Arquivo da categoria: Coisas que até fãs de animes Não Sabem

Top 5 Animes Hentai para Iniciantes e Veteranos (+18)

Olá meus queridos e queridas amiguinhos and amiguinhas onanistas, fãs da bela arte dos animes hentai! Dessa vez, não contente com seu post de games… polêmicos, Aldair volta para trazer um Top 5 Animes Hentai que promete agradar a todos os gostos — dos mais jovens aos mais calejados, hehe. Espero que gostem, bom post a todos and todas!

Top 5 Animes Hentai para Iniciantes e Veteranos (+18)

10

Queridos leitores e leitoras, vocês não sabem o quanto estou feliz (no modo kawai desu da palavra) em fazer este post. Em conjunto com o Boss, trago para vocês um Top 5 Hentais que abordam vários gêneros diferentes das belas-artes e transmitem os mais variados enredos. Se tratam assim, de um boa pedida para os iniciantes se habituarem e uma confortável diversão para os já assíduos (risos).

Lembrando duas coisas: a primeira que este post faz referência à Animes +18 (para adultos), então fica o aviso aos mais jovens, ok?!A Segunda é que esse Top Hentai conta com animes de temática lolicon, então devo deixar o aviso que não estou fazendo em momento algum apologia ao sexo entre menores e tampouco à Pedofilia. Estes atos são crimes, imorais e abomináveis!

E como de costume e sem mais delongas vamos ao Top 5 Hentais para Iniciantes e Veteranos!

One: True Stories

Mizuka Nagamori - De olho nela
Eita… lembrar de One: True Stories

Olá bons amigos/as, quem vos fala agora é o AdminTB (o Boss) neste incrível Top 5 Animes Hentai feito pelo nosso bom amigo Aldair. Pedi a ele para colocar um anime hentai que tem todo o meu apreço para vocês. Se trata de One: True Stories, também chamado de “One: Kagayaku Kisetsu e – True Stories”, feito a partir da Visual Novel da Tactits.

Para quem não sabe, a maioria dos autores que trabalharam na Tactics mais tarde seriam os fundadores da maior produtora de Visual Novel de drama e obras-de-arte: a dona Key/ Visual arts (autora de Clannad, Angel Beats, etc). Falei um pouco disso em “O que são Animes feitos de Visual Novel e Qual Importância da Key nos Animes?“; de como eles criaram o conceito dos “Crying Games” e da sua influência no mundo dos animes/mangas.

Misaki Kawana - será que...
Misaki Kawana – será que…

Mas voltando à One: True Stories… Aqui acompanhamos a história de Kōhei Orihara que passa por uma situação difícil — perdeu os país ainda jovem e luta contra essa tristeza. Ele tem a companhia da sua amiga de infância Mizuka Nagamori e das outras meninas da escola, como a Misaki Kawana. Na verdade, apesar da tristeza ele é um cara legal e de certa forma se dá muito bem com todos.

O problema é que ele tem lapsos de memória e de vez quando “esquece” o que aconteceu entre ele e as moças que namorou — leia, fez amor. Talvez elas também não lembrem… Então, meio que este é o plot único de One. Fiquem atentos/as à duas coisas: as cenas de sexo que são todas carregadas de amor e afeição, principalmente a primeira que é um deleite. E também na Mizuka Nagamori…

Fiquem de olho nela!

One: Kagayaku Kisetsu, ou One True Stories (linda versão hentai), uma das obras da Tactics
Fiquem de olho na “amiga de infância”

Outro adendo é que este plot mais tarde apareceu em Little Busters, porque o esquecimento do Kohei é um problema parecido com o do Riki e o final do seu arco é o MESMO da personagem dandere Mio Nishizono. Enfim… espere drama, um pouco de choro, cenas de sexo carregadas de carinho e emoção e principalmente que este anime lhe passe uma mensagem maravilhosa.

Recordo que no site aonde vi esse hentai, os comentários eram: “Meu Deus… esse anime mudou minha vida”. Que tal ver uma “ceninha +18” do anime para aquecer? Cliquem e vejam…

Fontes: Afonte Geek: [Link] – O que são Animes feitos de Visual Novel e Qual Importância da Key nos Animes?/ Myanimelist [Link]/ Wikipedia (ING) [Link]

Suika (Wet Summer Days)

apkjmp

Este hentai é focado em drama, romance e sobrenatural. Tem um traçado bem simples, diálogos que misturam, amor e depressão. Possui 3 episódios com protagonistas diferentes em cada um.

A primeira historia é a de um casal de jovens que vão demonstrando seus sentimentos apesar da frieza e possível não aceitação do pai da garota. A Segunda é de um garoto que acaba se envolvendo com uma menina de um templo que lhe reserva uma grande surpresa.e a terceira é de um homem que acaba por conhecer uma garota (sim neste o lolicon é meio surpresa por causa que nas historias anteriores os jovens são da mesma idade) e acaba por gostar e cuidar dela, até que seus cuidados se tornam sentimentos muito mais intensos.

Suas cenas de sexo demoram, mas são bem levadas para o lado romântico. Para quem gosta de animes de drama ou comédia romântica este é uma excelente pedida. *Cena +18.

Milk Money

89

Um Hentai Milf meio fora do comum. Aqui nós encontramos um drama bem legal, violência que lembra um pouco sadomasoquismo, flashback sombrio e uma conclusão sangrenta.

As cenas sexo não demoram a ocorrer e são bem “calientes“. A trama também é bem morna no começo e vai ficando tensa ao decorrer da historia. Tem diálogos bem legais, ainda mais quando chega a uma cena no final que temos uma conversa entre dois personagens onde podemos entender um pouco de aceitação, perdão, karma, libertação…

Possui dois episódios e seu traçado é simples apesar do fator “seios” que crescem do nada. Mas isso é natural em muitos animes hentai. Para quem gosta de drama envolto a reviravoltas, sadismo e gore então ta aqui uma boa pedida. *Cena +18.

Suki De Suki De Suki De The Animation

5

Agora um anime hentai quem curte Lolicon e incesto. Este aqui é centrado nestes aspectos peculiares, porém seu enredo é até bem legalzinho. Possui 3 historias em seus 2 episódios sendo que o 1° episódio conta a historia de duas garotas e seu segundo conta a de mais uma e a conclusão da 2° menina que aparece no primeiro episódio.

A Historias de duas das personagens são quase iguais pelo menos em sua trama central,  que é o amor entre irmãos. A diferença está em seus acontecimentos e o que os envolve. Explicando de forma rápida: a primeira é um tanto levada para comédia demostrando que o que ocorre entre os dois era no fim das contas ambíguo e amoroso.

Já o segundo é mais por parte da garota e tem uma temática mais dramática envolvendo outros personagens, mesmo que eles mal ou nem apareçam. Conta com um final dramático também. A terceira historia possui incesto mais não é aonde se concentra. Conta com um cena rape, mas depois fica-se em cima do muro com um possível consenso.

Este hentai possui cenas de sexo bem legais e com posições das mais variadas (‘-‘). Tem um traçado bem kawai e poderia ser um hentai pra um grupo seleto (fãs de Loli), contudo acredito que esse não seja o caso… É por isso que ele está aqui afinal de contas. *Cena +18.

Garden The Animation

146491475622

 O Glorioso e “excitante” Garden possui uma historia até simples. Existe um local aonde seus sonhos se realizam. Mais, apenas os sonhos “carnais” (sinceramente eu resumi isso da historia toda) se tornam realidade. Apesar que necessariamente os tais sonhos não acontecerem sempre no local…

E é isso que se baseia este anime. Com cenas de sexo bem nervosas, um traçado muito bom e personagens bastantes “destacáveis”, ele também possui um desenho fixo evitando corpos desvantajosos do nada ou em momentos de “pico” (quadros fora do lugar, ou corpos desproporcionais em alguma cena).

Possui apenas 2 episódios (apesar de eu não saber informar se só serão apenas estes 2). Tem uma cena lolicon bem mais pesada e pervertida que os demais do post e uma cena de Gang Bang bem ousada. Porém essas, entre outras coisas que são o verdadeiro atrativo deste hentai. *Cena +18. Para os iniciantes e veteranos Garden é um dos principais hentais para se ter no acervo.

Espero que tenham gostado e até a próxima.

Top 5 Mulheres Mais Poderosas dos Animes!

Continuando nosso especial “As Mulheres Mais Marcantes dos Animes”, desta vez venho para falar das Mulheres Mais Poderosas dos Animes! Dá até uma emoção em falar de algumas delas, porque algumas são personagens que eu gosto muito. Bom post a todos/as e sei que vocês vão se espantar com o poder de cada uma delas!

Top 5 Mulheres Mais Poderosas dos Animes!

Top 5 Mulheres Mais Poderosas dos Animes

Mulheres + Marcantes dos Animes

Mulheres mais Poderosas dos AnimesMulheres mais Lindas dos AnimesTsunderes dos AnimesMulheres Moe dos Animes que DesejamosMilfs + Gatas dos AnimesCosplays Milfs dos Animes

Esse é daqueles posts que estava na lista já há tempo. Primeira coisa que devo dizer é que não teremos Haruhi Suzumiya na lista (porque eu não gosto dela), assim como também não teremos Medaka, de Medaka Box (porque eu não conheço o anime, e segundo os comentários de fãs… o anime é pancada kk).

Então, antes de mais nada, teremos SPOILERS. Estou avisando porque em cada personagem preciso explicar o poder delas. Outra coisa que teremos pelo menos 4 deusas… Mas explico o porquê de considerar uma, mesmo não sendo deusa, como a mais forte — cliquem também nos especiais de cosplay que separei para ver mais imagens que quiserem!

Boa Leitura!

