Arquivo da categoria: Filmes & Series

The Walking Dead: Critica da Segunda Temporada – O Desespero Continua!

Aqui neste texto temos uma Crítica da Segunda Temporada de The Walking Dead; tem alguns spoilers, então leia por sua conta e risco! A série pode ser um pouco antiga e já ter passado por bem mais temporadas, mas saber o que rolou na 2ªtemp. pode ser interessante se você curtir muito sua novela de zumbis preferida.

The Walking Dead: Critica da Segunda Temporada – O Desespero Continua!

Semana passada chegou ao fim a segunda temporada de The Walking Dead, série baseada no quadrinho de Robert Kirkman e Tony Moore, produzida pela AMC.

Nesta critica falarei somente da série, não irei compará-la com os quadrinhos… afinal, a série é a série e o quadrinho é o quadrinho. Devido a ótima aceitação do público, The Walking Dead retorna com mais episódios, me pergunto se isso foi mesmo bom, será que foi? E Atenção: Se você ainda não assistiu a segunda temporada, não leia a critica.

O Ar de Desespero Continua…

Mesmo mudando de diretor, a série continuou mantendo seu ar de desespero com a mesma forma de iluminação da primeira Temporada. Só que devido ao aumento dos episódios, cabe aos roteiristas aumentarem a estória para acompanhar o número estabelecido, e como consequência infelizmente The Walking Dead perdeu um pouco o seu ritmo.

Essa nova parte da estória continua acompanhando Rick e seu grupo de sobreviventes do apocalipse -zumbi na busca para encontrar um lugar seguro.

O inicio desta temporada foi realmente alucinante com suspense e muito drama, por exemplo: o desaparecimento de Sophia, Carl é baleado e T-Dog é ferido. Todos esses acontecimentos foram somente no primeiro episódio. O roteiro da segunda temporada foi mais complicado, porem tão bom quanto a primeira temporada em uma análise geral.

Destaque: Shane                                                                                      

O grande destaque dessa temporada foi sem dúvidas o personagem Shane (Jon Bernthal), a devida atenção dada a este personagem foi  um grande acerto, construindo bem sua personalidade, motivos, justificativas e razões mais sólidas que o levariam ao seus atos futuros. E quem conhece os quadrinhos e acompanha a série de TV, sabe que este personagem estaria envolvido no grande clímax desta temporada.

Outros personagens também foram explorados como Glenn (Steven Yuen), Daryl (Norman Reedus). Surgiram novos personagens como Maggie (Lauren Cohen) para formar mais um par romântico,ela é a  filha do fazendeiro Hershel (Scot Wilson).

O roteiro de The Walking Dead nesta temporada, mostra os conflitos humanos, mas o que é certo e errado ao mesmo tempo são os diálogos frequentes entre os personagens, deixando um pouco de lado a ação. O que os roteiristas quiseram passar para os telespectadores é: “Que o maior inimigo deles, são eles mesmos.”

Tudo o que se esperava de uma série desse estilo foi comprida, como mortes de personagens importantes, romance, reviravoltas e surpresas. Só o final que foi muito previsível, sem surpresas e com muito tiroteio como tinha que ser, eles poderiam ter feito melhor o final com mais suspense, mas nada que a prejudicasse muito. Como disse no inicio o aumento de episódios atrapalharam a série: foram muitos episódios de enrolação.

A terceira temporada já foi confirmada, e tem tudo para ser a melhor até agora com a presença confirmada de uma das personagens favoritas dos quadrinhos, e o senador … me arrisco a dizer que a política vai ser explorada nessa nova temporada, e já esta confirmado que o irmão mais velho de Daryl, aquele que perdeu a mão,voltará para a terceira temporada.Vamos ver como irão tratar o personagem Rick,que está passando por mudanças junto com o seu filho. Confesso que apesar de toda a enrolação, gostei mais desta segunda temporada, pois com aquele inicio alucinante tinha tudo para ser perfeita.

