez mais próxima da realidade e conseguiram em todos sem que perde-se a essência. O ideal de Bane apesar de simples foi muito bom e os acontecimentos com Batman após a luta também me agradaram muito o que o torna para mim uma das melhores trilogias adaptadas para o cinema.

MULHER GATO

anne-hathaway-mulher-gato1

Apesar da personagem ter sido um pouco ofuscada com tantos acontecimentos, mesmo ela tendo varias cenas e com maioria delas sendo diretamente com o Batman, suas participações acabam por serem simplórias mais com valor muito significativo no final, sua atuação foi linda, sexy, inteligente e cruel de certa forma, enfim foi satisfatória apesar dos por menores.

O Final Digno

B3 02

Neste filme aparece muitos personagens que acabam por proporcionar um final devastador e com um enredo muito bem encaixado como foi em toda a trilogia fora o “Morcego” que surpreendeu até a Mulher Gato, e com um desfecho tão bonito que para mim valorizou a palavra herói e a vida como um todo, de uma forma ao qual eu não esperava (fim do meus relatos sobre o terceiro filme).

Menções Honrosas

Alfred

E 01

Como posso deixá-lo de fora não é mesmo?! Sua atuação e a forma como seu personagem agiu desde o começo foi de valor inestimável pra mim,  ele foi o maior aliado, mentor e herói que Bruce teve além de ser o pai que ele não pode ter.

Fox

E 03

Mais um aliado de valor que Bruce pode contar desde o começo, sua atuação é de uma força sem tamanho e seu personagem contém a honestidade e a inteligência que a empresa Wayne e o Batman precisam.

Gordon

E 02

O policial mais honesto de Gotham e que com tantos anos de trabalho ainda tem fé que a cidade pode mudar, atuação maravilhosa ele se torna o aliado de Batman para que se faça justiça em Gotham.

Conclusão e Sentido: Chegando ao “FIM”

Chega ao fim meu review desta magnífica trilogia e antes que me esqueça lembre-se do principal personagem e objetivo do filme: que nada mais é que Gotham. Enfim meus amigos e amigas, espero que tenham gostado.

Epilogo

“JUSTIÇA E PAZ AO POVO DE GOTHAM!”

Star Wars: O Despertar da Força (The Force Awakens) – Trailer do novo Filme e a Opinião de um fã!

Novo Trailer de Star Wars: Episódio VII – The Force Awakens (O Despertar da Força) foi lançado… e é SIMPLESMENTE ÉPICO!

star wars o despertar da força

Trailer do novo Star Wars: O Despertar da Força! – E a Opinião de um fã!

Mais uma noticia postada primeiramente na Página do Facebook do Afontegeek que eu acabei vendo o Trailer e me emocionado demais!

Trailer

O filme se trata do primeiro produzido pela toda poderosa Disney e tem o nome oficial de Star Wars: Episódio VII – The Force Awakens – Star Wars: O Despertar da Força. A direção será de J.J. Abrams que também contribuiu para fazer o roteiro.

E sim, o filme contará com participação dos atores da trilogia clássica, sendo como pode ser visto, o sétimo episódio de SW. O filme tem a estreia marcada para 18 de dezembro de 2015.

Sinopse do filme:

O Filme se passa 30 anos depois dos eventos de O Retorno de Jedi, e terá o retorno de Luke Skywalker (Mark Hamill), Han Solo (Harrison Ford), Chewbacca (Peter Mayhew) e Princesa Leia Organa (Carrie Fisher) — ou seja, todo mundo que você e eu, adoramos.

Agora meu comentário de fã

star wars the force awakens

Assim que vi a noticia abri um sorrisão – vou falar para vocês que confio muito na dona Disney: ela nos brinda com animações maravilhosas (Pixar ou não) e também com a saga de Piratas do Caribe (sem contar os filmes Marvel).

Apertei o play… e BOOM! É como se toda aquela boa vibe de Star Wars da trilogia clássica dos anos 70, estivesse lá de novo. Vou contar que não gosto muito dos filmes feitos nos anos 2000 porque “faltam aquela coisa”. Falta um Han Solo, uma princesa Leia, um Tio Ben e claro, Lord Darth Vader.