1º – Ryougi Shiki – Kara no Kyoukai

Kara-no-Kyoukai-Wallpaper-

Falando de Kara no Kyoukai… De começo, quero dizer que já vi animes difíceis como Serial Experiments Lain e também animes que considero maravilhosos como Guilty Crown. Mas de longe, o anime com melhor gráfico e história mais complexa que vi, foi Kara no Kyoukai. Eu acho essa série de 7 filmes maravilhosos!

Falando da Shiki… basicamente ela tem o poder dos “Olhos Místicos da Percepção da Morte”. Esse poder dá a ela a capacidade de ver o ponto de fissura, o ponto de entropia e destruição de tudo o que ela enxergar (ou quiser enxergar). Basicamente, até um zumbi (morto-vivo) ela enxerga a sua “linha da morte” e é capaz de destruí-lo.

kara shiki_ryougi

Considero Shiki a mais poderosa da lista, porque ela poderia enxergar “seres invisíveis”, “seres onipotentes” e assim destruí-los — além de escapar de seus ataques simplesmente descobrindo o “ponto de entropia” de seus golpes. Shiki-sama é incrível e Kara no Kyoukai é um deleite! Resolvi não falar das tramas do anime ou que envolvem a própria Shiki porque….

Quem sabe não faço uma review desse anime?

Fonte: [Link]

2º – Lucy – Elfen Lied

elfen lied post

Elfen Lied… outro anime maravilhoso dessa lista. Aliás, essa lista tem vários animes que tiro o chapéu. Elfen Lied está no Meu Top One de animes. Enfim… Lucy é uma Diclonius com “dupla personalidade” que é capaz de usar “vetores” através do poder de telecinese que possui. Falando assim fica impossível de entender né? Vamos explicar melhor.

Lucy (assim como todas as Diclonius, sendo que só as mulheres possuem poder) tem a sua glândula pineal aumentada. Para quem não sabe, a glândula pineal fica quase no centro do nosso cérebro, e ela é citada no anime, muito em referência ao filósofo Descartes. Por que? Porque Descartes acreditava que a glândula pineal era a ligação entre nossa mente (espírito) e nosso cérebro (corpo). Daí, as glândulas pineais das Diclonius são aumentadas — e o que as permite ter um poder de telecinese absurdo.

Elfen-Lied-Cover

Voltando… Lucy como qualquer Diclonius tem o poder de telecinese na forma de “vetores” (que são como projeções de braços saindo da mente delas). Mas ela é uma das mais poderosas por possuir 4 vetores, ser capaz de se reproduzir através deles e é uma psicopata por tudo o que passou — e pelo seu próprio poder. Na verdade Elfen Lied é uma grande pergunta: as Diclonius são os monstros, ou nós é que o somos?

Cosplayer da Lucy: KANA

3º – Motoko Kusanagi – Ghost in the Shell

Ghost in the shell

Antes de tudo… eu não consegui passar dos 5 primeiros minutos de Ghost in the Shell SAC, então eu vou falar tão somente da Motoko Kusanagi que nós vemos nos dois primeiros filmes originais de Ghost in the Shell. É que não entra na minha cabeça como fizeram “aquele anime” com a história fantástica de Ghost… enfim.

O anime se passa no futuro. No ano de 2029. Lá já existe o processo de “tornar um ser humano um cyborg por completo”. Sua “mente” é extraída do corpo e colocado num corpo de cyborg. Motoko é uma das pessoas que passaram pelo processo e trabalha para a Seção9 — como se fosse uma FBI.

ghost-in-the-shell 2

Até ai tudo bem. Ela pode ficar invisível — que é uma das cenas mais fantásticas que já vi no começo do filme e estou doido pra Scarlett Johanson fazer NUAZINHA — tem força sobre-humana… blábláblá.

SPOILER – SPOILER – SPOILER

Mas… Digamos que ela acaba de alguma forma transferindo sua mente para a Rede — e assim se torna “onisciente” e “onipresente” e vai mostrar o que é capaz de fazer com esse poder. Tudo isso 3 anos antes da próxima da lista.

Cosplayers da Motoko: Crystal Graziano, Riki LeCotey e GinaBCosplay

Fonte: [Link]

4º – Lain – Serial Experiments Lain

serial lain

Lain meio que está virando “arroz de festa” no Afonte Geek, porque ela já apareceu nas nossas Top 10 Curiosidades dos Animes, nas Melhores Músicas dos Animes e inclusive, considerei ela digna de aparecer no Mulheres Mais Lindas dos Animes (pela sua arte). Dessa vez vou ter que citar Spoilers.

Lain Iwakura começa o anime como uma simples estudante, aonde uma amiga de sala acabou de cometer suicídio — essa mesma amiga mandou emails perturbadores para outras meninas. Lain não entende bem do mundo digital (chamado de Weird no anime) porque nunca havia sentido vontade de usar. Mas, talvez por causa do suicídio de sua colega, ou por curiosidade de ler o email, ela resolve entender desse mundo virtual que permite com que a mente do usuário penetre nele durante algum tempo.

Serial-Experiments-Lain

O anime é uma grande “Teoria da Conspiração”, misturada com “Pseudociência”, o que torna tudo ainda mais complexo. Mas de uma forma breve, Lain demonstra ter uma aptidão enorme em lidar com a Weird. Descobre o que um grupo de cientistas fez e o que um outro cientista queria fazer.

No fim ela se torna a “Deusa da Weird”. Diferente da Motoko, digamos que Lain “não precisa de um computador” para aparecer. A Weird permite que Lain REALMENTE apareça e faça o que quiser em “ambos os mundos”.

Em outras palavras: Lain é uma deusa.

5º – Madoka – Madoka Magica

madoka

Vira e mexe eu falo de Madoka Magica… não tem jeito. Eu já falei bastante do anime na Crítica que fiz dele e também fiz um DUELO DE TITÃS aonde a “Madoka Deusa” enfrenta o Goku na página do Afontegeek. Antes que alguém me pergunte… não, eu não gosto do anime. O que não quer dizer que ela não apareça aqui — e eu só vou falar da versão do Anime não da do Filme viu!

Muito bem, Madoka Kaname era uma simples garotinha num mundo “extremamente feminino”, até descobrir que existiam as Maho Shoujo. As Maho lutavam contra as bruxas mas poderiam morrer tanto as enfrentando, quanto por simplesmente, encarar as tristezas da vida e serem consumidas pelas próprias tristezas — e assim se tornando as próprias bruxas que enfrentavam. Era o destino das Maho Shoujo.

madoka magica

Pensando em impedir isso… Madokinha se transformou na “Madoka deusa”, mudando assim as regras da natureza e da constituição do universo. Quando tristes, agora as Maho não se transformam em bruxas, mas ficavam libertas de seus cruel destino. Na realidade, Madoka acabou por “eliminar sua própria existência” do universo, para que pudesse se tornar uma espécie de “deus ex Machina” no intuito de “re-regular” o universo.

Isso quer dizer que ninguém mais a pode ver… e que dificilmente ela alteraria o “novo universo” que “re-criou”, por ser quem o regula. Basicamente… o autor de Madoka Magica usou o conceito de Serial Experiments Lain quando fez da Madoka deusa — mas Lain pode alterar sem problemas o espaço-tempo… não que Lain faça isso “a todo o instante”. Mas é interessante ver como um anime de 1998 continuou influenciando um lançado em 2010 — longos 12 anos depois!

madoka-goddess

EXTRA: Gasai Yuno – Mirai Nikki

Yuno de Mirai Nikki - Yandere Master
Yuno de Mirai Nikki – Yandere Master

Ao meu ver a mulher mais perigosa dessa lista! Dá até medo só de lembrar das atrocidades que ela fez em Mirai Nikki. A menina é uma psicopata e provavelmente uma das Yandere que mais marcou a cultura-pop e otaku que se tem noticia — aproveite e veja nosso especial que explico O que são Yanderes.

Yuno como vocês sabem, é uma garotinha psicopata que joga o “jogo da morte” usando celulares do futuro para ver quem se tornaria o novo “deus ex Machina”. Eu acabei de falar de “deus ex Machina” lá em cima não foi? Basicamente se trata de uma visão filosófica de uma entidade reguladora do universo e de seu espaço-tempo.

Yuno "mode moe"
Yuno “mode moe”

Não tenho duvida alguma que apesar de muitas diferenças, Deus conquanto Descartes o compreende, corresponde de alguma maneira a este que os animes gostam de abordar.

Yuno… bom, Yuno se torna a “deus ex Machina” em uma das realidades do anime e muda algumas vezes o espaço-tempo para “salvar” — vejam só… salvar — o seu tão amado Yuki para assim “desgraçar a vida do leke” nas diversas existências dele deste multiverso que é Mirai Nikki. Um anime aonde uma psicopata pode ser tornar uma “deus ex Machina” e “manda e desmanda” na(s) realidade(s) conforme a sua vontade…

yuno kill all

Só tenho uma coisa a dizer… MEDO.

Cosplayer da Yuno: Feldon

Fonte: [Link]

————————————

Kara-no-Kyoukai-Wallpaper-2

Esse foi o especial Top 5 Mulheres mais Poderosas dos Animes. Tenho certeza que cada um aí do outro lado tenha a sua personagem que considere mais forte, ou que talvez não concorde com o meu argumento onde coloca a Shiki-sama de Kara no Kyoukai como mais poderosa.

Mas antes de “só discordar”, porque não dar uma olhada nos 7 ótimos filmes de Kara no Kyoukai ou então ver o anime de Serial Experiments Lain? Certeza só de uma coisa: todas as personagens aqui vem de animes muito bons e que merecem ser assistidos! Menos a Madoka… kk.

Aquele abraço!

O que é Tsundere, Yandere, Kuudere e Dandere (Moe) dos Animes?

Você sempre quis entender o que é Tsundere, Yandere, Kuudere e Dandere (Moe) que aparecem nos animes, mas nunca encontrou um site para explicar? Sempre quis entender aquelas meninas mais doces, as mais briguentas ou as assassinas que aparecem nos animes? Então Você veio ao lugar certo!

