Arquivo da categoria: Cinema e suas Curiosidades

Porque o Ben Affleck como Batman simplesmente não Desce!

Este post sobre Ben Affleck como próximo Batman, simplesmente rendeu uma das tretas mais homéricas do Afontegeek. Mas então, este que vos escreve ODEIA o Ben Affleck, e se pergunta se até ele poderia estragar um filme do Batman. Você também acha que é possível?

batman_3_the_dark_knight_rises

Ben Affleck como Batman não Desce!

Pois bem pessoal, eu como fã do morcego-man resolvi falar um pouco sobre essa notícia bombástica. Geralmente reúno fatos de sites gringos, mas como ando meio sem paciência, vou usar uma fonte brasileira que eu gosto bastante.

Mass, tem algumas coisas que eu realmente não sei. Por exemplo, eu não vi o  Man Of Steel ainda, então não dá nem pra comentar como será feita essa sequência, ou em que vibe ela será, tendo fonte ou não. E outra, não sou especialista em HQs, então né? Não sei tudo não!

Então, do que eu vou falar?

man of

Assim que soube que o novo Batman seria baseado na Graphic Novel de Frank Miller, Batman O Cavaleiro das Trevas — que se bem lembro, tem 4 filmes em animação contando de uma forma, meio ‘diferente’, a HQ — fui ler a referida  posso dar uma opinião legal a respeito, já que o filme terá influência dela.

110638_Papel-de-Parede-Batman-O-Cavaleiro-das-Trevas-The-Dark-Knight-Batman-Begins-2--110638_800x600

A primeira coisa a se dizer é que parece que o Ben Affleck já esperava esse convite. Não tenho dúvida que o diretor do Man of Steel, o Zack Snyder e provavelmente o produtor, o Nolan, tinham uma noção de que o papel do Batmão seria do Ben — que não é o tio Ben.

Também parece meio claro que o Ben, que não é o Tio, tem uma boa relação com a Warner, e não é de se espantar caso ele venha a dirigir a possível sequência: Liga da Justiça. A coisa para o lado dele também vem boa desde o filme Argo que ele dirigiu — não sei, não vi — e pelo que parece, rendeu bons dividendos e boa crítica. Vale dizer que ele foi defendido pelo Damon?

Mas peraí!

Vamos com calma. Primeiro que ao meu ver, os heróis da DC são meio diferentes dos da Marvel. Podem me xingar, mas eu comparo facilmente a Marvel à Naruto, que é repleto de conceitos, arcos longos e personagens com poderes impressionantes.

Thor HQ

Claro que isso não foge muito da DC — HQ no fundo tem configuração de mangá shonen — mas quem viu, por exemplo, o desenho do Homem-Aranha — que é bom dmais — dos anos 90 e um da Disney dos anos 2000, sente uma diferença enorme quando comparado com o Batman Animated Series.

Sabe? Não há uma Mary Jane. Há problemas psicológicos e dramas existências. Há um medo perpétuo e uma tensão constante de ‘ele vai morrer’. Isso é impensável com o Wolwerine por exemplo, mas se um autor for gênio o bastante facilmente mata o Superman.

darkseid
Darkseid

Claro que essas diferença diminui um pouco com os trabalhos do gênio Jack Kirby que tem personagens nas duas. Só citando, Thor (Marvel) e Darkseid (DC). Até porque HQ como shonen, trabalha com conceitos e arcos… Mas se ficarmos somente em filmes, animações da DC, e compararmos com os da Marvel, veremos perguntas como, “Olha o Batman não é só um louco, um vigilante mascarado?”.

Perguntas que não aparecem no Quarteto Fantástico, e que poucas vezes são feitas do Peter Parker, para o Peter Parker, e não do J. Jonah Jameson para o Homem-Aranha. São perguntas que claro, não lembro que o Batman se faz, mas que têm uma aura ao redor do seu manto de ‘hei aquele é um cavaleiro acima da lei?’

Liberdade DC x Marvel

Novo-poster-de-Os-Vingadores

Acho que isso fica bem claro quando comparamos os Vingadores com o Batman dos cinemas por exemplo — o Batman do ‘Nolan’. Primeiro, não é o ‘Batman do Nolan‘, muitos conceitos ali foram pensado no próprio ‘Cavaleiro das Trevas‘ e possivelmente em outros quadrinhos.

coringa jack-nicholson-as-joker

Quem leu a HQ de Miller viu coisas como ‘precisamos do Batman, é o que temos’, ou então ‘é preciso fazer mesmo que acima da lei’. O próprio Bane é idêntico a um dos arcos da HQ com a dominação da cidade de Gotham pelos esgotos, e nem vou dizer que o Coringa de Miller é de uma loucura parecidíssima com a de Ledger/ Jack Nicholson.