Jar Jar Binks... Por que George Lucas.. por quê?
Jar Jar Binks… Por que George Lucas.. por quê?

Em troca ganhamos um Jar Jar Binx e um Senador Palpatine bom, mas que não chega a ser realmente um vilão de verdade (papel exercido mais pelo Conde Ducan).

Acho que dos filmes novos, salvo só o Obi Wan e claro, a metade final do Episódio III (a nossa dublagem brasileira nos brindou com a voz verdadeira; o dublador original do grande Lord Darth Vader… lembro de quase chorar ao ouvir ele!).

star-wars-episodio-vii---o-despertar-da-forca-do-diretor-j-j-abrams

Acho que neste filme de agora, tudo o que tanto gostamos vai voltar. A busca pelo entendimento da força (os Jedi) e do poder que o lado negro nos promete (Sith), daqueles heróis meio “Não quero ser herói coisa nenhuma, eu estou aqui só de passagem!” estilo Han Solo, de mulheres realmente incríveis como a Princesa Leia (a Amidala é muuuito apagada) e bom, A MILLENIUM FALCON CACETE!!

Cacete a MILLENIUM FALCON!!

Star-Wars-O-Despertar-da-Forca-28nov2014-05-IMAX

Acho que não preciso dizer mais nada, se você ai é como eu, um fã de Star Wars, deve ter vibrado MUITO com TODAS as imagens do filme. E mal posso esperar que chegue 18 de dezembro de 2015 para ver no cinema!

Ah sim, e quem será o ator negro que aparece de forma mítica no inicio? Que personagem ele fará vestido de StormTrooper? E a garota naquela nave?

A força nos espera!!!

Fontes:

Página do Afontegeek no facebook [Link]
[Link]

Top 7 Trilhas Sonoras do Cinema!

Bem-vindos meus queridos amigos e amigas, mais uma lista de Top Alguma coisa do Afontegeek. Hoje escolhi algumas trilhas sonoras clássicas do cinema, para vocês ouvirem, relembrarem, ou conhecerem algumas preciosidades!

indiana rocky e harate kid trilha wall

Top 7 Trilhas Sonoras do Cinema!

Antes que alguém pergunte, sim eu fiz uma boa pesquisa sobre os autores das trilhas (então hoje vocês vão conhecer os compositores daquelas trilhas que tanto curtem). Escolhi alguns clássicos que só de ouvir os “panpanpan” vocês reconhecem o filme no mesmo momento.

Resolvi fazer esta lista porque outro dia “deu na telha” de relembrar clássicos como as músicas de Indiana Jones, Rocky, e tantos outros. Daí entrei numa discussão com amigos sobre o motivo das trilhas sonoras dos filmes de hoje não marcarem mais como antigamente. Um amigo levantou o motivo de porque hoje estão muito preocupados em colocar “cantores pop da atualidade”… o que no fundo, é uma verdade.

Mas enfim, vamos ao Top!

Indiana Jones

(John Williams)

Uma das Trilhas sonoras mais clássicas do cinema. Qualquer pessoa com um pouco mais de idade (hehe) associa na mesma hora “música a filme”.

Assim que se aperta o play, conseguimos imaginar o mítico professor e arqueólogo Indiana Jones, entrando com seu chapéu por entre alguma fresta de um templo perdido, ou dando socos e ponta pés em saqueadores de antiguidades.

indiana_jones_09

Tenho o Indy como um dos maiores heróis da minha infância e pré-adolescência, e ao ouvir essa canção-tema me emociono na hora! Meu sonho sempre foi e ainda é ser como ele, rs.

Enfim, rasgações de seda à parte, a trilha foi composta pelo MÍTICO John Williams, autor de trilhas de diversos filmes clássicos do cinema, e a segunda pessoa com maior indicações ao Oscar! O cara é velho figurão nas trilhas de Steven Spilperg (Jurassic Park, a Lista de Schindler e E.T. o Extra-Terrestre, etc).

Só para completar, Indiana Jones é criação do gênio George Lucas, mas dirigido por Spilberg. E eu só não falo mais do John porque ele vai aparecer de novo nesta lista!