O que é Tsundere, Yandere, Kuudere e Dandere (Moe) dos Animes?

O que é Tsundere, Yandere, Kuudere e Dandere (Moe) dos Animes

Entendendo Assuntos Nerd e Otakus da Cultura Pop

O que são Animes Shonen, Shoujo e Seinen?O que são Animes feitos de Visual Novel? Quais são os tipos de Roteiros de Animes? – O que é uma Graphic Novel? – O que são Filmes Space Opera?O que são Épicos, Romances e Novelas? – O que são Animes e Cartoons? — Como são os Desenhos (Cartoons) da Atualidade e do que eles Falam? O que é Tsundere, Yandere, Kuudere e Dandere (Moe) dos Animes?

Cá estou para explicar algo dos animes ou quadrinhos. Vocês podem ver mais textos dessa vibe do Afontegeek ai em cima no “Entendendo Assuntos da Cultura Pop”. Como o nome do site é A Fonte Geek, é natural tentarmos ser a Fonte para os amigos/amigas nerds e otakus.

Dessa vez vamos tratar das personalidades que mais aparecem nos animes. Explicando o que quer dizer Tsundere, Yandere, Kuudere e Dandare (as meninas mais moe). E como nem só de moças vivem essas personalidades, além de citar alguns exemplos de mulheres vamos fazer um traçado com os homens.

E com a realidade também.

O Termo “Deredere”

Ah! Megami-Sama
Mais amável que a Belldandy de Ah! Megami-Sama não dá… Tirando quando ela tá com ciúme… kk

De maneira geral os animes/ mangás separam as personalidade em gêneros. Isso é bem coisa de japonês, mas no fundo faz sentido — parece que na “vida real” eles também fazem isso para exemplificar as personalidades das mulheres (e aposto que eles também têm termos para as personalidades dos homens).

Tudo começa do termo “deredere” que significa “tornar-se amável”. Eu diria que é “como se é enquanto se está apaixonado, amando”. Então os outros termos são junções de palavras com outros significados e o termo “deredere“.

Tsunderes

Taiga de Toradora
Taiga de Toradora

O termo Tsundere é a junção entre “Tsuntsun” (uma onomatopeia) que significa “frio, brusco” + “deredere”. Ou seja, daquelas meninas que amam de uma forma mais… “briguenta”. Algumas das Tsunderes mais famosas são a Taiga de Toradora, Asuka de Evangelion e a Louise de Zero no Tsukaima. Veja nosso Top 5 Tsunderes dos Animes quem mais Amamos!

O normal das Tsunderes é que elas sejam meio… brutinhas, às vezes sadomazô, dominadoras e que sabem brigar bonito — é bem comum a gente ver Tsunderes dando chutes, distribuindo cacetadas e dando socos na cabeça dos protagonistas desavisados.

Asuka - Evangelion
Asuka – Evangelion

Para meu espanto elas sempre aparecem em Haréns Ecchi (siga o link para ver o Top 15 Animes Ecchi do Afontegeek) e também não tenho ideia de como elas conquistam os corações dos marmanjos por ai. É muito comum a gente ver pessoas defendendo com unhas e dentes a Asuka de Evangelion ou a Kirino de Ore no Imouto. Eu sinceramente não entendo, porque Tsunderes não são minha vibe kk.

Kirino - SO COR RO
Kirino de Oreimo

Mas esse jeito que Ruma Livros ou que taca a Espada de Madeira na cabeça dos outros, pode ser para esconder uma fragilidade ou uma personalidade amorosa. Meio que esse é resumo de quase todas as Tsunderes. Uma mulher que muitas vezes tem medo das pessoas à sua volta e então parece ser bem malvadona — tudo uma casca para esconder uma flor. Mas às vezes ela é só uma Haruhi Suzumiya.

Watanuki de xxxHolic - Tsundere por Natureza
Watanuki de xxxHolic – Tsundere por Natureza

Menos comum em Animes Shoujo (ou qualquer anime) os “Homens Tsunderes” são peça rara. Geralmente aparecem em animes “Harém ao contrário” ou comédias. Citando alguns: o Tamaki de Ouran High School (mesmo tendo minhas dúvidas), o Watanuki de xxxHolic e o Mikorin de Gekkan Shoujo Nozaki-kun.

Dandere (As Meninas mais Moe)

Nagisa de CLANNAD
Nagisa de CLANNAD

Dandere vem da palavra “damnari” que quer dizer silencioso e “aquele que fala pouco” + deredere; são as mais tímidas. Eu meio que discordo um pouco do termo, tanto que ele não é tão usado no ocidente. Além disso, imagino que as Dandere sejam o tipo de personalidade que os japoneses “gostariam de ver” em uma mulher.

Eu prefiro muito mais o termo “Moe”. Indico a leitura do texto “Falando sobre Moe“, porque ele explica bem. Mas no geral, meninas Moe são tão presentes nos animes que me é natural falar. Temos até um especial aqui no site das Top 15 Mulheres Moe dos Animes que + Desejamos!

Sento de Amagi Brilliant Park
Sento de Amagi Brilliant Park

Então… Vamos tentar explicar isso: Nem toda personagem Moe é Tímida (Dandere). Tem duas personagens com personalidades diferentes e com Character Design “idênticos” que vou usar para explicar: a Sento de Amagi Brilliant Park e a Belldandy de Ah! Megami-Sama.

Ambas são Moe, mas são muito diferentes. A Belldandy — que inspirou o desenho da Sento — se finge de boba, e no inicio tem medo de encarar suas emoções. A Sento já é mais… ignorante, quebra o cacete, mas é bem retraída. Não dá para chamar nenhuma das duas de Dandere, porque elas não são tímidas como a Ryou de CLANNAD.

Belldandy "atacando" -- mesmo que enfeitiçada, hehe.
Belldandy “atacando” — mesmo que enfeitiçada, hehe.

Vamos dizer assim: Uma Menina Moe, ou seja, doce e que sabe conquistar com um olhar “sapequinha” sem ser vulgar ou Tarada kk… nem sempre é uma Dandere. Agora toda Dandere é Moe. Um exemplo ótimo para as Dandere é a Nagisa de Clannad. A Nagisa é Moe + de 8mil e ao mesmo tempo é tímida, calma, e forte feito uma rainha.

Acho que deu para entender né?

Ki-ja o rapaz ultra moe de Akatsuki no Yona
Ki-ja o rapaz moe de Akatsuki no Yona

E tem personagem masculino moe? Nos “haréns ao contrário” têm. Assim de cabeça eu lembro do Ki-ja de Akatsuki no Yona. O cara é tão moe que eu quase fiquei balançado kk.

Yandere

Yuno de Mirai Nikki - Yandere Master
Yuno de Mirai Nikki – Yandere Master

O termo Yandere veio da palavras “yanderu” que quer dizer “estar doente” + “deredere”… mais ou menos como “estar doente de amor” — fazer loucuras… Até ferir o amado/a. Aqui temos uma coisa bem interessante para continuar falando do Moe. Por exemplo, as Tsunderes sempre são aquela “armadura” que desabrocham em doçura e fragilidade — toda Tsundere tem seu momento Moe. Aliás todas as personalidades têm.

Mas no caso das Yandere costuma ser o Oposto. Elas na maioria das vezes são Moe, tímidas, com aparência de boazinhas… tudo para esconder aquele ciúme doentio. Um exemplo clássico de Yandere é a Yuno de Mirai Nikki. Ela consegue mudar fácil do sorriso apaixonante para um olhar psicopata.

Yuno "mode moe"
Yuno “mode moe”

Na verdade o termo acaba explicando como algumas pessoas podem parecer carinhosas, desde que você sempre faça o que elas querem.  É como um aviso — olhe bem quem você está namorando.

Outra personagem Yandere clássica é a Kotonoha de School Days — clique no link para ver uma imagem +18 dela, hehehe; para quem gosta de gore! Eu fiz uma Crítica (sem spoilers) e uma Review (com spoilers) do Anime também. De modo geral, ela é moe, bem doce, quase tímida (Dandare), mas vai mostrando que tudo pode desmoronar e mostrar quem ela é por dentro!

Soo-Won o cara Yandere de Akatsuki no Yona
Soo-Won o cara Yandere de Akatsuki no Yona

Um fato interessante é que recordo de poucos personagens Yandere homens. O mangá de Karekano talvez tenha essa vibe… já que o amor entre os protagonistas não termina bem segundo as fãs. E também de Akatsuki no Yona que Soo-Won é um carinha extremamente moe/ psicopata.

Fazendo um paralelo com esse assunto (poucos personagens Yandere masculinos) eu não lembro de um que o romance durasse. Já quando a Yandare é “ela”, os fãs torcem para que o casal fique junto. Outra curiosidade, que no ocidente temos muito mais histórias de homens psicopatas que matam suas esposas… meio coisa do “O Inimigo mora ao Lado”.

Kuudere

Rei Ayanami - Evangelion
Rei Ayanami – Evangelion

Espantem-se, porque o termo veio da forma como os japoneses pronunciam a palavra inglesa “cool”; cool quer dizer “legal”, mas também, “frio” e “gelado”. Logo “cool” + deredere” são aquelas personalidades que “amam de um modo mais frio”.

“Como assim veio do inglês?” Isso é bem comum. Um exemplo clássico é da palavra “Kissu”. No Japão, até o fim da Segunda Guerra Mundial não havia termo para “beijar na boca”, porque era um coisa que só se fazia dentro de quatro paredes, entre duas pessoas que se amam. Foi por causa da influência americana que “beijo na boca”, passou a “ser coisa comum” e ganhou um nome: “Kissu”.