Acho que há uma maior liberdade de bons escritores, para trabalhar os personagens da DC, mesmo que isso não queira dizer que o filme vai dar boa grana. Convenhamos, os filmes Marvel como o próprio Vingadores, são divertidos, de ação, são realmente quadrinhos. Mas não são Filmes. São filmes que você senta e se diverte vendo com amigos — coloco no meio até filmes como Blade que são pesados.

coringa Ledger

Mas tá, vamos pensar na loucura e falar do filme 1 do Homem-Aranha. O Duende-verde é inspirado no Coringa, mas não chega perto do caos do primeiro. E quando falo loucura, falo da aura de que o filme do Batman de 88 tem. Durante toda a película fica a dúvida “quem é o louco, o Batman ou o Coringa?“. ‘Grandes poderes vêm grandes responsabilidades‘ nem chega perto!

É tudo HQ

Kirsten-Dunst-as-Mary-Jane-in-2002-spider-man

Para fechar, não quero defender nem atacar nenhuma das duas. Mas pra mim é claro, que grandes autores tem maior liberdade para trabalhar os conceitos dos personagens da DC que nos da Marvel, e claro que vão surgir filmes/ obras mais líricas na primeira — tirando o ótimo X-Men Primeira Classe, que é um bom filme, mas não é um ‘Batman do Nolan’, rs.

Agora me pergunta se o Batman é um conceito melhor que o Homem-Aranha, ou se o universo Marvel é menos coeso que aquela loucura de universos paralelos que a DC tem, me pergunta? É tudo HQ, tudo tem a mesma vibe. Mas enquanto não derem, ou que eu ainda não saiba — todo mundo que lê quadrinho fala que o Homem-Aranha na época do Stan Lee era Genial! — os autores não têm liberdade de trabalho na Marvel. Ponto.

Porque O Ben Affleck não desce!

ben-affleck-batman-bashing-on-twitter

Ai me pegam o Ben Affleck cujos filmes que vi são uma bosta. E são mesmo. Só vi atuações ridículas e não esqueço de um filme de polícia/ladrão que ele dirigiu, que eu e uma menina que estava namorando achamos um saco.

E botam ele pra fazer uma das encarnações mais geniais do Batman — Matt Damon, leia a HQ de Miller! Frank fala de tudo ali: loucura, sociedade, motivações, o que é ser um vigilante, poder, feminismo — A melhor Robin já feita! — humanidade, divindade. Ai me baseiam nessa obra-prima e chamam esse idiota.

Não me desce. Tomara que, como fã do Batman, eu esteja errado, ele mande bem e eu morda a língua. Porque Ben, leia a HQ de Miller, e veja que você está lidando com uma obra-prima ocidental — obra-prima que só foi possível na DC pela maior liberdade Autoral que ela tem, quando comparada à Marvel, ao menos até aonde sei.

Galeria com Spoilers da HQ de Frank Miller

Este slideshow necessita de JavaScript.

Abraços!!

Fonte: Judão
1 [Link]
2 [Link]
3 [Link]

Batman: Moto do Filme na Vida REAL!

Essa noticia eu ja tinha visto tem muuuito tempo, desde o finalzinho do último filme do Batman, que apesar de não ter gostado tanto como gostei do segundo, é deveras recomendado.

Batman: Moto do Filme na Vida REAL!

Enfim, esse Batpod foi feito lá no Vietnã, por este manolo que está tendo o prazer de montar nessa “máquina”..Na boa, até eu queria montar nessa moto. Se o amigo leitor que está do outro lado quiser saber mais informações sobre ela, como o motor, a forma dela funcionar, é só acessar o link da noticia, lá no Jalopnik.

[Link]

Abraços e bom carnaval ai aos nerds!

Por onde anda Tobey Maguire?

O ator que ficou conhecido mundialmente por viver o Homem-Aranha/Peter Parker, anda sumido dos cinemas se tratando de atuação, recentemente ele foi cortado do novo filme do Ang Lee,As Aventuras de Pi“.

Por onde anda Tobey Maguire?

A verdade é que a carreira do ator é uma estrada de altos e baixos, Tobey Maguire  atualmente está envolvido com o trabalho de produtor.

Ele está apostando o dedo do pé no mundo da ‘toons através do desenvolvimento de Papelão com a Fox AnimationA Era do Gelo empresa criador Chris Wedge de WedgeWorks.

