Os Bons Companheiros – Crítica do Filme: Uma aula de como fazer cinema

E o Afontegeek também fala de bom cinema! Aqui podemos ver uma Crítica feita sobre o filme Os Bons Companheiros. Se deleitem meus amigos e amigas, porque o filme é uma obra de arte!

O que passa na mente de um homem quando decide se tornar um criminoso? O que passa na mente de uma mulher em aceita-lo, mesmo sabendo da sua “profissão”? Em Os Bons Companheiros, Martin Scorsese responde a essas perguntas mostrando esta peculiar história real de Henry Hill.

Os Bons Companheiros – Crítica do Filme: Uma aula de como fazer cinema

Os bons companheiros

Os Bons Companheiros

Houve  períodos em que o cinema adorou tramas sobre a máfia. Existem discussões sobre qual é o melhor filme desse gênero, a maioria afirma ser O poderoso chefão, outros dizem que preferem O poderoso chefão 2 ( que é o meu caso) e uma pequena porção preferem este filme de Scorsese, Os Bons Companheiros. Mas o que importa mesmo é que são ambos excelentes filmes.

Eu costumo dizer que em uma obra visual, a introdução é a parte  mais importante, pois é ela que irá proporcionar o seu interesse pelo filme. Neste filme Scorsese faz uma introdução perfeita. É apresentado os três personagens principais em um carro e aparentemente despreocupados com a vida, de repente o carro faz um barulho e eles param para verificar o motivo do problema, segundos depois vemos que o  barulho vem do porta -malas do carro, logicamente um deles abri o porta-malas e nos deparamos com um homem dentro todo ensaguentado.

O Momento que estamos fisgados pelo Filme

Quem é esse homem? E por que ele está no porta malas? O que será que ele fez?Essas são as perguntas que nos fazemos . E nesse momento bom companheiro, já estamos completamente fisgados pelo enredo do filme.Segundos depois o personagem Henry Hill, interpretado por Ray Liotta, começa a contar a sua história.

Nesse filme podemos ver que Martin Scorsese é realmente um gênio, sua técnica é impecável, ele consegue te transportar para dentro do filme.Colocando a câmera a nível do olhar dos atores, faz com que você tenha a sensação de estar lado à lado com os atores. É como se o filme fosse filmado em primeira pessoa.

A tamanha objetividade nas cenas é incrível, o diretor passa com clareza o que ele quer contar na cena, o personagem em destaque não perde o seu foco, a noção de profundidade está sempre presente com elegância,e  não deixa esquecido os outros atores na cena, mesmo quando nenhum deles fala uma palavra, ou seja, tudo em volta proporciona a sua atenção ao personagem que está sendo o foco de determinada cena.

A iluminação foi um acerto magistral, fazendo com que a imagem do filme tenha características da Art’Pop, que estava surgindo naquele período, cai como uma luva para a história.

O roteiro é muito bom , então o que nos leva a pensar é sobre o elenco do filme. Robert De Niro está muito bem vivendo um mafioso, sempre alerta e astuto. Joe Pesci está “genial” no papel do mafioso louco e engraçado, recebendo merecidamente o oscar de melhor ator coadjuvante na época. Ray Liotta… de fato é o que deixa a desejar no seu papel, mas percebe-se  que ele se esforçou.

Conclusão

Gosto de pensar que durante o desenvolvimento, todo grande filme deve nos surpreender, e  Os Bons Companheiros  me deixou de boca aberta literalmente. A narrativa do filme é contada pelo Henry Hill ( Ray Liotta), logicamente deduzimos que o filme mostrará a vida do mafioso ao seu próprio ponto de vista, mas, surge outro personagem que contará a sua história no seu ponto de vista  sem tirar o foco da trama central, ou seja, outro narrador na mesma história. Dois personagens que contam uma só história, em dois pontos de vistas diferentes mas no fim ambas terminarão do mesmo modo – GENIAL.

Os Bons Companheiros sem sombra de dúvida é uma grande obra cinematográfica, mostrando que a vaidade é um dos pecados mais ilusórios que existe.

 Avaliação: Excelente!!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s