Isso explica porque "beijar" em shonens e seines é mais raro de acontecer do que em shoujos
Onegai Teacher – Isso explica porque “beijar” em shonens e seinens é mais raro de acontecer do que em shoujos

E eu costumo amar as Kuudere. Não porque elas são frias ou não demonstram sentimento. Mas é como se lá dentro tivesse um forno queimando! Não tem o exemplo das Tsunderes, que a “brutalidade” é uma casca para uma flor? Aqui a frieza sempre esconde uma candura enorme.

Irie - Itazura na Kiss
Irie – Itazura na Kiss

Já Kuudere Masculinos são os  que mais têm nos Shoujos. Como o Arata de Chihayafuru, o Irie de Itazura na Kiss, o Nozaki-kun de Gekkan Shoujo Nozaki-kun. Na verdade é o tipo comum para  “Badass” dos animes. Talvez porque a mulher japonesa os veja como os “homens perfeitos” — frios, másculos, mas com um coração que só elas sabem chegar.

Kore wa Zombie Desu ka 6
Eucliwood de Kore Wa Zombie

Claro que esse também é o tipo de personagem óbvio para fazer “ecchi de comédia” como a Nozomu de Kanokon, e a Eucliwood de Kore Wa Zombie. Só que nas mãos de autores sérios, essa timidez excessiva está ali porque a personagem sofreu uma dor muito forte ou esconde um segredo angustiante, tendo a doçura escondida. Dois exemplos de Kuudere clássicas são a Kanade de Angel Beats e Rei Ayanami de Evangelion (ambos animes com reviews aqui no site).

Conclusão

Urabeeee
Urabeeee

Para concluir, quero dizer que bons personagens ficam quase impossíveis de se identificar se pertencem a algum gênero. A própria Belldandy de Ah Megami-Sama que não podemos chamá-la de Dandare, assim como a Urabe de Nazo no Kanojo X e a Yuuko de xxxHolic (clique nos links para ver o Especial Cosplay da Yuuko e a Crítica de Nazo).

Quando um autor/ autora quer dar profundidade, esses gêneros somem. Ou porque eles se “misturam” dentro de uma personagem, ou porque “não se encaixam” nelas. E isso é Excelente! Por exemplo, como você vai chamar a doida da Kaga Koko de Golden Time? Ou a própria Urabe que oras é doce, oras bate em todo mundo, outra é tímida que não acaba?

Kanade e Otonashi de Angel Beats
Kanade e Otonashi de Angel Beats

Na verdade o que todos esses gêneros falam é que dentro de cada mulher (ou cada pessoa), sempre se esconde alguma coisa que não se mostra nas aparências. A Rei de Evangelion pode parecer fria, mas nutre amor por Shinji porque é clone da mãe dele. A Kanade escondeu um lindo segredo “só porque ninguém nunca lhe perguntou“.

Ou a Taiga que vivia solitária e a Nagisa que com sua família enfrentou muito sofrimento, sempre tentando sorrir e ajudar as pessoas que ama. No fundo, esses gêneros só demonstram que dentro das pessoas sempre há muito mais do que aparentam.

Haruhi e seu jeito Sucubu de ser
Haruhi e seu jeito Sucubu de ser

Menos a Haruhi. Ela não presta kkkkk

Fontes: Wikipedia: Tsundere [Link] /Wikia.hero – Kuudere [Link]

10 Curiosidades dos Animes que Todo Fã Precisa Saber! (Parte 2)

Bem vindos meus amigos and amiguinhas nerds, geeks e otakus, que adoram saber curiosidades curiosas que quase ninguém conhece! Desta vez vamos das 10 Curiosidades dos Animes que todo otaku ou mesmo fã de anime Precisa Saber! Fiquem com a Parte 2 deste Especial!

10 Curiosidades dos Animes que Todo Fã Precisa Saber! (Parte 2)

10 curiosidades dos animes parte 2 wall

10 Curiosidades dos Animes

Parte 1 > Parte 2

Especial Curiosidades Geek

Games > HQs > Animes > Gatas dos Games  > História > Segunda Guerra Mundial > Aviões > Tecnologia Militar> Desenhos Animados > Invenções e Tecnologias que Mudaram o Mundo > Tecnologias Espaciais do Futuro

Olá queridos amigos and amigas… Bem vindos as 10 Curiosidades dos Animes que todo fã Precisa Saber! Como desta vez foram 10 ao em vez de 5 curiosidades “curiosas”, fui forçado a dividir este post em 2 partes: Essa aqui é a Parte 2 do Especial

Seguindo o link (Veja as 10 Curiosidades dos Animes que todo fã Precisa Saber Parte 1) vocês podem ver a primeira parte desse especial, ou mesmo clicando ali em cima. Espero que curtam porque deu maior trabalhão viu! Lembrando sempre que qualquer dúvida podem clicar nos links das fontes citadas!

Boa leitura a todos!

As Armaduras do Anime Cavaleiros do Zodíaco (Saint Seiya) não foram Desenhadas por Kuramada!

Masami Kurumada e CDZ

Muitos fãs de Cavaleiros do Zodíaco (Saint Seiya) sabem dessa curiosidade, mas como ela não deixa de ser curiosa… cá estamos nós. Então, na verdade quem desenhou a armadura dos cavaleiros de ouro e bronze para o anime não foi Masami Kurumada, mas sim Shingo Araki!

Vou explicar melhor: Shingo Araki na verdade animou muitos episódios do anime e foi ele quem remodelou completamente o desenho das armaduras de bronze e ouro originais, feitas pelo Kurumada. Assim ele refez armaduras com peças que cobririam grandes partes do corpo dos cavaleiros e até mesmo os capacetes: para que se tornassem um atrativo visual para o público.

"Saint Seiya": Clássico dos Clássicos dos Shonens
“Saint Seiya”: Clássico dos Clássicos dos Shonens

Lembrando sempre que o próprio Kurumada tinha muita confiança no animador. E vamos combinar… Kurumada desenha mal pacas também. Ainda bem que existiu um Shingo Araki na vida dele kk.

Fonte: Wikipedia – Shingo Araki [Link]

O Mangá de Oh! My Goddess (Ah! Megami-sama) é a Mais Longa Série de Mangá Publicada nos Estados Unidos!

Ah! Megami-Sama vol 48 capa

Vai dizer que você não conhece Ah! Megami-Sama (Oh! My Goddes)? De maneira geral AMS (como nós fãs gostamos de chamar) é uma manga seinen de romance que conta a história de Keiichi que teve um encontro repentino com a deusa Belldandy.

AMS também é a fonte primária para todas as histórias de romance (no Japão) em mangá/ light novel/ anime que veio depois (AMS e também Video Girl Ai). Sejam os romances obras Shonens, Shoujos, Seinens, Joseis, eles sempre tem alguma referência do animes de AMS. Então se você está começando no mundo dos animes Precisa dar uma olhada no anime das deusas.

ah megami-sama

E para surpresa de todos… essa curiosidades vai para quem é fã de Oh! My Goddess (Ah! Megami-Sama) como eu: o mangá das deusas é a Mais longa série de mangá publicada nos Estados Unidos! O que me faz pensar o quão bem aceita e vendida AMS é por lá. Uma pena que ela já acabou não é verdade?

Aproveitando sempre para dizer que o Ah! Megami-Sama Scan postou o mangá traduzido das deusas Aqui no Afontegeek. Basta Clicar no Link para ler os Capítulos Traduzidos do Mangá das deusas pelo AMSScan pessoal!

AMSScan no Facebook
AMSScan no Facebook

Fonte: ComicVine.com: [Link] / O que são Animes Shonen, Shoujo e Seinen?: [Link] – Afontegeek

Diretor do Clássico Anime Serial Experiments Lain também Dirigiu REC!

autor de rec anime serial experiments lainEssa eu acho que nem todo otaku “velho de guerra” conhece. E pela grandiosidade da obra, com certeza merece aparecer aqui como curiosidade. Estamos falando do “anime original” Serial Experiments Lain (1998): um anime meio sci-fi, meio steampunk.

Lain é um dos animes que mais influenciou o mundo dos animes/ mangas, tanto pela sua temática trabalhada, quanto pelo estilo de roteiro e direção. Na verdade, mesmo obras mais contemporâneas como Sword Art Online e Madoka Magica bebem muito da influencia de Lain até hoje!

——————–

SPOILLERRR

serial experiments lain

Enquanto SAO levou consigo o conceito de “Transferir a mente para a Rede”, Madoka levou a ideia de “tornar-se uma deusa” — ambas ideias expostas primeiramente em Serial Experiments Lain.

Na verdade, se você está começando a ver animes indico fortemente que veja, porque ele aborda até “Teorias da Conspiração” e digamos que “adivinhou” o “bullyng online” — num tempo que não existiam redes sociais e quase ninguém utilizava a internet.

Fim do Spoiler

——————–

rec anime

Pois muito bem, apesar do criador original de Serial Experiments Lain ser Yasayuki Ueda (que também é o produtor) ele teve exatamente o mesmo diretor de animes como REC e Kino no Tabi (ambos animes indicadíssimos). Como ainda não vi Kino no Tabi, posso falar bem de REC: se trata de um seinen de romance cujo mangá perde muito na história comparado com seu anime de 9 episódios de 12 minutos cada.

E por que o anime é tão melhor que o mangá? Pela direção e roteiro maravilhosos feitos pelo incrível Ryuutarou Nakamura, que mudou a história em pontos certos e fez ela se tornar + dinâmica e prazerosa. É uma pena que Ryuutarou Nakamura que nos brindou com Serial Experiments Lain, REC, Kino no Tabi e outras obras, nos tenham deixado tão cedo: em 2013 com apenas 58 anos. Deus esteja. Ficaram conosco essas obras primas!