O projeto será adaptado do romance gráfico Doug TenNapel, que é forçado a dar um presente de aniversário decepcionante para o seu filho,uma caixa de papelão. Quando ele tenta fazer as coisas melhores por elaborar a caixa em um boxer chamado Bill, ele ganha vida, e faz  problemas com um valentão da vizinhança que tem planos malignos.

Embora seja cedo para o desenvolvimento do filme, Wedge está considerando dirigir o filme e há uma chance de que Maguire pode acabar emprestando seus talentos da amígdala para o elenco de voz.

Maguire está se  preparando para estrelar Z Para Zacarias e Cunha está ocupado terminando seu mais recente ‘toon, épico , adaptado de um conto de Joyce William. Que  vai chegar em 24 de maio do próximo ano.

O ator também está pretendendo produzir um longa ao lado dos atores Leonardo Di Caprio e Tom Hardy, sobre tráfico de animais.

Edward Mãos de Tesoura: Homenagem ao filme

Que tal uma bela homenagem ao filme Edward Mãos de Tesoura? Nosso antigo amigo Rod fez um belo desenho homenageando o filme. E não é apenas isso: o Afontegeek também tem uma review sobre o filme que você pode ler seguindo o Link

Edward Mãos de Tesoura: Homenagem ao filme

Peg Boggs (Dianne Wiest) é uma vendedora da Avon que acidentalmente descobre Edward (Johnny Depp), um jovem que mora sozinho em um castelo no topo de uma montanha e que na verdade foi criado por um inventor (Vincent Price), que morreu antes de dar mãos ao estranho ser, que possui apenas enormes lâminas no lugar delas.

Isto o impede de poder se aproximar dos humanos, a não ser para criar revolucionários cortes de cabelos, mas ele dá vazão à sua solidão interior ao podar a vegetação em forma de figuras ou esculpir lindas imagens no gelo. No entanto, Edward é vítima da sua inocência e, se é amado por uns, é perseguido e usado por outros.

Edward mãos de tesoura é uma obra sensível e impactante para todas as gerações, mas claro somente para aqueles que sabem como “enxergar”.

A nossa pequena homenagem para essa grande obra da sétima artes:

Ator de O peso de um Passado – River Phoenix: Conheça um pouco de sua História

Este é River Phoenix, irmão mais velhos dos atores Rain Phoenix, Joaquin Phoenix, Liberty Phoenix e Summer Phoenix. River foi foi um ator e músico norte-americano.

Ator de O peso de um Passado – River Phoenix: Conheça um pouco de sua História

Ele estava listado no John Willis’s Screen World, vol. 38 como um dos doze “promissores novos atores de1986” e foi altamente aclamado por seu talento por críticos como Roger Ebert e Gene Siskel. Ele também era conhecido por seu ativismo pelo direito dos animais.

Sua promissora carreira foi encerrada, quando ele morreu por insuficiência cardíaca induzida por drogas em Hollywood, Califórnia, no ano de 1993 aos 23 anos de idade.

River também foi um músico talentoso, assim como um ator, e tocou guitarra, cantou, e escreveu canções para sua banda de rock Aleka’s Attic que contava com a presença de sua irmã Rain Phoenix, enquanto viviam em Gainsville, Flórida, tocavam principalmente em eventos beneficentes.

Embora a banda nunca tenha lançado um álbum, a canção “Across the Way” pode ser encontrada no álbum Tame Yourself da PETA, utilizado para combater o abuso animal. River estava no meio das filmagens de Dark Blood, quando morreu. O filme não pôde ser concluído devido a muitas cenas onde seu personagem era fundamental.

Sua mãe foi posteriormente processada por isso. River manteve relacionamentos amorosos com duas atrizes norte-americanas, Martha Plimpton e Samantha Mathis. Em 1992, antes de sua morte, recebeu uma música como homenagem do cantor brasileiro Milton Nascimento chamada “River Phoenix”. Milton estava muito impressionado com o seu desempenho em Conta Comigo, Milton decidiu escrever a canção em reverência ao talento de River.

Quando ele começou a conhecer a música, River veio ao Brasil e passou alguns dias na casa de Milton Nascimento. Após esse primeiro contato, eles se tornaram bons amigos. Depois de sua morte, vários artistas dedicaram canções a River, a canção “Transcending” do álbum One Hot Minute da banda The Red Hot Chili Peppers é dedicada a ele, o álbum Monster de 1994 da banda REM é dedicado a River que era amigo do vocalista Michael Stipe. Natalie Merchant escreveu a canção, “River”, em sua memória. Além disso, sua canção, “Carnaval” foi inspirada nele. Rufus Wainwright compôs a canção “Matinee Idol” para ele.