Fico no aguardo da próxima temporada que terá mais episódios do que a segunda, e torço para que não cometam o erro da enrolação, afinal os quadrinhos servem como base  justamente para não enrolarem.

 Avaliação: Ótimo

Oscar 2012: Comentário dos Filmes Premiados

Domingo passado 26/02/2012, foi realiza a 84ª edição do Oscar, a festa do cinema mundial. Em meio de muita discussão, por apresentar filmes tidos como “fracos” pelo público e critica,porém mesmo envolta dessa discussão todos acabam ficando curiosos com as escolhas da academia.

Oscar 2012: Comentário dos Filmes Premiados

Confiram agora os destaques da noite de premiação:

Martin Scorsese é um mestre do cinema! isso é incontestável. já havendo realizado grandes obras cinematográficas.E nesse ano também não foi diferente. Seu mais novo filme A Invenção de Hugo Cabret , ganhou as estatuetas  já esperadas, no quesito técnico.Mais do que merecido,pois A Invenção de Hugo Cabret é visualmente um filme impecável.

Quem levou o Oscar de melhor animação foi o fraquíssimo Rango, como essa foi a única animação que teve um bom número de comentários positivos, nada mais justo do que receber a estatueta.Isso mostra que foi um ano péssimo para animações.

A atriz Meryl Streep, ganhou o oscar de melhor atriz depois de 28 anos,pelo filme A Dama de Ferro.Streep era uma das favoritas nesta categoria. A atriz que é a maior recordista da premiação recebendo incríveis 17 indicações e 3 oscas na carreira, se consagra como a maior atriz de todos os tempos.Além do prêmio de melhor atriz, A Dama de Ferro também recebeu o oscar de maquiagem.

Comentário sobre o Oscar

O Artista recebeu os prêmios mais importantes da noite, como já era esperado. Melhor roteiro adaptado, Melhor Diretor, Melhor ator e Melhor Filme, ambos já esperados, devido a ousadia do filme.Confesso que para o oscar de melhor ator, estava torcendo por Gary Oldman, mas… fazer o quê né.

Essa foi a noite de premiações do oscar, onde os maiores vencedores foram homenagens para o cinema, em tempos de evolução tecnológica, o crescimento da TV e a crise do cinema.

Ah! esqueci de mencionar o Brasil… Na boa, alguém realmente achou que ele venceria o prêmio de Melhor canção original?

 Então eu vos digo meu amigo, a melhor chance de oscar que o Brasil teve, foi no filme O Pagador de Promessa, que na época concorreu a melhor filme estrangeiro e com Fernanda Montenegro, concorrendo à melhor atriz pelo filme Central do Brasil.  

The River – Primeiras Impressões: Uma série com cara de a Bruxa de Blair

Para você que está procurando uma boa série de terror, segue aqui as primeiras impressões de The River. Se trata de uma boa série que até vale a indicação. Mas cuidado para não ficar assustado (a)!

The River – Primeiras Impressões: Uma série com cara de a Bruxa de Blair

Com uma sinopse bem interessante, se mantendo como uma boa base para sustentar a série, “The River” (O Rio) da ABC, estreou em 2012. A série é uma espécie de “Sobrenatural” no mato. A julgar pela sinopse você nunca iria imaginar que se trataria de um gênero de terror, ou tentativa de ser.

A sinopse se trata sobre Emmet Cole, apresentador de um programa de aventuras, e sua equipe, se perde na floresta Amazônica. Seis meses depois, sua esposa, Tess Cole, produtora do programa, descobre que ele ainda pode estar vivo. Assim, ela obriga seu filho Lincoln a largar a faculdade de medicina para ajudá-la a localizá-lo. Relutante, Lincoln assume a responsabilidade de liderar o grupo de resgate para descobrir o que de fato houve com seu pai.