Fontes: Animelist – Serial Experiments Lain [Link] /
Ryuutarou Nakamura [Link]

Hideaki Anno: Autor de Neon Genesis Evangelion é também o diretor de Karekano (Kareshi Kanojo no Jijou)

Hideaki Anno dirigiu Karekano e Evangelion

Essa é outra curiosidade que eu acho que todo fã de anime mais “velhaco” sabe, mas que exatamente por ser inusitada tem de aparecer por aqui. Então, Hideaki Anno que é praticamente o dono de Neon Genesis Evangelion (porque o cara é o produtor, o diretor, “quem escreveu” e até o “key animator” do anime kk) também dirigiu (co-dirigiu na verdade) um “clássico” dos animes shoujo: Karekano (Kareshi Kanojo no Jijou).

Exatamente meu caro amiguinho e amiguinha, o mesmo diretor de Evangelion foi diretor, roteirista e “o que + ele tenha sido” de um anime shoujo lançado em 1998. Até ai… nada de muito anormal né? O inusitado é que ele saiu da direção da animação de Karekano porque teve disputas com a Mangaka da obra kkk.

Neon-Genesis-Evangelion

Procurei saber melhor o motivo da briga… eu vi esse shoujo há muito tempo atrás e digamos que “tudo” o que vemos em Evangelion também vemos em Karekano: fundos vazios com pensamentos, conversas estranhas no final… se percebe “quem é o dono” da obra.

——————–

SPOILLERRR

karekano: "rei dos shoujos"
karekano: “rei dos shoujos”

A grande mudança é que  segundo os fãs que leram o mangá, Hideaki mudou o final: em certa parte do mangá o “herói” da estória “estupra” a mocinha (isso mesmo… os fãs que leram o mangá contam que o herói estupra a mocinha!).

E parampampam… tal fato JAMAIS ocorre no anime. Na verdade até a ideia de que eles transaram é “velada” até certo ponto da história que fica “óbvio” que eles transaram (“Ahh então aquele dia na casa dele.. ahaamm…”).

Fim do Spoiler

——————–

karekano

Imagino que a briga entre a Mangaka e Hideaki foi justamente por essa mudança. E vocês, concordam?

ps: E como já é quase costume por aqui: siga o link para ler a Review do Anime Neon Genesis Evangelion pessoal!

Fontes: Animelist – Neon Genesis Evangelion [Link] /
Hideaki Anno [Link] /

Yuu Kamiya – No Game no Life: Primeira obra de um Brasileiro a se tornar um Anime!

Yuu Kamiya (Thiago Furukawa Lucas) brasileiro autor de no game no lifeEssa é uma curiosidade meio “antiga”, mas como sei que muita gente ainda procura saber “sobre o mangaká brasileiro que teve um anime feito a partir de sua obra” cá estamos nós. Para falar a verdade, posso dizer que o Afontegeek foi um dos primeiros sites a noticiar o fato 🙂 Então né?

O nome do brasileiro é Thiago Furukawa Lucas, mais conhecido no meio dos mangás como Yuu Kamiya. Na verdade ele é também o primeiro artista de manga estrangeiro a ser reconhecido no Japão e logo vindo do Brasil!

no game no life wall 1

A coisa é meio engraçada porque ele é casado com uma moça chamada Hiiragi Mashiro, que por acaso é assistente dele.Também por acaso Yuu Kamiya outro dia (apesar de muito ocupado) esteve no Brasil para lançar o mangá/ Light novel de No Game no Life por aqui.

No Game no Life é o nome da obra que virou anime — uma animação excelente por sinal, feita pela MadHouse e que eu recomendo Muito! E só para fechar… a Alemanha pode ter vencido de 7×1, mas não tem um mangaka com anime e tudo trabalhando no Japão kk.

Fontes: Afontegeek – Yuu Kamiya: Primeiro Brasileiro terá anime de sua Autoria estreando esse Ano! [Link] / No game no Life: Mangá e Light Novel serão Lançados no Brasil [Link]

——————–

Espero que tenham curtido o post viu pessoal! Aproveitem a vejam a PARTE 1 desse especial sobre as Curiosidades dos Animes!

Vejo vocês lá!

10 Curiosidades dos Animes que Todo Fã Precisa Saber! (Parte 1)

Bem vindos meus amigos and amiguinhas nerds, geeks e otakus, que adoram saber curiosidades curiosas que quase ninguém conhece! Desta vez vamos das 10 Curiosidades dos Animes que todo otaku ou mesmo fã de anime Precisa Saber! Fiquem com a Parte 1 deste Especial!

10 Curiosidades dos Animes que Todo Fã Precisa Saber! (Parte 1)

10 curiosidades dos animes parte 1

10 Curiosidades dos Animes

Parte 1 > Parte 2

Especial Curiosidades Geek

Games > HQs > Animes > Gatas dos Games  > História > Segunda Guerra Mundial > Aviões > Tecnologia Militar> Desenhos Animados > Invenções e Tecnologias que Mudaram o Mundo > Tecnologias Espaciais do Futuro

Olá queridos amigos and amigas… Bem vindos as 10 Curiosidades dos Animes que todo fã Precisa Saber! Como desta vez foram 10 ao em vez de 5 curiosidades “curiosas”, fui forçado a dividir este post em 2 partes: Essa aqui obviamente é a Parte 1 né? kk

Seguindo o link (Veja as 10 Curiosidades dos Animes que todo fã Precisa Saber Parte 2) vocês podem ver a segunda parte desse especial, ou mesmo clicando ali em cima. Espero que curtam porque deu maior trabalhão viu! Lembrando sempre que qualquer dúvida podem clicar nos links das fontes citadas!

Boa leitura a todos!

Estúdio Ghibli – Ganhou Um Oscar com A Viagem de Chihiro!

a viagem de chihiro

No fundo eu acho que essa “curiosidade” todo otaku já sabe né? Mas não custa nada ao menos “relembrar”. Então… o longa animado foi dirigido pelo gênio Hayao Miyazaki e é uma produção de 2001 do Studio Ghibli.

O Oscar recebido foi o de melhor animação em 2002. E não por acaso o tal do “veinho de barba branca” também ganhou em 2014 um Oscar Honorário “pelo seu impacto na animação e no cinema”. Ou seja meninos e meninas… estamos aqui falando de um gênio!

Hayao Miyazaki ganhando o Oscar
Hayao Miyazaki ganhando o Oscar

Fontes: Wikipedia (ING) – Spirited Away (A Viagem de Chihiro) /
Hayao Miyazaki: [Link]

Key/ Visual arts e sua Influência nos Animes/ Mangás/ de Drama!

key as 4 obras

Essa aqui eu acho que é “mais desconhecida”. Muito bem, vou fazer um resumo: A produtora de Visual Novel Key/ Visual Arts tem uma importância enorme para todos os animes/ mangás/ visual novel/ light novel de drama japoneses, desde que começou a lançar seus games. Ela é a produtora de obras como Kanon, Clannad, Angel Beats, Air Tv…

Pode-se dizer que uma quantidade absurda de autores se baseiam na fórmula “patenteada” da Key para te fazer chorar falando de algo importante da vida. Produções como Kobato., Koutora-san, Hentai Ouji, Ef – A tale of Melodies, Ano Hana, Wolf Children, não apenas “citam a influência” da produtora nas suas obras (com luzes subindo) como também se utilizam da Fórmula Mágica da Key:

Kotomi-chan...
Kotomi-chan…

No começo que apresenta os personagens para que você goste deles, seguida de uma separação (ou uma ruptura, como algum sofrimento), seguida de uma resolução ou um reencontro dos mesmos — mesmo que o final seja triste muitas vezes.

Até mesmo produções que não são dramas citam a Key: Steins; gate e Kami Nomi já fizeram homenagem. Por acaso, se você quiser saber mais sobre O que são Visual Novel e a Importância da Key nos Animes basta seguir o link! E não se esqueça: se você ver um anime com luzes subindo… saiba que houve inspiração da Key!

Obra e graça de Jun Maeda
Obra e graça de Jun Maeda

Fonte: O que são Visual Novel e qual a Importância da Key nos animes [Link] – Afontegeek

Curiosidades de Dragon Ball: Kamehameha/ Kuririn NÃO TEM NARIZ/ A maioria das mulheres de Dragon Ball e Dragon Ball Z são Tsunderes!

curiosidades de dragaon ballEssas são meio bobas, mas quem gosta de Dragon Ball e Dragon Ball Z com certeza vai gostar de saber. A primeira delas é que a esposa do Akira Toriyama deu o nome da técnica “Kamehameha“! Sim meu filho! E também o próprio Akira diz que essa é a técnica que ele + gosta (só pode ser, afinal foi a esposa que deu o nome kk).

A Segunda é que, acredite se quiser, o Kuririn (ou Krillin segundo a dublagem americana hehehe) realmente NÃO TEM NARIZ! Akira explica que ele tem uma idiossincrasia que o permite respirar através dos poros da pele — eu era + feliz antes de saber disso kk

chi-chi gif

Outra curiosidade (essa também meio besta) é que quase todas as mulheres de Dragon Ball e Dragon Ball Z criadas pelo Toriyama são Tsunderes (gritam, esperneiam, são retadas mas no fundo são um doce). São elas: Chichi, Bulma, Videl e Lunch (que tem duas personalidades: uma pirada e uma boazinha).

A única que não seria “enquadrada” como Tsundere é justo a mais forte delas: a androide Nº 18. Tudo isso me faz pensar que Toriyama com certeza tem a última palavra em casa: “Sim querida, vou fazer agora!” kk E ele está certo viu!

ps: Não contei Pan e Bra porque Dragon Ball GT não é Cânone.