Foi mencionado pelo cantor norueguês Morten Abel na canção “River Phoenix”. Em 2009, foi citado na música “River Phoenix”, do artista inglês Trip. A letra da música faz referência direta à noite da sua morte.

Phoenix foi um dedicado ativista pelo direito dos animais, ambientalista e político. Ele fez campanha para a PETA, e ganhou o prêmio de “Humanitário do Ano” em 1990 por seu esforço na angariação de fundos. Ele também comprou 800 acres (3,2 km²) da floresta tropical ameaçada naCosta Rica.

Phoenix ficou famoso por usar o seu nome e poder dentro dos meios de comunicação para expressar suas convicções e opiniões sobre questões importantes. No “Dia da Terra” de 1990 Phoenix escreveu um ensaio de sensibilização ambiental, dirigido aos jovens, intitulado “We Are the World”, que foi impresso na revista Seventeen. Ele e sua banda frequentemente desempenhavam shows ambientais beneficentes em locais em torno de Gainesville, Flórida. Seu irmão Joaquin é agora um proeminente porta-voz da PETA e segue a tradição familiar de boicotar todos os produtos de origem animal em sua obra cinematográfica.

Os filmes mais famosos do ator são Conta Comigo, Garotos de Programa e O Peso de um passado.

 Um dos grandes clássicos do cinema Conta Comigo transformou River em um astro, Gordie Lachance (Richard Dreyfuss), um escritor, recorda quando tinha entre doze e treze anos no verão de 1959, quando vivia em Castle Rock, Oregon, uma localidade com 1281 habitantes que para ele era o mundo inteiro. Gordie tinha três amigos inseparáveis: Chris Chambers (River Phoenix), Teddy Duchamp (Corey Feldman) e Vern Tessio (Jerry O’Connell).

Chris era o líder natural deste pequeno grupo, mas a família dele não era boa e todo mundo sabia que ele ia se dar mal na vida, inclusive ele. Teddy era emocionalmente perturbado, pois o pai tinha acessos de loucura e se Gordie era o intelectual do grupo Vern era o mais infantil, mas foi ele quem veio com a notícia que iria modificar a vida dos quatro. Tentando achar um vidro cheio de moedas que tinha enterrado, Vern ouviu por acaso Billy Tessio (Casey Siemaszko) e Charlie Hogan (Gary Riley) falando onde estava o corpo de Ray Brower, um garoto da idade deles que tinha ido colher amoras há três dias e nunca mais tinha sido visto.

Chris e Teddy queriam achar o corpo, pois vislumbravam a possibilidade de se tornarem heróis. Vern, embora indeciso, acabou cedendo mas Gordie não conseguia se entusiasmar, pois naquele verão tinha se tornado “um menino invisível”, pois há quatro meses Denny (John Cusack), seu irmão mais velho, morreu em um acidente de jipe e seus pais ainda não tinham conseguido se recuperar. Cada um deu uma desculpa em casa e partiram para tentar encontrar o corpo. Nenhum deles tinha idéia que esta viagem se transformaria em uma jornada de autodescoberta que os marcaria para sempre.

O peso de um passado, foi o filme que o levou para o oscar sendo indicado como melhor ator coadjuvante. Em 1971, casal de ativistas anti-bélicos destrói um laboratório químico que fabricava explosivos para serem utilizados na Guerra do Vietnã. Por causa disso, durante anos eles passaram a vida fugindo do FBI. Mas o fillho deles – agora um jovem – quer se livrar desse passado.

 

Em Garotos de Pregrama, Phoenix contracenou ao lado do seu grande amigo Keanu Reeves, mostrando esta impressionante história do diretor Gus Van Sant (“Gênio Indomável”) a respeito de dois jovens garotos de programa que ganham a vida nas ruas.

Mike Waters é um sensível narcoléptico que sonha com a mãe que o abandonou enquanto vive às voltas com Scott Favor, obstinado filho do prefeito de Portland e seu grande objeto de desejo. Navegando em um mundo volátil de viciados, ladrões e mendigos, Mike leva Scott em uma jornada direto das ruas para as estradas abertas da América em busca de um lugar distante chamado “lar”. Inovador e visualmente surpreendente, “Garotos de Programa” traz um olhar único a respeito do amor sem limites e da vida à margem da sociedade. . Por seu papel nesse filme, River ganhou o prêmio de Melhor Ator no Festival de Veneza, o National Society of Film Critics e o Independent Spirit Awards. O filme e seu sucesso solidificou a imagem de Phoenix como ator.