Rocky: Um Lutador

(Bill Conti)

Agora vamos para a Trilha Sonora do filme Rocky: Um Lutador (na tradução brasileira). O filme venceu quase absolutamente tudo no Oscar de 1977 (Melhor filme, melhor direção, melhor filme de drama) é outro clássico do cinema. E recebeu indicação como melhor canção, a mítica “Gonna Fly Now” composta pelo gênio (o cara é genial) Bill Conti.

O filme tem algumas curiosidades interessantes. A primeira que o Roteiro foi escrito pelo PRÓPRIO Silvester Stallone, e ele arriscou bastante ao atuar ele mesmo como Rocky (ofereceram dinheiro pra ele desistir mas ele seguiu em frente).

rocky

Outra coisa que sim, Stallone também foi indicado ao oscar como melhor ator, e escreveu o roteiro em apenas 3 dias! Depois de assistir a luta entre Chuck Wepner e Muhammad Ali, aonde o Chuck resistiu ao embate durante 15 rounds e até Derrubou Ali.

A Gonna Fly Now ficou no topo das paradas na Billboard por uma semana (de 2 de julho até 8 de julho de 1977) de forma merecida, diga-se. Canção mítica que faz chorar até os marmanjos mais barbudos, tanto a trilha como o filme são um deleite, e me julguem, mas a atuação de Stallone tanto em Rocky I quanto Rambo I foram GENIAIS!

Darth Vader (Marcha Imperial)

(John Williams)

Olha o John Williams de novo! Eu sinceramente não sei dizer se ele é o compositor da mítica “Marcha Imperial“, mas como foi ele o gênio que fez a trilha sonora DE TODOS os Star Wars, é de se dizer que ele também fez essa peça magistral (aliás, a canção de combate entre os Jedis x Sith composta para os filmes novos, também é mítica!).

Para vocês terem ideia do quão “o cara” este mítico John Williams é, ele quem também fez a trilha do clássico de filmes de suspense: Tubarão (também obra de Spilberg). Depois dizem que dois raios não caem no mesmo lugar… neste caso, caiu várias vezes!

Karate Kid II

(Peter Cetera – Bill Conti)

Mas é impressionante como os raios insistem em reaparecer por aqui né? Segundo a querida Wikipedia, Bill Conti também é o responsável pela trilha sonora do filme Karate Kid, e confirmo dele também ter feito a trilha de Karate Kid II (canção que escolhi), só por causa desta Imagem, rs.

Por acaso, a mítica, “Glory of Love” do Peter Cetera (quem?) também foi indicada para o Oscar como melhor canção, e merecidamente, diga-se. Ainda estou pensando em “O que aconteceu com as trilhas de hoje, em?”.

Superman O Filme

(John Williams)

Mas esse tal de John Williams não para nunca! Ele foi o compositor do primeiro filme do Superman clássico (Superman O Filme) estrelado pelo também genial Christopher Reeve. É engraçado o tom “épico” que suas composições têm.

Se você parar para ouvir todas essas três músicas dele vai notar um “crescendo” muito presente, e claro, o teor épico que todas possuem. É um fato, o cara merece todas as indicações e prêmios da academia que ganhou. É um gênio (e ele fará a trilha sonora de Star Wars Episódio VII!!).

Batman (Tim Burton)

(Danny Elfman)

Danny Elfman é outro autor de trilhas cujas canções são inesquecíveis (assim como John, ele também fez parceria com um grande diretor de cinema, só que no caso, é o Tim Burton). Ele quem fez a trilha sonora de Edward Mãos-de-Tesoura, que vocês podem ler uma crítica sobre o filme aqui mesmo no Afontegeek.

Ou seja, se você lembra dos “uuuuuu” e aquele tom meio gótico, meio triste do “Mãos de Tesoura”, rapidamente associa ao próprio tema do Batman, que também é um clássico.

É engraçado que sempre lembramos mais do desenho do Batman ao ouvir essa música, que do filme (eu ao menos lembro mais do desenho rs). Isso porque se trata da mesmíssima música que também foi utilizada no desenho (que foi mudada mais tarde).