Fontes: Entrevista de Akira Toriyama [Link] / Kuririn (Wikipédia): [Link] / Dragonball wikia pt-br: [Link]

Autora de Fullmetal Alchimist faz o Mangá e a Arte do Anime Arslan Senki; ela é também Autora de Gin no Saiji (Silver Spoon)

Hiromu Arakawa autora de Fullmetal e de Arslan SenkiPois é meus amigos… você que conhece Fullmetal Alchemist (e com certeza ama, porque todo mundo que conheço e viu Fullmetal adora) vai ficar surpreso de saber que a autora Hiromu Arakawa (42 anos) é também autora da obra “vamos para o campo conhecer a roça?” Gin no Saiji (Silver Spoon). Digamos que eu vi a primeira temporada de Gin no Saiji e gosto muito do anime.

E para fechar… você que viu o anime Arslan Senki que saiu na Temporada Passada talvez fique surpreso de saber que ela também desenhou o “Character Design” do Anime e faz o mangá dele (aliás, o anime é baseado no mangá publicado pela Hiromu Arakawa!).

Arslan Senki
Arslan Senki

Lembrando que a obra original de Arslan Senki na verdade é uma Light Novel de 1986 e que continua sendo publicada ATÉ HOJE, cujo autor se chama Yoshiki Tanaka — e o manga da Hiromu, obviamente é uma adaptação dessa LN. Outra coisa interessante é que essa vaquinha aqui nas imagens (embaixo) é o símbolo da Hiromu Arakawa como mangaká!

Fontes: Hiromu Arakawa (animelist): [Link] / Animes da Temporada de Primavera (2015): [Link] – Afontegeek / The Heroic Legend of Arslan (wikipedia): [Link]

A Autora de Inuyasha e Ranma 1/2 é…

Rumiko Takahashi autora de inuyasha e ranma

Rumiko Takahashi, a autora de obras como Inuyasha e Ranma 1/2 é simplesmente a autora (mulher) de quadrinhos/ mangás que mais vendeu obras ao redor do mundo, com mais de 100 milhões de copias vendidas (de diferentes trabalhos seus) em todo o planeta!!

E mesmo hoje ela continua trabalhando: sua última obra a ter ganho uma adaptação em anime foi Kyoukai no Rinne. Se você é fã dela, tem muito o que se orgulhar viu!

ps: Ela também nunca casou! O.O Não quer dizer que ela não tenha tido experiências amorosas. Né? NÉ???

Fonte: Rumiko Takahashi: [Link] Baka-Updates /Animes da Temporada de Primavera (2015): [Link] – Afontegeek / Rumiko Takahashi Biography [Link] – Site Oficial dela

——————–

Espero que tenham curtido o post viu pessoal! Aproveitem a vejam a PARTE 2 desse especial sobre as Curiosidades dos Animes!

Vejo vocês lá!

O que são Animes de Visual Novel e Qual Importância da Key/ Visual Arts?

Este é um daqueles posts em que eu sempre procuro trazer aos nossos amigos e amigas. Trato dos animes que são feitos a partir de Visual Novel, e qual a importância da Key/ Visual Arts (um das maiores produtoras de Visual Novel) na História dos Animes.

planetarian

O que são Animes de Visual Novel e Qual Importância da Key/ Visual Arts?

Entendendo Assuntos Nerd e Otakus da Cultura Pop

O que são Animes Shonen, Shoujo e Seinen?O que são Animes feitos de Visual Novel? Quais são os tipos de Roteiros de Animes? – O que é uma Graphic Novel? – O que são Filmes Space Opera?O que são Épicos, Romances e Novelas? – O que são Animes e Cartoons? — Como são os Desenhos (Cartoons) da Atualidade e do que eles Falam? O que é Tsundere, Yandere, Kuudere e Dandere (Moe) dos Animes?

Olá pessoas, como estão vocês, tudo ok? Espero que tudo esteja belezinha aí viu. E como fiquei empolgado com a Review de Planterian resolvi falar o pouco que sei sobre Visual Novel que como podem ver, é o tema deste post.  Espero que curtam, porque senão… enfim.

Vamos lá!

O que são Visual Novel?

De modo geral, Visual Novel  são Games de múltipla escolha. Geralmente as VNs japonesas são de “conquistas” (de conquistar meninas ou meninos; a primeira voltada ao público masculino, a segundo ao público feminino); e você pode conquistar mais de uma personagem (o que vamos chamar de “rotas“, ou no caso dos animes, “arcos“).

Então nas VNs, você pode seguir a rota da “aluna tímida”, e depois da “aluna tsundere”, até conseguir fechar o game. O mesmo vale para as VNs voltadas ao público feminino. Quando essas VNs são adaptadas para animes, temos “arcos”. Então o personagem principal vai passar pelos arcos das meninas — mas a depender do objetivo do diretor, não quer dizer que vá conquistar todas, mas que vai passar pelos arcos das personagens.

Animes Baseados em Visual Novel

Kimi ga Nozumo Eien
Kimi ga Nozumo Eien

Fiz reviews aqui no site de diversos animes baseados em Visual Novel. Recordo de Mashiroiro Symphony (um dos haréns que mais gosto!) e do  “meu Deus como eu odeio” Kimi ga Nozumo Eien (drama). Geralmente os diretores dos animes ao portar Visuais Noveis para animações, têm um objetivo bastante claro na “passagem de mídia”, porque algumas das Visuais Novel também são Eroges…

Mas Peraí… O que são Eroges? Se você assistiu o engraçadíssimo harém Boku Wa Tomadachi, ou o chatíssimo Oreimo, tem uma noção de que Visual Novel Eroge contém cenas de “sexo” +18.

Shingo, porque não basta ser cavalheiro, tem de ser prestativo!
Mashiroiro Symphony: Shingo, porque não basta ser cavalheiro, tem de ser prestativo!

Os animes que fiz as reviews (Mashiroiro e Kimi ga) são Visual Novel Eroges, o que quer dizer que no final da conquista acontecem a cenas de sexo. Ou seja, o jogador se mata de conquistar as personagens para que aconteça a querida ceninha onanista, rs.

Mas para quem viu os animes de Mashiroiro e Kimi ga Nozumo, sabe que no primeiro não acontece cenas de sexo — apenas ceninhas ecchi e muito Moe — enquanto em Kimi ga, dão a entender que acontecem, mas sem “passarem tudo”, porque afinal de contas não são Hentais.

Por acaso faz pouco tempo que terminei um anime com muitas tretas também baseado em Visual Novel Eroge: White Album. O processo foi parecido com o de Kimi ga, só dando a entender que tem sexo.

Spoiler: A melhor de todas: Não vou dizer que é a irmãzinha, mesmo que seja ela...
Yosuga no Sora (o ecchi que as meninas também amam). Spoiler: A melhor de todas –Não vou dizer que é a irmãzinha, mesmo que seja ela…

Então o objetivo do diretor fica bastante claro quando foca o “Eroge” dos games ou não. Mas em qualquer dos casos, mostrando ou não o “sequiço”, o diretor procura manter o Sentido da Obra — como aliás ocorre quando se passam de Mangás para Animes.

Para citar um exemplo de Visual Novel Eroge, aonde a versão animada tem cenas “pornô”, eu cito o interessante e fraco Yosuga no Sora. As cenas ecchi são muito fortes, e a ideia foi mostrar o herói da história conquistar cada uma das personagens (mostrando quase tudo na hora “H”), deixando “a Melhor” para o final.

Qual a Importância das Visual Novel?

White Album: O anime das Tretas!
White Album: O anime das Tretas!

A primeira coisa que o amigo leitor deve pensar é na questão econômica. As Visual Novel passam para a versão animada se venderem bem, ou se fazerem certo sucesso com o público ou crítica. Na realidade é o mesmo processo com as Light Novel (que são como Roteiros Ilustrados) e mangás. Se vender bem, viram Anime. Se o anime vende bem, ganha novas temporadas.

Também na maioria das vezes Visuais Eroges são classificadas como “Seinen, por terem histórias mais sérias. Mas mesmo algumas que não têm as ceninhas onanistas podem ser chamadas de Seinen…

A maior das Obras-primas da Key (em minha humilde opinião). Tão bom que para mim... não é só Seinen.
Clannad: A maior das Obras-primas da Key (em minha humilde opinião). Tão bom que para mim… não é só Seinen.

Uma característica interessante das Visual Novel — eu não posso falar muito do assunto porque não joguei nenhuma, mas falei com muitas pessoas de fóruns que jogaram e também tenho um amigo que jogou uma — é que elas costumam ser longas. Imagine um tamanho de um RPG. Por ai… talvez maior.

Mas de um modo geral, a “fórmula” das Visual parece meio batida. Personagens Moe, cenas kawaai, tsundere… Parece (não posso afirmar com  certeza) que foi assim até o inicio da década de 90…

Referência da Key nos Animes e Visuais Novel

Kami Nomi faz uma Homenagem à Key no último episódio da segunda temp. se bem lembro: Como a melhor Visual Novel que o carinha jogou. A heroína lembra a Ayu de Kanon.
Kami Nomi faz uma Homenagem à Key no último episódio da segunda temp. se bem lembro: Como a melhor Visual Novel que o carinha jogou. A heroína lembra a Ayu de Kanon.

Até o aparecimento da Key! Esses games parece que não eram “tão importantes”, porque tudo é “meio bobo” mesmo. Mas a Key desde antes dela, com a Tactics (com muitos fundadores da própria Key) começou a abordar questões sérias, dramáticas, profundas e argumentos lindíssimos nas suas histórias.

A verdade é que parece que tanto as Visual Novel quanto os Animes ganharam e mudaram muito, graças a nova referência nos dramas: a Key.

Ano Hana (2011) tem muitos elementos de Little Bustes, cuja Visual Novel é de 2007.
Ano Hana (2011) tem muitos elementos de Little Bustes, cuja Visual Novel é de 2007.

Não posso dar certeza, mas não apenas em questão da Key — e ainda com a Tactics — ter iniciado o que começou a ser chamado de Crying Games (Games feitos para o jogador Chorar) mas é possível que até os Romances nas Visuais Novel tenham se aprofundado com a herança dela.