O que poucas pessoas sabem é que foi ele que interpretou Indiana Jones jovem em Indiana Jones e A última cruzada.

Phoenix estava sendo cogitado para os papéis de Jim Carroll, o adolescente viciado em drogas no filme de 1995, Diário de um Adolescente e Arthur Rimbaud no filme Eclipse de Uma Paixão. Após sua morte, Leonardo DiCaprio atuou em ambos os papéis. A autora Anne Rice, queria originalmente Phoenix no papel de Lestat no elenco da versão cinematográfica de Entrevista com o Vampiro, Phoenix ia se juntar ao projeto, no entanto, Tom Cruise foi contratado, contra a vontade inicial de Rice. Phoenix iria aparecer como o entrevistador, Daniel Molloy, um papel que, em última instância, acabou indo para Christian Slater após sua morte. O filme foi dedicado a ele e Slater doou seu cachê do filme para a caridade.

Geralmente considerado pelos críticos da época como o mais promissor jovem ator dos anos 80 e 90, River e irmão mais novo Joaquin viriam a ser os primeiros irmãos da história de Hollywood a serem indicados ao Oscar.

Em 31 de outubro de 1993, Phoenix teve uma overdose de drogas de heroína e cocaína (conhecido como Speedball) do lado de fora da boate Viper Room, em Hollywood cujo um dos sócios era o ator Johnny Depp.  O clube permaneceu fechado durante uma semana.Depp continuou a fechar o clube todos os anos no dia 31 de outubro, até vender sua parte na sociedade em 2004.

 Conhecendo os trabalhos de River, você nota a total entrega do ator em cada trabalho, coloco como exemplo aqui o filme Garotos de Programa. A verdade é que o cinema perdeu um grande ator, e quem gosta ou adora cinema, conhecer a carreira desse ator é imprescindível.

“Queria ser músico desde que me lembro. Quero dizer, mesmo antes de me tornar ator. Eu apenas pensei que seria mais difícil, então me tornei ator de vez.”

“Não é sobre a carreira. Trata-se de acreditar em alguma coisa, trata-se de prosperidade. E trata-se de cuidar e enfatizando e querer criar o melhor, o mais fiel à vida, o mais real.”

Cisne Negro: O beijo mais quente da história do cinema

Prepare-se caro amigo leitor, a MTV fez uma pesquisa para escolher o beijo mais quente do cinema. Sim existe essas pesquisas. O escolhido pela maioria foi o beijo do filme Cisne Negro, entre Natalie Portman e Mila Kunis.

Cisne Negro: O beijo mais quente da história do cinema

cisne negro beijo

O mais legal que todo ano a MTV faz uma pesquisa sobre qual foi o melhor beijo do cinema. Esse senão me engano ganhou o prêmio de 2011, e para ser bem sincero, eu acho que foi beeem merecido. E fica ai a dica para quem não viu Cisne Negro, ou Black Swan, que até rendeu um Oscar de melhor atriz para uma certa Padmé.

Abração!

Batman Cavaleiro das Trevas Ressurge: Conheça os vilões do filme

Batman é um dos filmes mais esperados este ano, e por isso AfonteGeek, fez um pequeno especial sobre os vilões que serão apresentados no novo filme. Até agora os vilões mostrados nos filmes de Nolan foram: O Espantalho, Coringa, Duas Caras e o Clã das Sombras.

Batman Cavaleiro das Trevas Ressurge: Conheça os vilões do filme

Mulher-Gato:

 A Mulher-Gato é uma das vilãs mais sexy e assanhadas das HQ’s foi criada em 1940 por Bill Finger e Bob Kane, e teve sua primeira aparição na edição número 1 de Batman, ou seja, já devia ter aparecido desde o início. A Mulher-Gato surgiu em 1940, na revista Batman, número 1. (O Coringa também fez sua primeira aparição nessa edição).

 

 

Ela era chamada de The Cat e não possuia um uniforme especial para se caracterizar como o faz atualmente. Desde as primeiríssimas aventuras da personagem para com o Homem-Morcego, a Mulher-Gato já era uma ladra inescrupulosa da qual Batman sempre se monstrou menos rígido e mais ameno em relação à mesma. Pois sempre após recuperar os pertences roubados pela felina, Batman sempre a deixava escapar. Bob Kane e Bill Finger trabalharam duro para encontrar o visual e o nome perfeito para a personagem.