Filmada como um Documentário

 Ok, eu não sei porque eles insistem em sempre colocar algum tipo de médium só por se tratar de algo sobrenatural… isso já está muito batido, mas…  tudo bem, a gente aceita e continua assistindo.

A série é filmada como se fosse um documentário, mostrando como foi o dia a dia, na missão de resgate. Bem a lá Bruxa de Blair. Filmar desse jeito têm sua vantagem, pois da a impressão de que você esta interagindo com os personagens, como se fizesse parte da equipe .

O primeiro episódio foi extremamente péssimo. Ficou claro que eles tentaram reduzir ao máximo os custos do episódio. A imagem estava tão ruim que parecia filme caseiro. Ainda lembra do que disse no inicio? Que o roteiro é muito bom? Pois é aí que entra em cena para salvar essa bagunça, porque quando lhe é mostrado que essa série irá abordar o sobrenatural e o oculto, é que você ver o quanto pode ser interessante acompanhá-la.

O Segundo Episódio é mesmo como um Filme de Terror

E que bom que eles a lançaram com o 1ª e 2ª episódio juntos, porque se dependesse do primeiro seria um fiasco, diria que a série mostra o que ela realmente quer tratar, no segundo episódio, com a imagem um pouco melhor, som e direção. Cara! O segundo episódio é realmente um filme de terror, lembrando muito a Bruxa de Blair.

Pelo visto foi um pouco aceito pelos americanos, pois o 3ª e 4ª episódios estão muito melhores que os primeiros em qualidade. Nós brasileiros sabemos que possuímos um folclore riquíssimo, recheado de várias lendas e mitos, então finalmente alguém quis explorar este folclore. Cada episódio é baseado em uma lenda indígena… sensacional! E se os americanos continuarem acompanhando, a série só irá melhorar.

Claro que ela não pode girar só em torno das lendas indígenas, existem também as sub-tramas, envolvendo conflitos amorosos e traições. O ponto fraco desta série são os personagens, nenhum deles têm de fato um grande destaque, a não ser pelo episódio 3 em que dei altas risadas com o câmera, porém ele volta completamente apagado no 4ª episódio.

Roteiro promissor mas…

Enfim, mesmo tendo um roteiro bem promissor, não acredito que esta série irá durar muito, afinal os americanos não se interessam muito por esse tipo de história, e ainda que foca lendas de povos que não são os deles, é uma pena. Gostaria muito de ver todas as lendas indígenas do Amazonas. Afinal… tem algo mais assustador que o desconhecido em uma floresta? Quem já andou no mato sozinho independente de qualquer horário sabe do que estou falando, a sensação de que sempre alguma coisa pode surgir na sua frente é assustadora, e imagine sobrenatural. ( rsrsrs ).

Conclusão

The River conta uma estória de terror fugindo dos padrões já um tanto batidos, usando lendas indígenas brasileiras, mudando o ambiente de casa mal assombrada, para uma floresta não explorada e de serial-Killers.

A série lembrará muito o filme Anaconda, e talvez Lost. Agora só nos resta aguardar, para ver se os americanos irão dar um pouco mais de atenção a esta série, que de fato é boa, e pode melhorar bastante. Lembrando que esta é somente as primeiras impressões!

Robocop: Joel Kinnaman – O novo Ator do Robocop de Padilha

Novo capitão nascimento cibernético de José Padilha foi anunciado, é o ator Joel kinnaman, da série “The killing”.

Robocop: Joel Kinnaman – O novo Ator do Robocop de Padilha

Além de Padilha, estão envolvidos Nick Schenk que fez um excelente trabalho em Gran Torino e escreve a versão mais recente do roteiro.

Em entrevistas Padilha diz que esse novo Robocop será mais real, então se tratando do diretor de Tropa de Elite,poderá haver uma discussãozinha política.O longa ainda não tem data de estreia,então só me resta desejar sorte para José Padilha e que ele realize um bom trabalho.