Sem falar nos animes/mangás de Drama; o anime que tiver por exemplo, “luzinhas subindo para o céu”, tem referência da Key: Ano Hana, Hentai Ouji, Ef: A tale of memories… só alguns.

Obra e graça de Jun Maeda
Angel Beats: Obra e graça de Jun Maeda

A Key é a autora de Visual Novel que viraram os seguintes Animes (obras-primas): Kanon e Kanon (2006), Clannad e Clannad After story (essa a Maior obra-prima da Key), Air Tv, Little Busters e LB Refrain. Animes: Angel Beats (com autoria do gênio e um dos fundadores da Key: Jun Maeda) e Sola (autor ex-participante da Key, escreveu Kanon). Esqueci algum?

E o que são “Crying Games” – A Fórmula da Key

One: Kagayaku Kisetsu, ou One True Stories (linda versão hentai), uma das obras da Tactics
One: Kagayaku Kisetsu, ou One True Stories (linda versão hentai), uma das obras da Tactics

Vamos ver o que a Wikipedia ING nos diz:

“Uma comédia na primeira parte, com um romance caloroso no meio, seguida por uma trágica separação e finalmente, uma emocionante reunião formam o que ficou conhecido como “Crying Games”. A ideia principal deste tipo de game é fazer o jogador “sentir” pelo personagem, e fazê-lo chorar durante os cenários mais emocionantes, que servem para deixar um grande impacto no jogador, depois que o game termina. O segundo título da Tactis, One: Kagayaku Kisetsu, foi feito baseado nessa fórmula.”

A Wikipédia vai continuar dizendo que até um autor de games de Terror utilizou essa fórmula para fazer sua obra. Ele se chama Ryukishi07, jogou os games da Key tomando-os como referência, e os analisou tentando entender o motivo deles se tornarem tão populares.

Para ele o segredo é a história começar com dias normais e mesmo felizes, mas de repente algo acontecer e fazer o jogador “chorar” com isso. Nas palavras dele: a Key é um “Masterpiece Maker“, ou uma Criadora de Obras-Primas.

Kotomi-chan...
Kotomi-chan…

Eu acrescentaria a importância simbólica, associativa, musical e psicológica encontrada em todas as obras Key que vi (versões animadas) — inclusive Planetarian. Por exemplo, tomando o arco da Kotomi (Clannad), temos símbolos apresentados no começo — o urso e o violino — a música de fundo própria da sua personalidade assustada com o “mundo lá fora”.

No fim vimos ela desde criança ligada ao violino e ao urso de pelúcia — quando seus pais antes de morrer enviam o ursinho de pelúcia com a mensagem na maleta para ela aproveitar os bons e tristes momentos da vida, porque viver é Descobrir e se Redescobrir. A ligação associativa é claríssima.

Key e Kinect Novel

planetarian reverie 1
“Parece como uma… jovem e baixinha mulher.” Planetarian o game que não é game.

E inovando mais uma vez, a Key/ Visual Arts resolve lançar um novo tipo de Visual Novel. Dessa vez sem “rotas” para o jogador escolher. Não é um “game”. É um conto. O leitor só deve ler e seguir a história. Mais do que isso, Planterian inaugurou os “Romances Multimídia”, com fotos, símbolos e músicas: são as ainda raras Kinect Novels.

E é dela que eu falo na mais nova Review do Afontegeek. Como eu disse, não joguei nenhuma Visual Novel — pelo motivo de me dizerem delas serem tão longas quanto RPGs. Mas espero ter ajudado um pouco aos leitores entenderem o que elas são, a importância delas, e os motivos dos diretores em cada “porte” que fazem ao transformá-las em animes.

Planetaria: O sonho de uma pequena estrela
Planetaria: O sonho de uma pequena estrela

Para terminar, espero que apareçam mais Kinect Novels — os Livros/Contos com música e imagens. Adorei conhecer uma e seria interessante mais algumas com os elementos que citei.

ps: Todos os fãs e fontes online dizem que o maior gênio por trás da Key é um dos fundadores: Jun Maeda. Pesquisando, até algumas músicas foi ele quem fez. Eu não sei vocês, mas considero o cara um gênio!

Fontes:

Key: [Link]/ Eroges: [Link]/
White Album: [Link]/ Sobre Kinect Novel: [Link]
Visual Novel Database: [Link]/ Mashiroiro Symphony: [Link]

Yuu Kamiya: Primeiro Brasileiro terá anime de sua Autoria estreando esse Ano!

Essa é uma das noticias que mais orgulho de ter trazido aqui para o site. Primeiro, porque foi realmente em “primeira mão” — quase nenhum site havia noticiado.

Segundo, que foi sobre um brasileiro bombando no Japão, e tendo um anime (No Game No Life) estreando baseado em sua obra. Parabéns Yuu Kamiya! Ahh… e o anime é muito bom!

Yuu Kamiya: Primeiro Brasileiro terá anime de sua Autoria estreando esse Ano!

no game no life wall

E finalmente voltando, apesar de eu ainda estar no período de avaliações, desta vez o Afontegeek trás mais uma daquelas notícias especiais que não se vê por aí em qualquer site. Se trata da notícia do Primeiro Brasileiro a fazer sucesso nas terras nipônicas.

Acabei vendo ela enquanto dava uma zapiada no forum Minnasuki que frequento para falar do mangá de Nazo e vez ou outra, postar alguma matéria daqui do blog. Quando de repente, vejo um dos amigos do fórum comentando os animes da nova temporada de outubro — temporada que vem com Little Busters Refrain, que estou louco pra ver — o anime, No Game no Life.

no game nO amigo Thanos veio com a informação de que um querido brasileirinho era autor da Light Novel cuja o anime se baseou. Se bem recordo, light novels são como livros ilustrados — eu dei uma olhada na LN de Spice and Wolf, e mais parece com roteiros de animes junto com ilustrações.

Então, antes de começar a falar do querido brasileiro que certamente deixou um monte de gente aqui querendo ser ele, vamos ver um pouco do anime No Game No Life.

 O Anime

Vou deixar a sinopse traduzida do anime, que parece ser um ecchi de aventura que fala sobre games, dominação mundial, etc. Vou deixar a sinopse e depois, um pequeno trailer do anime.

a Sinopse

A história de ‘No Game no Life‘ se centraliza em torno de Sora e Shiro, irmão e irmã que têm a reputação como brilhantes NEET (Não trabalha, não estuda, não fazem nada) hikikomori (trancados em casa) — Vale uma adendo: são jovens que não saem de casa e não vivem mais socialmente; as famílias japonesas são muito preocupadas com esse problema já que são uma sociedade tradicional — gamers que se tornaram lendas urbanas (?) na internet.

Esses dois gamers já consideram o mundo real apenas como um “jogo ruim”. Um dia, eles são convocados/escolhidos por um garoto chamado ‘deus’ para um mundo alternativo. Lá, ‘deus’ proibiu a guerra e declarou que este seria um mundo em que “tudo seria decidido através de games” — até mesmo fronteiras nacionais.

A humanidade foi levada para uma cidade que sobrou por outras raças. Sora e Shiro, os irmãos “inúteis”, serão os salvadores da humanidade nesse mundo alternativo?

Well, let’s start playing.

Sword Art Online - 09 (11)

Vendo essa sinopse consigo lembrar de muitos animes. Desde Sword Art Online que foi sucesso na temporada passada, até Yumeria que é um ecchi de fantasia muito antigo, mas com um enredo parecido. De qualquer jeito é claro que vou dar uma olhada para assistir o que nosso querido amigo fez — afinal, até aonde sei, essa é a primeira vez que temos um anime baseado na obra de um brasileiro — falei isso umas mil vezes.

Maas… e quem é ele?

no game no life autor thiago lucasSeguindo o link do Thanos. Fui olhar no mangaupdates quem era o rapaz. E descobri que ele é Thiago Furukawa Lucas, melhor conhecido pelo pseudônimo de Yuu Kamiya. Ele é o primeiro artista de manga estrangeiro a ser reconhecido no Japão, e logo vindo do Brasil.

A coisa é meio engraçada porque ele é casado com uma moça chamada Hiiragi Mashiro, que por acaso é assistente dele. Com esse nome, ou ela é descendente ou japonesa mesmo. Caso seja descendente, dá pra especular que ela ‘levou ele para o Japão’, e o resto é trabalho duro — mas eu não pesquisei se ela é descendente não, só tô imaginando!

Ou seja, sinto uma inveja crescente do público leitor, rs. Brasileiro, casado com uma possível japonesa/ descendente, se torna o primeiro autor estrangeiro a conseguir um anime baseado na sua obra. Eu de cá admiro ele demais. Nada é mais importante do que trabalho, e trabalho bem feito. Taí ele para mostrar.

Agora…pelas Imagens de No Game No Life, só consigo imaginar que ele gosta muuito de lolis, o que não me agrada nem um pingo. Mas faz o amigo Takanashi Souta dar pulos de alegria — cada vez mais penso que sou mesmo moralista.

Este slideshow necessita de JavaScript.


[Aproveitem porque eu não gosto de lolis/ecchi, e estou propenso a deletar essa galeria]

Se destacam nas obras do Yuu Kamiya gêneros seinen, shonen, shoujo-ai…o que me faz pensar que ele é bem variado na sua arte — mangas. E também o anime No game no Life que tem um mangá e uma LN.

Então é isso. Em primeira mão aqui no Afontegeek, o primeiro brasileiro que tem um anime baseado em sua obra, estreando já em Outubro. Pelo que estou vendo, muito ecchi, ação e tensão, nos esperam em No Game No Life!

Abraços!

Fontes:
ANN: [Link]
MyanimeList: [Link]
MangaUpdates: [Link]
Fórum Minnasuki: [Link]

O que são Animes Shonen, Shoujo e Seinen?