Com o tempo ela ganhou o nome de Selina Kyle, cuja mesma era dona de diversas lojas de animais que decidiu um dia se tornar uma ladra e, como gostava principalmente e de um modo todo particular de felinos, adquiriu o nome de Mulher-Gato para atuar em Gotham City como criminosa profissional. Numa história publicada em Batman # 52, de dez-1950/jan-1951, conhecida no Brasil por “A vida secreta da Mulher-Gato” (republicada pela Panini Comics em “Coleção DC 70 Anos” # 6, Outubro de 2008), Selina sofre uma pancada na cabeça e passa a se recordar da sua vida antes de se tornar ladra. Ela conta que era aeromoça e sofreu um acidente de avião, quando então se esqueceu do passado (sofria de amnésia) e se tornou uma ladra.

Ela fala também que seu pai era dono de uma loja de animais, onde havia muitos gatos. No começo, ela se vestia com um vestido de seda e usava um chicote como arma. Assim sendo, a Mulher-Gato tornou-se uma das personagens mais sensuais e populares da história dos quadrinhos, sendo considerada uma das personagens mais importantes e valorizadas no mundo do Homem-Morcego. Sua exuberância e charme, e o “amor-bandido” vivido pela mesma para com o Batman, chamaram uma atenção toda particular para si, adquirindo uma imensidão de fãs por todo o mundo.

Não era considerada precisamente como sendo uma personagem maldosa, mas passava longe também de ser uma personagem do bem. Simplesmente ela era uma mulher aventureira e animada que sentia um prazer imenso em não cumprir a lei e infernizar a vida do Batman. Havia sempre em suas aparições, uma certa “tensão sexual” entre a Mulher-Gato e o Batman. Onde que por diversas vezes é ressaltada a idéia de que um morcego não passa de um rato voador, e uma gata pode com facilidade caçar tal animal.

História:

A órfã Selina Kyler,  passou algum tempo em um orfanato feminino, do qual eventualmente fugiu. Sua inspiração para se tornar a Mulher-Gato teria se originado ao observar o próprio Batman, personagem com o qual acabou tendo um romance, que não durou.

Após anos atuando como ladra em Gotham City e no mundo, Selina resolveu atuar como protetora do Eastside, bairro em que viveu e trabalhou como prostituta após fugir do orfanato. Hoje mãe, Selina tenta passar o “manto” da Mulher-Gato para sua protegida, a jovem Holly, desde os tempos em que primeiro morou no Eastside. Tarefa essa que tem se provado bastante desafiadora devido aos apuros em que a garota tende a se meter.

Recentemente, Selina deu sua filha Helena para adoção, não se considerando mais mãe, e a tarefa de passar o manto da Mulher-Gato para Holly não deu certo, fazendo com que Selina continuasse a patrulhar as ruas de Gotham como Mulher-Gato, ao lado de Batman e Robin. Atualmente, a anti-heroína é responsável também pela morte do vilão Máscara Negra, movida por vingança, deixando claro que a personagem não possui os mesmos valores que o Batman e seus demais aliados. Também se uniu as psicopatas Hera Venenosa e Arlequina, e andam trabalhando juntas.

Nos cinemas:

 A musa dos anos 80  Michelle Pfeiffer, interpretou o calcanhar de Aquiles do Batman, no segundo filme Batman: O Retorno de Tim Burton.

 

 

E o péssimo filme “Mulher-Gato” com a atriz  Halle Berry, vivendo a vilã.

 

 

 

 Desenhos:

Há varias animações do Batman e a Mulher-Gato, é sempre garantida nos seus desenhos.Em cada versão seu estilo muda de acordo com o desenhista.

 

Bane:

Bane  foi criado em 1993 por Chuck Dixon, Doug Moench e Graham Nolan. Sua primeira aparição na revista Batman: The Vengeance of Bane, em 1º de janeiro de 1993. Ficou conhecido como o único vilão a ter causado dano mais grave ao Homem-Morcego, quando o deixou paralítico da cintura para baixo, ao quebrar-lhe a espinha. O fato é relatado na história “Batman: Knightfall“, na edição nº 497 da revista Batman de julho de 1993. Em Catwoman #4 (1993), Bane aparece em estado catatônico, revivendo sua derrota para Jean-Paul Valley, enquanto Mulher-Gato aventura-se em Santa Prisca. Ela descobre que o atual governante do país é o pai de Bane.