Os Vingadores e Como Tudo Começou – Sinopse e Indicação do Filme

Que a gente ver uma breve sinopse do Filme dos Vingadores, em? Por mais que seja impossível, é capaz que você, ainda não tenha assistido, o primeirão lá, onde tudo começou, e que tal saber um pouquinho do longa e talvez até uma Indicação dele mesmo. Pois então, vem comigo!

Os Vingadores e Como Tudo Começou – Sinopse e Indicação do Filme

Este foi sem duvida um dos filmes mais aguardados de 2012,”Os Vingadores” projeto no qual Jon Favreau (diretor do Homem de Ferro)  sempre quis desenvolver, por isso a grande expectativa em cima desse filme onde reuni os grandes heróis Marvel.

Comparada a DC em se tratando de sagas de super heróis, a Marvel  têm uma legião de fãs bem maior, e qua há anos esses fãs aguardam este filme, e com o belo trabalho realizando pelo diretor Jon Favreau em Homem de Ferro, a expectativa aumentou bastante. E será que valeu toda essa expectativa?

Elenco

o elenco é composto por: Robert Downey Jr. (Homem de Ferro), Jeremy Renner (Gavião Arqueiro), Mark Ruffalo (Hulk), Scarlett Johansson (Viúva Negra), Samuel L. Jackson (Nick Fury), Clark Gregg (Agente Coulson), Cobie Smulders(Maria Hill), Tom Hiddleston (Loki), Stellan Skarsgard (Dr. Selvig) e Amanda Righetti (agente da SHIELD).

Minha opinião se Vale à pena uma Indicação

Depois de Cawboys e Aliens último trabalho que Jon Favreau realizou, no qual não gostei, e fazendo-me ficar com um pé atrás com esse diretor. Mas acho que os Vingadores não é um filme ruim.

É um filme divertido na verdade e que agrada uma boa parte dos fãs da Marvel. Claro que ele não é surpreendente meu Deus… mas fica aí como um “Tudo começou no Universo Expandido da Marvel nos Cinemas”. Se vocês querem um filme melhor para começar a ver o universo da Marvel nos cinemas… vejam o filme do Capitão América. Sim eu sei que vocês odeiam os USA, mas no geral, principalmente o segundo filme do Capitão, dá um banho no Primeiro e Segundo longa dos Vingadores.

O Cara!

A gente tem até uma review do filme dos Vingadores site. Se quiserem ler… Sigam o Link. Mas têm spoilers lá, ok?

Abração!

Jogos Vorazes – Trailer e Sinopse do Filme

Com o fim da saga crepúsculo se aproximando, a Paris filmes esta correndo para fazer outra saga de sucesso entre o publico adolescente, que estreia esse ano. Jogos Vorazes é uma adaptação do best-seller escrito pela escritora Suzanne Collins.

Jogos Vorazes – Trailer e Sinopse do Filme

Trama acompanha a jovem Katniss (Jennifer Lawrence ) que entra nos jogos vorazes ( uma espécie de Big Brother, só que sanguinário) no lugar de sua irmã caçula, onde lá deve enfrentar outros jovens de outros distritos  até a morte.

Bem esse é o resumão mesmo do livro, no qual já li, e não me surpreendeu,porém o livro não é ruim é um bom passatempo, inclusive já possui até fãs aqui no Brasil. Pretendendo segurar os bons lucros que a saga crepúsculo trouxe, a Paris Filmes esta fazendo o que pode, para repetir o mesmo sucesso lançando imagens cheias de efeitos para quem não conhece o livro poder ir assisti-lo no cinema, pois fã que é fã já irá vê-lo.

foi divulgada a trilha sonora do filme e dos artistas, confiram as faixas:

1. Arcade Fire – “Abraham’s Daughter”
2. The Secret Sisters – “Tomorrow Will Be Kinder”
3. Neko Case – “Nothing To Remember”
4. Taylor Swift – “Safe & Sound ft. The Civil Wars”
5. Kid Cudi – “The Ruler and The Killer”
6. Punch Brothers – “Dark Days”
7. The Decemberists – “One Engine”
8. The Carolina Chocolate Drops – “Daughter’s Lament”
9. The Civil Wars – “Kingdom Come”
10. Glen Hansard – “Take The Heartland”
11. Maroon 5 ft. Rozzi Crane – “Come Away To The Water”
12. Miranda Lambert – “Run Daddy Run ft. Pistol Annies”
13. Jayme Dee – “Rules”
14. Taylor Swift – “Eyes Open”
15. The Low Anthem – “Lover Is Childlike”
16. Birdy – “Just A Game”

No elenco estão:Jennifer Lawrence,Willow Shields,Josh Hutcherson, Liam Hemsworth ( namorado da Miley Cirius), Lenny Kravitz, Woody HarrelsonStanley TucciWes Bentley e Elizabeth Banks.

Olha,ele cresceu!!!! o ator Josh Hutcherson interpreta o jovem Peeta .

Jogos Vorazes estreia 23 de março no Brasil e nos EUA.

Jennifer Lawrence como Katniss

Sombras da Noite: Mais um Grande filme de Johnny Depp e Tim Burton – Sinopse e Indicação

Sombras da Noite é o mais um filme de Tim Burton em parceria com o ator Johnny Depp. Pode-se dizer que essa é uma das parcerias mas bem sucedidas de Hollywood. Será que vale mesmo à pena essa Indicação desse filme? Venham comigo descobrir se vale à pena!

Johnny Depp e Eva Green

Sombras da Noite: Mais um Grande filme de Johnny Depp e Tim Burton – Sinopse e Indicação

O filme é uma adaptação de um seriado sessentista exibido pelo canal ABC em 1966 à 1971. A trama acompanha a estranha mudança da família Collins, quando o vampiro Barnabas,  (Johnny Deep) é despertado de seu caixão sedento por sangue e com saudades do seu antigo   amor. Logo começam a suspeitar que ele seja um antepassado da família.

O elenco é formado por:

Helena Bonham CarterChloe Moretz, Eva Green, Gulliver McGrathBella Heathcote, Johnny Depp, Ray Shirley, Jackie Earle HaleyJonny Lee Miller e Michelle Pfeiffer.

Sinopse e Uma Opinião

É indiscutível que a parceria Johnny Depp e Tim Burton não gere lucros invejáveis, ambos possuem um grande fã clube de jovens pelo mundo, mas devo dizer que o último filme realizado por essa dupla não foi nem de longe o que se pode esperar deles.

Alice no país das maravilhas é um bom filme, mas… deixa no ar a ideia de que poderia ter sido melhor. Afinal, Burton criou grandes filmes com o teor Gótico. Destaco “Sweeney Todd o barbeiro demoníaco da rua Fleet”, com fotografias de uma Inglaterra sombria incríveis, um filme é de uma plástica sensacional.

Além de Michelle Pfeiffer que é uma grande atriz e a esposa de Tim Burton Helena Bonham Carter, também esta a atriz (que na época era mirim, hoje está uma gata) Chloe Moretz conhecida por interpretar Hit Girl no filme “Kick Kass”.

E ele vale à pena uma Indicação?

Olha… eu achei ele um filme divertido no final das contas. Não se trata de nenhum Mãos de Tesoura“, mas no fim até que é um filme que vale à pena a ser assistido. Principalmente pelas cenas com mais ação e com mais sensualidade da dona Eva Green com o Depp.

E ele também não tem aquela sensação de “Crepúsculo I Wanna Be” o que na realidade, muito me agrada. Sei que muitos até gostam… mas enfim, melhor eu não comentar para chatear os fãs. Agora… Sombras da Noite não é bem um filme de romance, então não assista esperando ver algo assim. Veja… para curtir.

Abração!