Saiba agora de uma vez por todas O que são animes Shonen, Shoujo e Seinen. Neste texto vou falar das classificações e gêneros dos anime, que costumam gerar muitas confusões “nos otakus novos e velhos”. Venham comigo!

guilty_crown inori wall

O que são Animes Shonen, Shoujo e Seinen?

Eu sei que muitos de vocês têm duvidas sobre os tipos de animes, gêneros, classificações, até nomenclaturas diferentes que eles possuem. Pensei em escrever sobre Moe e Kawaai, mas o antigo Blog Otakismo, agora no Genkidama (eu imagino que seja o mesmo autor) conta com artigos soberbos sobre o assunto, além do que acabei fazendo um especial de Top15 Personagens +Moe.

Por isso mesmo, hoje vou falar sobre animes/mangás Shonen, Shoujo e Seinen, que são os mais conhecidos/vistos e vendidos na terra de nippon e muito mais além and far away, e que acabam causando mais duvidas, brigas e tensões entre os fãs (ou não) para saber qual anime é de qual classificação!

Pois bem.

Masashi Kishimoto fala sobre o fim de NarutoShonen, Shoujo e Seinen são termos que designam os “Públicos Alvo”, ou seja, a que tipo de público a obra é direcionada. Na ordem: Garoto Jovem, Garota Jovem e “Adulto” (mas não tem haver com hentai, é adulto por ser a um público mais ‘velho’).

Só um adendo antes das explicações: esse texto não vai definir para sempre ‘forevermore’ nada disso, mas tenta dar uma luz ao amigo otaku, ou então àquele nerd que como eu, pegou um anime para ver e mal sabe no quê está lidando. Na duvida, vejam as referências no fim do post que ajudam pacas.

Shonen

"Dragon ball Z": Shonen do mestre Akira Toriyama
“Dragon ball Z”: Shonen do mestre Akira Toriyama

Os Animes/Mangás shonen, são àqueles cujo público alvo são os garotos jovens, ou os adolescentes espinhudos. Esses shonens podem ter os mais variados gêneros, como os Haréns, Comédias, Ação (os “battleshonen” que são os mais famosos), Romances, etc… Eu colo os de gore/terror também. Mas bem mais raro são os filosóficos/psicológicos.

Como Identificar um shonen?

death_note_wallpaper_22
Um Ótimo Shonen. Cliquem na Imagem e vejam o texto que eu falo sobre DN

A experiência vai ajudar. Mas os de ação — como Cavaleiros do Zodíaco, Dragon Ball Z, Swort Art Online, One Piece, Naruto — têm um roteiro parecido. Primeiro que todos contam a Jornada do Herói. Ou seja, são histórias de alguém que não era ninguém, muitas vezes não queria ir para luta para mudar de vida, mas que vai em busca de um sonho. Ai varia mesmo: Defender Athena, Salvar os terráqueos, Salvar Asuna, Em busca do One Piece… etc.

Na maioria são roteiros clássicos, com os de sempre “eu nunca vou te perdoar”, os cansativos Flashbacks, explicações sempre que possível, diálogos no meio dos combates; costumam ter andamento bem mais linear e claro, uma multidão de conceitos.

"Saint Seiya": Clássico dos Clássicos dos Shonens
“Saint Seiya”: Clássico dos Clássicos dos Shonens

Mas no geral, shonens de humor, psicológicos, e tantos outros, o roteiro acaba não dando ênfase aos personagens, e portanto, falha como boa ‘literatura’ — até porque o objetivo não é esse nos shonens. Ai temos casos como personagens incapazes de existir na realidade. Mas tenham em mente que o objetivo no shonen, maioria das vezes, são as ‘epopéias’, os épicos.

Talvez essa pouca preocupação na profundidade dos personagens, é o que torne os shonens tão populares, por contar a ‘jornada do herói’ e focar bem nisso, afinal,  todo jovem quer ser um hokage. Sem esquecer da ação ‘bem feita’ e tudo mais. Eu confesso que não gosto muito deles, mas sei que têm aqueles muito bons!

Shoujo

"rei dos shoujos"
“Karekano”: shoujo clássico

Como disse lá em cima, os shoujos são os feitos para as meninas adolescentes. Diferente dos shonen que contam a ‘jornada do heroi’ na maioria das vezes, os shoujos contam os ‘Ritos de Passagem’ da Mulher. Como o primeiro amor, o primeiro beijo, a primeira vez que se vê como mulher, e também, a primeira noite de sexo — engraçado, no ocidente, a primeira noite é muito marcante para os meninos. Um rito para se tornar Adulto.

Diferente dos shonens, aqui os Haréns são “ao contrário”, ou seja, vários carinhas em cima da mesma menina — não há a relação de macho alpha. Sem contar que alguns shoujos focam bastante no humor baseado em slices of life. Claro, tem os Slice of Life, Dramas; os de ação que são os conhecidos como “Mahou Shoujo”, ou “garotas mágicas”, mas sem dúvida o carro chefe dos Shoujos são os Romances.

"Ef a tale of memories" : E haja cenários românticos!
“Ef: a tale of memories”: Baseado num Visual Novel Eroge/ manga Shonen. Tem toda a característica no anime de ser um Shoujo (mas não é); o fato de vir de uma VN explica às referências/easter eggs de Clannad…

De uma maneira geral, os traços clássicos de roteiro de shoujo são: Roteiros clássicos/pós-clássicos, com um big mistério que só descobrimos com o passar dos episódios; enfoque muito grande nas ‘psicologias baratas’: “meu eu antigo é diferente do meu eu atual, que será diferente do meu eu do futuro” o.O; lugares lindos e românticos como cidades destruídas, pôr-do-sóis em momentos ‘cruciais’. Todos os rapazes são lindos e maravilhosos — eu desculpo essa porque nos haréns as mulheres também são gatas; e na maior parte das vezes as mocinhas são feinhas.

Mas a grande ‘sacada’ dos shoujos: geralmente, no começo do anime, se o amigo leitor entender bem o conceito de ‘novela’ — sentido literário/tv — ele já vai saber que A vai ficar com B, como será a história e qual será o final. A ideia da autora é prender o público pelos ritos de passagem que a garota vai vivenciar. Mas já se sabe toda a história desde o primeiro episódio. Acho que isso acaba me afasta um pouco dos shoujos — maioria das vezes sei o final.

Seinen

"Ah Megami Sama": Pasmem, é um Seinen!
“Ah Megami Sama”: Pasmem, é um Seinen!

Esses tem os mais variados gêneros assim como os shonen. Romance, ação, filosofia, sci-fy, harém, fantasia, Dramas, gore/terror… Mas o roteiro dificilmente segue a cartilha dos roteiros clássicos, ficando mais a cargo do próprio gênero que o anime se propõe — se é um romance/slice of life como Ah Megami Sama, vai seguir um pouco esse roteiro.

Mas a diferença básica dos shonen, por exemplo, é que primeiro, esqueça a ‘Jornada do Herói‘ como plano de fundo básico.

"Elfen Lied" : Sobre a Culpa e a Monstruosidade Humana! Melhor anime que eu já vi até Hoje. Um Seinen/Gore
“Elfen Lied” : Sobre a Culpa e a Monstruosidade Humana! Melhor anime que eu já vi até Hoje. Um Seinen/Gore

Aqui não há busca de nada, nem crescer é o assunto principal. Na verdade essa é a graça dos Seinens. Os argumentos variam muito, não ficando no ‘geralmente’, como ocorrem nos shonens. Cada autor escolhe seu jeito e forma de contar a história, mas focando sempre o desenvolvimento e personalidade de suas personagens.

É como se nada fosse esquecido, nenhuma impossibilidade — como a impossibilidade do L (Death Note) existir, sem nenhum distúrbio psicológico. E não há preocupação excessiva nos conceitos/explicações. Talvez por isso mesmo, o anime fique mais ‘complicado’, mais ‘sério’, ou mais chato, porque os personagens são realmente, Realistas.

"Koi Kaze" : Como um 'siscon' é contado num seinen. Linda e doída história de amor
“Koi Kaze” : Como um ‘siscon’ é contado num seinen. Linda e sofrida história de amor

Talvez essa ‘seriedade’, ou essa oportunidade de falar de assuntos diversos, não deixa o leitor preso no “já sei o final da história” que acontece nos shoujos; afastem ou chamem admiradores.

Cabou!

Aria The Animation, melhor shoujo/shonen que eu já vi. O Sorriso de Alicia-san guarda muito mais do que a autora nos mostra
“Aria”: Para uns um Shonen, para outros um Shoujo e para alguns um Seinen. Para mim, melhor Shoujo que já vi. Aria é nota 10.
Entendendo Assuntos Nerd e Otakus da Cultura Pop

O que são Animes Shonen, Shoujo e Seinen?O que são Animes feitos de Visual Novel? Quais são os tipos de Roteiros de Animes? – O que é uma Graphic Novel? – O que são Filmes Space Opera?O que são Épicos, Romances e Novelas? – O que são Animes e Cartoons? — Como são os Desenhos (Cartoons) da Atualidade e do que eles Falam? O que é Tsundere, Yandere, Kuudere e Dandere (Moe) dos Animes?

Por fim, quero lembrar que os mangás, light novels e animes focam o público alvo. Então, geralmente, a classificação do mangá é a correta: Não é à toa que Death Note é Shonen — foi publicado numa revista de shonen. Ou que tenha uma confusão enorme com Aria, que foi primeiro publicado como Shoujo e depois como Shonen.

Na dúvida vão na Wikipedia em INGLÊS e vejam o Demographic, que é o público alvo. Ou como eu falei lá em cima, sigam estes dois sites de boa referência que eu recomendo deveras:MangaUpdates / Tvtropes.org.

Abração!