Posteriormente, em Robin #8 (1994), um Bruce Wayne recuperado da lesão exige o seu posto de Batman de volta, ao mesmo tempo que um ainda catatônico Bane é atormentado por visões repentinas de morcegos. Bane sussurra que Batman está de volta. Em Vengeance of Bane II: The Redemption (1995), Bane recupera-se de seu vício de Veneno. Ele escapa da Prisão Blackgate e retorna à Gotham City para juntar-se a Batman na luta contra um grupo de criminosos que distribuem um derivado do Veneno nas ruas da cidade.

Após descobrir que o responsável por estes crimes é o mesmo médico que o transformou em Bane na prisão de Pietra Dura, anos atrás, ele se autoproclama inocente de todos os crimes do passado e sai de Gotham para procurar seu pai. Na minissérie Bane of the Demon, publicada em 1998, Bane retorna a Santa Prisca para interrogar o padre jesuíta que o cuidou enquanto ele estava na prisão. O padre explica que, dentre quatro homens, estaria o pai de Bane: um revolucionário de Santa Prisca, um doutor americano, um mercenário inglês e um banqueiro suíço. Enquanto procurava pelo suíço, Bane encontra Talia al Ghul, que o apresenta a Ra’s Al Ghul. E

ste fica impressionado com Bane e o escolhe para ser seu herdeiro. Na edição 701 da revista Detective Comics (setembro de 1996), Bane e Ra’s Al Ghul atacam Gotham City. Bruce Wayne, já como Batman novamente, derrota Bane em um único combate. Em Gotham Knights #47 (janeiro de 2004), Bane descobre a verdadeira identidade de seu pai, o qual não é o governante de Santa Prisca. Trata-se do inescrupuloso vilão Rei Cobra. Com a ajuda de Batman, Bane impede o plano de Rei Cobra de dominar o mundo. Ele salva Batman de ser atingido por um tiro, mas é mortalmente ferido durante o processo. Batman então salva Bane, mergulhando-o em um dos Poços de Lázaro de Ra’s Al Ghul e dando-lhe uma nova oportunidade de vida. Em Infinite Crisis #7 (junho de 2006), Bane aparece lutando ao lado dos vilões durante a Batalha de Metrópolis. Durante a batalha, Bane quebra a coluna do herói Mestre Judoca, matando-o.

Ele reaparece em One Year Later pedindo a ajuda de Homem-Hora. Ao final da minissérie Suicide Squad: Raise the Flag (2007-2008), Amanda Waller recruta Bane para o Esquadrão Suicida. Bane aparece uma vez mais em Outsiders #50 (setembro de 2007), usando o sistema de tubos para a aplicação de Veneno (não é revelado se ele voltou a usar a droga). Em Salvation Run #2, Bane é enganado por seus companheiros de esquadrão e enviado para a prisão em outro planeta.

História:

Ele nasceu na prisão de Pietra Dura, localizada na ilha de Santa Prisca, no Caribe. Teve de cumprir a prisão perpétua, condenado pelos crimes cometidos por seu pai, o Rei Cobra.

Na infância, passou a ser cuidado por um padre jesuíta, que viria a ser assassinado pelo próprio Bane, anos mais tarde. Aos oito anos de idade, cometeu seu primeiro assassinato, matando um criminoso que queria usá-lo como moeda de troca de informações na prisão. Sua única companhia era seu ursinho de pelúcia chamado Osito. O urso possuía um buraco em suas costas, no qual Bane escondia uma faca para usá-la contra qualquer um que tentasse ameaçá-lo.

Mesmo aprisionado, Bane não deixou de aperfeiçoar suas habilidades naturais: dedicou-se à leitura de diversos livros, modelou seu corpo no ginásio da prisão e aprendeu a lutar para poder se defender de outros prisioneiros. Tornou-se lenda quando passou dez anos na solitária e sair dela são. Em certa ocasião, Bane desentendeu-se com outro prisioneiro e acabou sofrendo um acidente, que o deixou em estado de coma. Teve visões do seu futuro e descobriu que o medo de um morcego poderia impedi-lo de conseguir seus objetivos.

Tornou-se obcecado pela leitura sobre Gotham City (lugar que, assim como a prisão, era comandada pelo medo) e sobre seu guardião. Inevitavelmente, sua resistência acabou chamando a atenção dos administradores do presídio, que o forçaram a tornar-se cobaia em experimentos com uma misteriosa droga viciante, conhecida como Veneno, a qual havia matado todas as cobaias anteriores. Bane sobrevive e tem sua força consideravelmente aumentada.

Porém, necessita tomar o Veneno a cada 12 horas (através de um sistema de tubos que bombeiam a droga diretamente para o cérebro), sob pena da reação adversa enfraquecê-lo ao extremo.