Mortal Kombat

Mortal Kombat: The Album (The Immortals)

E chegando quase no fim, creio ser esta a trilha “menos honrada” do nosso Top 7. Pois então, a trilha de Mortal Kombat foi feita pelos The Immortals (ou melhor, por Praga Khan e Oliver Adams, ambos produtores musicais belgas). No caso, essa música tema se chama Techno Syndrome (Mortal Kombat), caso alguém queria uma informação precisa rs.

E claro, foi justamente essa música que foi usada no filme de 1995 — porque na realidade, os The Immortals lançaram o álbum com essa música em 1994, e daí, ela foi utilizada no filme. Vai dizer que algum de vocês ai nunca ouviu?

As Aventuras de Tintin (desenho)

Menção Honrosa

E como menção honrosa, essa belíssima trilha sonora do desenho também mítico do Tintin. Por algum acaso o Jonh Williams (ele de novo!!) foi quem fez a trilha sonora do filme “As Aventuras de Tintim: O Segredo do Licorne” também dirigido pelo Spilberg. Mas como vi esse filme algumas vezes, não acho que o Williams tenha se baseado nessa abertura do desenho para fazer as canções do filme.

Voltando ao desenho, para quem não conhece, Tintin é uma série de livros feito pelo GENIAL Hergé, que rendeu mais tarde essa animação produzida pela Ellipse Animation (França) e pela Nelvana (Canadá) em nome da Hergé Foundation. Essa produção contou até mesmo com Philippe Goddin que é um especialista em Tintin.

tintin-e-milu

Bom mas… vamos imaginar que você não conhece o Tintin (como pode?!). Tintin é um jornalista que juntamente com seu cachorro Milu, desbrava o mundo atrás de furos de reportagem: como relíquias, enfrentar contrabandistas de drogas e até mesmo ir numa viagem à lua!

O próprio Spilberg é um fã de Tintin. Ele revela que descobriu a obra de Hergé logo depois de ter lido uma resenha aonde comparam o filme “Indiana Jones e os Caçadores da Arca perdida” a Tintin. Na realidade, o próprio Spilberg comprou os direitos das obras de Tintin e vinha “sonhando há anos” em fazer um filme baseado nelas. Na boa… não é à toa que sou tão fã, tanto do Indy quanto do Tintin.

indiana jones templebabe2

E ficamos por aqui senhoras senhores. Deixo a promessa de que em breve farei reviews dos filmes do Batman (feitos pelo Burton e pelo Nolan), de Indiana Jones e quem sabe, falarei um pouco de Tintin.

Abraços a todos!

Fontes (Wikipedia):

John Williams [Link]/ Bill Conti [Link]
Danny Elfman [Link]/ Mortal Kombat: The Album [Link]
As Aventuras de Tintin (desenho) [Link]
Rocky: Um lutador [Link]/ Karate Kid II [Link]
Batma, A Série Animada [Link]
As Aventuras de Tintim: O Segredo do Licorne (filme) [Link]

Novo Trailer DUBLADO do Filme – Bob Esponja: Um Herói Fora d’Água

Novo Trailer Dublado do novo filme Bob Esponja: Um Herói Fora d’Água. O filme será lançado em pela Paramount Pictures no Brasil dia 5 de Fevereiro de 2015.

bob esponja filme

Trailer DUBLADO do Filme de Bob Esponja

Esse filme no mínimo deve ser um dos melhores de 2015. Conta com os roteiros de Jonathan Albel e Glenn Berger, de Kung Fu Panda 2, e o Paul Tibbitt, que produziu o primeiro longa Bob Esponja – O Filme (The Sponge Bob SquarePants Movie), será o diretor.

Como a se pôde ver, Bob Esponja e sua trupe estão dessa vez em 3D. E teremos a participação de Antonio Banderas como um vilão pirata, que pelo jeito, conseguiu roubar a fórmula do Hambúrguer de Siri. Como se pode ver, eu tenho altas expectativas com esse filme, assim como falei já no primeiro trailer.

bob esponja filme 2 capa

Acho que possa acrescentar três coisas que vamos encontrar nesse filme: no-sense de ótima qualidade, um humor muito bom e claro, uma dublagem brasileira primorosa!