Apesar de ter sobrevivido ao Veneno, Bane fingiu-se de morto para poder escapar, já que a maioria dos mortos do presídio eram jogados no precipício. Lançado ao mar, livrou-se dos acessórios que o prendiam e rumou para Gotham City, com a intenção de destruir o morcego demoníaco que o atormentava em suas visões. Ele estava convencido de que o morcego em questão era Batman.

Advertido de que um confronto direto com Batman seria loucura, Bane usa sua força para derrubar as paredes do Asilo Arkham e libertar os mais perigosos criminosos da cidade, entre os quais estão Coringa, Espantalho, Chapeleiro Louco,Ventríloquo, Vagalume, Grande Tubarão Branco e Zsasz. A fuga em massa do manicômio sobrecarregou Batman, levando-o à exaustão, após três meses sem descanso de recaptura dos fugitivos. Ao retornar à Mansão Wayne, após cumprir sua missão, Batman encontra Bane esperando-o. Ao confrontar o Homem-Morcego na Batcaverna, Bane o deixa paralítico, ao quebrar-lhe a coluna. Sem poder mover as pernas, Bruce Wayne então deixa o posto de Batman, transferindo-o para Jean-Paul Valley (também conhecido como Azrael).

Utilizando um sofisticado traje de combate, ao invés do tradicional uniforme de Batman, Jean-Paul derrota Bane, danificando os tubos que lançam o Veneno na corrente sanguínea de Bane e causando-lhe uma severa síndrome de abstinência. Após ser derrotado, Bane é enviado para a Prisão Blackgate.

Nos cinemas:

Bane já apareceu nos filmes do homem morcego em Batman & Robin.

 

 

 

Animações:

 Assim como a Mulher-Gato, existem varias versões do Bane em animações.

 

 

 

Christian Bale (Batman), Anne Hathaway (Mulher-Gato), Tom Hardy (Bane), Marion Cotillard (Miranda Tate), Joseph Gordon-Levitt (John Blake), Gary Oldman (Comissário Gordon), Morgan Freeman (Lucius Fox), Michael Caine (Alfred), Josh Pence (jovem R’as al Ghul), Daniel Sunjata (um oficial de forças especiais), Diego Klattenhoff (um policial), Juno Temple (Holly Robinson), Nestor Carbonell (prefeito de Gotham), Chris Ellis (um padre), Brett Cullen(um juiz), Burn GormanMatthew Modine (Nixon), Tom ContiJosh Stewart e a menina Joey Kingestão no elenco. O filme estreia no Brasil em 27 de julho.

Qual é Seu Ator Favorito?

Em uma conversa na administração da AfonteGeek, acabou rolando esta pergunta: “Qual é o seu ator favorito internacional e nacional?” A conversa rolou e várias opiniões foram dadas e etc. Claro que este é um post antigo, etc, e tals, muitos que deram sua opinião não estão mais entre nozes. Enfim, vejam aí!

Qual é Seu Ator Favorito?

Rod (ex-Editor-chefe):

Al Pacino

pacino03

midia-wap-ator-lima-duarte-1275328617916_564x430

Lima Duarte

                             

AdminTB (atual Editor-chefe):

Harrison Ford

                 

     

         

 

 

 

 

 

2702tony

Tony Ramos

Ruan Marcos (ex-editor)

Will Smith

img-301314-francisco-cuoco

 Francisco Cuoco

Noel (ex-cuidador do layout):

Tom Hanks

Tom-Hanks

foto-antonio-fagundes-06

Antonio Fagundes

E Noel ainda foi mais polêmico escolhendo Murilo Benício como o melhor ator da nova geração brasileira.

Micaeli (irmã de Rod, ex-Editor-chefe):

Will Smith

foto-antonio-fagundes-06

Antonio Fagundes


Imagem meramente ilustrativa para ilustrar o quanto não me importo com a opinião de vocês

E Will Smith e Antonio Fagundes aparecem mais uma vez nesse especial. Bom agora é com você, isso mesmo é com você. Afinal este site é feito para você e queremos a sua participação.

Queremos saber qual o seu ator favorito internacional e nacional, você pode colocar nos comentários abaixo. Não quer dizer que eu vá ler ou me interessar por sua opinião, mas acho que não custa nada não é verdade? E quem sabe eu não faça um especial sobre a Sua Atriz favorita? Fica aí a pedida, se tiver muitos comentários eu penso no assunto com carinho.

Scarlett johansson interpretando a Viúva Negra (Black Widow)

Eu tenho umas aí na minha lista pessoal.

Enfim, abração!